🥇 Vigorexia: O que é? Como é feito o Tratamento? 🤔

Olá meninas! Hoje o post é sobre um distúrbio causado pelos padrões de beleza atuais. Já estive acima do peso durante muitos anos da minha vida e sei como é difícil se manter inabalável diante de tantas críticas. No entanto, me surpreendi recentemente em saber que um amigo meu estava tratando um quadro de Vigorexia.

Ele sempre foi aquela pessoa super fitness, que acorda cedinho para ir correr no parque, sabe? Mas notei que ele começou a pegar cada vez mais pesado na academia, para ganhar mais e mais massa muscular. No começo achei que fosse algo normal, mas depois comecei a me assustar.

Lembro que quando nos vimos ano passado ele parecia muito abatido. Perguntei se estava tudo bem com ele, se estava doente, e ele me disse que estava tudo certo. Só o corpo dele é que insistia em não chegar na forma ideal. Achei que era brincadeira porque, sinceramente, dava para ver de longe que ele era um daqueles caras fortões que vivia na academia.

Por via das dúvidas perguntei se ele estava brincando e ele me disse que não. Que sempre que se olhava no espelho não gostava do que via, e que tinha muita coisa para corrigir ainda. Aquilo soou um alarme na minha cabeça. Tentei de todas as formas fazer com que ele percebesse que não tinha nada para mudar, mas não adiantou.

Dei um jeito de mudar de assunto e disse que estava indo ao psicólogo e que aquilo estava me fazendo muito bem. Disse que tinha sido a minha melhor decisão, e que, ainda que existisse ainda um preconceito sobre ir a um psicólogo, eu não tinha vergonha nenhuma.

Afinal, saúde mental é sempre muito importante.

Ele disse que andava se sentindo meio para baixo e perguntou se eu podia passar o número. Passei na mesma hora, feliz por ele ter entendido meu recado. O resultado? um m~es depois ele me ligou dizendo que queria marcar um café comigo e com meu marido para agradecer.

Quando nos encontramos, reparei logo de cara que o aspecto dele estava muito melhor. Ele foi logo me agradecendo por indicar o psicólogo. Admitiu que tinha sido diagnosticado com Vigorexia e nos explicou sobre oque se tratava. Disse que se eu não tivesse indicado o psicólogo, ele corria graves riscos à saúde, porque estava, na ápoca, fazendo uma dieta maluca que deixou a saúde dele totalmente comprometida.

Fiquei pasma, porque, para mim, as únicas pessoas que sofriam com as pressões do corpo ideal eram as que estavam acima do peso. Isso serviu como uma lição para mim de que todo mundo enfrenta batalhas diariamente as quais não temos a mínima ideia. Fiquei felicíssima por ter ajudado meu amigo a se recuperar desse transtorno, sinceramente.

Isso me levou a pesquisar ainda mais sobre esse distúrbio e trazer aqui para você, minha amiga leitora, tudo o que eu aprendi sobre ele. Portanto, se você quer saber mais, é só continuar lendo até o final!

O que é vigorexia?

A Vigorexia é também chamada de Síndrome de Adônis. Em termos científicos, é conhecida como Transtorno Dismórfico Muscular (TDM). Seja qual for o nome pelo qual as pessoas conhecem, essa síndrome é algo que precisa ser tratado.  Ela é definida como uma enfermidade psicológica e tem como principal característica uma constante insatisfação com a própria forma física.

Essa disfunção é responsável por fazer com que a pessoa passe a ficar dependente de atividades físicas. Além disso, as pessoas também costumam ficar extremamente obcecadas em aumentar a musculatura corporal. Não é nada incomum que essa disfunção chegue a levar até mesmo a quadros de depressão e ansiedade.

De modo geral, pode-se dizer que esse distúrbio acaba afetando mais os homens. Especialmente aqueles que tem uma rotina de exercícios e que buscam sempre um corpo ideal. O problema é que a Vigorexia surge quando essas pessoas excedem seus limites e nunca se dão por satisfeitos com sua forma física.

Ainda que seja bem mais comum em homens, nada impede que essa disfunção acabe atingindo também as mulheres. Afinal, a pressão da sociedade para que nós, mulheres, tenhamos sempre um corpo perfeito, com tudo no lugar ainda se faz presente.

Aliás, vale ressaltar que a vigorexia é tida como uma desordem psicológica e é muito parecida com a anorexia. Nos dois casos existe uma preocupação exacerbada com a forma física e o desejo de alcançar algo diferente.

Quais as causas da Vigorexia?

De modo geral, pode-se dizer que a Vigorexia surge quando o psicológico de uma pessoa é afetado. Isso pode surgir quando a pessoa recebe críticas sobre seu corpo, sobre a demora para ganhar massa muscular, entre outros. Os próprios padrões irreais de beleza e saúde são um dos motivos. Pessoas mais propensas acabam sendo afetadas por não conseguirem alcançar aquele exemplo de perfeição.

Existem ainda alguns indícios de que a doença tenha um cunho genético, mas são casos mais raros. De modo geral ela é causada quando a pessoa tem seu psicológico abalado e sente-se sempre insatisfeita com o próprio corpo, por mais musculoso que seja.

Quais os sintomas da Vigorexia?

O sintoma que mais caracteriza a Vigorexia é o fato de uma pessoa ter uma imagem distorcida do próprio corpo, mas há outros aspectos que levam a um diagnostico desse transtorno como:

  • Treino para desenvolvimento dos músculos de forma excessiva;
  • Preocupação desmedida com o próprio corpo;
  • Uso descontrolado de anabolizantes;
  • Passar a fazer restrição de alimentos;
  • Falta de apetite;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade em excesso;
  • Depressão;
  • Quadros de insônia;
  • Uso excessivo de suplementos;
  • Uso de automedicação;
  • Excesso de cirurgias plásticas;
  • Baixa autoestima;
  • Cansaço persistente.

Um ponto chave é que, geralmente, certos detalhes mínimos no corpo, os quais as outras pessoas geralmente não reparam, ganham uma atenção muito maior pelas pessoas com vigorexia. Essa pessoa sempre fica ansiosa para corrigir logo esses pequenos defeitos que somente ela enxerga. Essa ansiedade vai se agravando cada vez mais, ocasionando a Vigorexia.

Quem pode identificar a Vigorexia?

Primeiramente, de modo geral, a pessoa que apresenta esse distúrbio muito raramente percebe o que está se passando. Na maioria das vezes a pessoa simplesmente acredita realmente que seu corpo precisa melhorar cada vez mais. O que geralmente acontece é alguém próximo à pessoa que percebe os sintomas desse transtorno. Na maioria dos casos a outra pessoa percebe quando o indivíduo descreve o próprio corpo de uma forma distorcida.

Outra forma de reconhecer a pessoa que tem vigorexia é notar que ela passou a fazer exercícios físicos com  muita frequência. Geralmente chega ao ponto de abandonar quaisquer outras atividades importantes da sua vida para ir em busca da forma física ideal.

É justamente por essa razão que todas as pessoas precisam aprendam a identificar os sintomas da vigorexia. Quanto mais rápido é feito o diagnóstico dessa doença e o tratamento for iniciado, maiores serão as chances de cura.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais as consequências da Vigorexia?

Quando a pessoa começa a buscar um corpo perfeito, praticamente inatingível, ela começa a se cobrar ao extremo. Essa atitude leva a pessoa a mudar bruscamente seus hábitos alimentares. E o problema é que, infelizmente, essa mudança acaba sempre sendo prejudicial.

Isso porque, ao mudar os hábitos alimentares, muitas vezes essa pessoa deixa de consumir certos alimentos que são essenciais para a saúde.

Ao deixar isso de lado, a pessoa fica com a saúde comprometida e ainda por cima aumenta o risco de doenças e infecções.

Afinal, deixando de consumir os nutrientes e as vitaminas necessárias., o sistema imunológico enfraquece e torna a pessoa mais suscetível a problemas relacionados à saúde.

Outras consequências que esse distúrbio traz consigo são a baixa autoestima e a dificuldade extrema da pessoa conseguir socializar com as outras. Para as pessoas que sofrem de vigorexia, o próprio corpo passa a ser a coisa mais importante de todas.

Assim, tudo o que acontece no mundo exterior acaba perdendo a importância. Ao logo do tempo essas pessoas passam a se isolar cada vez mais e fazer dos treinos o seu único objetivo de vida.

Nos casos ainda mais graves, a pessoa com vigorexia começa a praticar exercícios muito pesados sem nenhum descanso. Além disso, elas também passam a realizar cirurgias plásticas desmedidamente.

Todas essas questões acabam levando a complicações futuras para o corpo e também para a mente.

É muito comum que essa sobrecarga nos treinamentos acabe sendo prejudicial aos músculos, ossos e articulações, muitas vezes de forma irreparável. Caso a pessoa faça uso regular de anabolizantes durante longos períodos, estará propensa a diversas complicações.

Seu fígado e seus rins podem sofrer severos danos e além disso a pessoa pode desenvolver hipertensão e até mesmo aumentar as chances de um ataque cardíaco. Vale ressaltar que o consumo de anabolizantes também tem outras complicações. As principais delas são  os problemas de infertilidade, impotência e também o aparecimento de ideias suicidas.

Além disso, esse transtorno pode afetar não somente a saúde, mas diversas outras áreas da vida da pessoa. Aliás, na maioria dos casos os portadores desse transtorno acabam reduzindo o número de horas de trabalho ou de estudo. Isso é bastante sério e geralmente leva a problemas também nessas áreas.

Portanto, como resultado dessas atitudes, não é incomum que a pessoa se sinta mais e mais solitária. Com isso, a depressão encontra um ambiente propício para se instalar. Vale ressaltar que por volta de 58% das pessoas que tem vigorexia relatam também sintomas de depressão.

Como é feito o tratamento da Vigorexia?

O tratamento do quadro de Vigorexia se dá principalmente por meio do acompanhamento com um psicólogo ou então um psiquiatra. Esse o profissional irá ajudar o portador da Vigorexia a se aceitar e também voltar a ter uma autoestima elevada. Ainda que não seja um processo rápido, é preciso ser persistente e não desistir do tratamento. O acompanhamento de um profissional é imprescindível para que haja a reversão desse quadro.

Saiba que por meio da terapia, a pessoa aprende a se amar e aceitar seu corpo. Além disso, a forma como a pessoa enxerga seu próprio corpo também sofre uma mudança.

Depois de um tempo de tratamento ela vai parar de reparar somente naqueles pequenos defeitos corporais e poderá se focar no que realmente importa, que é sua saúde. Aliás, vale lembrar que mediante o acompanhamento de um profissional a saúde se restabelece como um todo. Juntamente com o psicólogo, a pessoa também pode ter a assistência de um nutricionista, que poderá indicar uma dieta saudável, mas que inclua as vitaminas e elementos necessários à saúde.

O auxílio de um nutricionista é muito importante, pois, como foi mostrado, muitos portadores de Vigorexia acabam adotando uma dieta extremamente pobre em nutrientes. O acompanhamento profissional permite que a pessoa recupere sua saúde e permite ao seu sistema imunológico um restabelecimento.

Além disso, nos casos em que a pessoa estiver com alguma lesão causada pela pela rotina desmedida de treinos, é super recomendado o acompanhamento de um fisioterapeuta. Com toda essa ajuda, a pessoa estará pronta para recuperar seu corpo e sua mente.

Casos de Vigorexia entre as Mulheres

Justamente por se tratar de uma doença relacionada aos padrões estéticos, a vigorexia também pode acontecer, como já foi dito, nas mulheres. Ainda que ocorra com uma frequência menor, não deixa de ser importante falar sobre isso.

Existe uma quantidade enorme de elementos que influenciam diretamente o desenvolvimento da vigorexia nas mulheres. Existem os fatores emocionais, os fatores socioeconômicos e também os fatores psicológicos. Justamente por isso, a Vigorexia não pode ser denominada como um transtorno que ocorre apenas entre o público masculino.

A vigorexia feminina é uma desordem que surge da mesma forma em que ocorre nos homens. Ou seja, aqueles padrões de corpo inatingíveis, que levam à prática desordenada de esportes, que por sua vez levam a transtornos alimentares e por fim levam à perda da vida social e da vida profissional da mulher.

Isso é muito sério e ouso dizer que ainda que ocorra com uma frequência menor nas mulheres, acaba sendo ainda pior.

Isso porque nós mulheres somos alvo de inúmeras pressões diariamente. Seja a forma como nos vestimos, como falamos, ou como temos que parecer.

Sempre tem alguém querendo participar com uma opinião sobre qualquer assunto. Isso tudo nos leva a almejar padrões que são impossíveis de alcançar.

A principal diferença entre a Vigorexia nos homens e nas mulheres está no que a pessoa almeja. No caso dos homens, como no exemplo do meu amigo, ocorre uma vontade interminável de ganhar mais e mais massa muscular. Enquanto isso, no caso das mulheres a Vigorexia se caracteriza por um transtorno alimentar, como a anorexia e a bulimia. Nesse caso a busca é de um corpo mais magro, da famosa “barriga chapada”.

Seja como for, a Vigorexia sempre surge da pressão externa por um corpo ideal. É extremamente importante se dar conta de que não existe nem nunca existirá um corpo ideal. Sabe aquelas modelos nas revistas? A imagem é completamente tratada e corrigida, para anular qualquer imperfeição. A vida real é muito diferente do padrão que a indústria impõe. Ter imperfeições não nos faz piores, nos faz simplesmente humanos.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

Leave a Reply