Tag: menstruação

🥇 Elani Ciclo: Engorda? Qual a composição? Ajuda a combater a acne? 🤔

Olá meninas! Hoje vim falar sobre um anticoncepcional, o Elani Ciclo. Ele é mais uma opção de anticoncepcional que está à disposição de muitas mulheres e posso dizer que cada anticonceptivo é criado visando um perfil de mulher. Grande parte das mulheres que tem uma vida sexual ativa, usa algum tipo de anticoncepcional e até mesmo a camisinha. Um dos anticoncepcionais mais conhecidos é o Elani Ciclo.

Principais dúvidas sobre o Elani Ciclo

Saiba que muitas mulheres possuem várias dúvidas e algumas são consideradas até bem recorrentes. As principais são:

  • Elani Ciclo faz engordar?
  • De que é feita a sua composição?
  • Elani Ciclo é bom para a acne?

Se você também tem essas dúvidas, ou então deseja saber mais sobre este medicamento, está no lugar certo! Este post foi feito para você. É só continuar lendo até o final para saber tudo sobre este medicamento e para sanar todas as suas dúvidas. Vamos lá?

Quais os benefícios de Elani Ciclo?

O Elani Ciclo tem diversos benefícios que podem auxiliar no combate à acne e, com isso, melhoram a saúde da pele. Aliás, em muitas mulheres ele pode ter até mesmo um efeito rejuvenescedor, além de reduzir as cólicas e o fluxo sanguíneo durante o período da menstruação. Além de tudo isso, ele ainda pode ser um bom incrível aliado na perda de peso.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Situações que podem anular o efeito do Elani Ciclo

Existem determinadas situações que podem anular completamente o efeito de Elani Ciclo, portanto fique atenta:

  • Ficar um dia sem tomar o comprimido;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Tratamentos com outros medicamentos específicos.

A importância da comunicação com o seu médico

As consultas com o seu médico nunca devem ser interrompidas. Até mesmo nos casos em que você estiver fazendo o uso de outra medicação. Aliás, nesse caso, ele é que irá avaliar a possibilidade e te passar todas as medidas que julgar necessárias. Lembre-se que seu ginecologista é o principal responsável pela sua saúde e bem-estar.

Não exagere na bebida

Ao ingerir o Elani Ciclo, o aconselhável é evitar ao máximo as bebidas alcoólicas. Isso porque, caso você beba demais, poderá vomitar e eliminar o medicamento do seu corpo, anulando os seus efeitos contraceptivos.

Elani Ciclo engorda?

Não. O Elani Ciclo não engorda e essa preocupação acaba afetando muitas mulheres na hora de escolher um anticoncepcional. Saiba que foi realizado um estudo com cerca de 80 mulheres que fizeram uso essa medicação sem nenhuma interrupção.

O resultado foi melhor do que o esperado: ele não engordou e, pelo contrário, até diminui o apetite dessas mulheres. Os efeitos foram tão satisfatórios que algumas delas conseguiram até mesmo acabar com o problema de obesidade.

Um verdadeiro aliado

Portanto, chego à conclusão de que o Elani Ciclo faz o controle do ganho de peso. Além disso, ajuda a controlar o inchaço resultante da retenção de líquidos. No entanto, este medicamento não deve ser ingerido apenas visando o emagrecimento!

Cada organismo é diferente e reage de forma igualmente distinta. Pode ser que para você isso não aconteça, ou cause algum tipo de alteração. Tudo depende de cada organismo, portanto, é sempre indicado conversar com o seu médico antes de iniciar qualquer medicamento.

É possível dize que o Elani Ciclo emagrece?

Para essa pergunta, posso apenas dizer que a resposta ainda não é conclusiva o suficiente. Ou seja, de acordo com alguns pesquisadores, esses dados estão ligados diretamente ao metabolismo de todos os carboidratos existentes no corpo.

Existem diversos estudos em andamento para que possa ser verificada a eficácia ou não do Elani Ciclo para fins de emagrecimento. Portanto nada ainda é conclusivo. Como eu disse, cada organismo vai reagir de um modo diferente a este medicamento. Afirmar que ele engorda ou emagrece, além de não ser verdade, ainda é totalmente desaconselhável.

De que é composto o Elani Ciclo?

O Elani Ciclo é criado a partir da combinação de diversos ingredientes, que, assim como outros medicamentos dessa categoria, são o Drospirenona e Etinilestradiol. Justamente por esse motivo, o Elani Ciclo é considerado um medicamento leve, que não causa muitos efeitos colaterais.

Versão genérica do Elani Ciclo

Além da versão normal, você também encontra a versão genérica deste medicamento. Isso pode ser levado em conta na hora de economizar e é algo que depende de pessoa para pessoa. A versão genérica de Elani Ciclo contém o mesmo princípio ativo do Elani Ciclo original.

Como o princípio ativo é o mesmo, não existe nenhum motivo que desabone a sua versão genérica. Vale lembrar que o seu princípio ativo consiste na combinação de Drospirenona e Etinilestradiol.

A procura por medicamentos genéricos tem crescido cada vez mais, e com Elani Ciclo não é diferente. O mais importante é saber escolher bem e não deixar de pedir a orientação de um farmacêutico no ato da compra. Afinal, ele é a pessoa mais preparada e pode  fornecer todas essas orientações técnicas.

Assim, procure uma farmácia que seja de sua confiança e que você saiba que tem bons profissionais. Afinal, cuidar da saúde e se prevenir é sempre muito importante!

Qual o preço do Elani Ciclo?

O Elani Ciclo é considerado um anticoncepcional, e o seu preço costuma ser bem diferente dependendo de uma farmácia para a outra. Além disso, não é considerado um medicamento barato. Justamente por esse motivo, é importante que você venha a conhecer a sua versão genérica. Algumas farmácias vendem o Elani Ciclo pela faixa de preço de R$ 30,00, enquanto em outras farmácias ele pode ser encontrado até mesmo pelo preço de R$90,00. Portanto, faça uma busca e uma pesquisa bem minuciosa.

Siga as instruções de seu fabricante

É indispensável que a pessoa que for utilizar o Elani Ciclo siga todas as orientações e instruções do fabricante, para que ele possa, de fato, funcionar da melhor forma possível. Aliás, vale lembrar também que você nunca deve deixar de consultar o seu médico ao iniciar qualquer tratamento que seja relacionado ao uso de anticoncepcionais. Afinal, somente o seu médico poderá lhe passar informações precisas e detalhadas sobre qualquer medicamento.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

 

Saiba mais no site de emagrecimento nycomed.

🥇 Ciclo 21 Engorda? Como tomar? Saiba tudo AQUI! 🤔

Olá meninas! Hoje vou falar sobre um contraceptivo bem famoso. Para saber tudo leia até o final!

O Ciclo 21, caso você não conheça, é um contraceptivo considerado um dos mais populares aqui no Brasil, além de ser um dos que tem o menor preço do mercado. Essas vantagens acabam atraindo várias mulheres. Além disso, ele também é distribuído em postos de saúde. Isso ajuda muito as mulheres que não tem uma renda alta a conseguir um método contraceptivo eficaz.

Como o Ciclo 21 age no organismo?

Para que você, minha amiga leitora, possa saber a forma como ele age no nosso organismo, é preciso antes saber seus componentes. Essa é uma questão muito importante e que, tenho certeza, vai ser de grande ajuda.

Qual a combinação dos ingredientes de Ciclo 21?

O Ciclo 21 é um medicamento produzido a partir de uma combinação da substância chamada de etinilestradiol, sintética do estrogênio juntamente com o levonorgestrel. Este, por sua vez, também é uma forma sintética da progesterona.

Toda essa combinação, quando ingerida diariamente, impede que ocorra o processo de ovulação nas mulheres. Com isso, a gravidez não tem chances de acontecer. Existem muitas dúvidas sobre o fato desse medicamento engordar ou não. Nesse artigo que eu preparei você vai saber tudo isso e muito mais. É só continuar comigo até o final. Vamos lá?

O Ciclo 21 Engorda?

Para ser bem franca, não existe nenhum dado nem comprovação científica de que o Ciclo 21 engorde. Existem certos relatos informando que ele engorda. No entanto, nada foi esclarecido sobre este assunto, visto que o fato de a pessoa engordar ou não varia bastante.

Afinal, cada organismo é diferente dos outros e único, portanto, pode reagir de formas diferentes mesmo em relação ao mesmo medicamento. A verdade é que o efeito pode ser diferente de uma pessoa para outra, assim como acontece com as outras combinações que são com hormônio.

O que acontece, então?

Para as mulheres que alegaram que tiveram um aumento de peso, o que pode ter ocorrido é que ao ingerir o Ciclo 21, algumas vezes ocorre uma maior propensão a reter líquidos, além do aumento do apetite.

É correto afirmar que não existe nenhuma ligação direta entre o fato de engordar e a ingestão do Ciclo 21. Essa conclusão se deve a diversas pesquisas que foram feitas, após algumas mulheres alegarem esse tipo de efeito colateral.

Como acabar com essa retenção de líquidos?

Existem passos simples para evitar a retenção de líquidos e a sensação de inchaço, veja:

  • Evite o sal.
  • Aumente a ingestão de magnésio, presente na uva, na banana, no abacate, entre outros;
  • Aumente a ingestão de vitamina B6 ingerindo mais leite, ovos, carne vermelha, entre outros;
  • Coma mais alimentos ricos em potássio, como a banana;
  • Evite os carboidratos refinados, como o pão branco;
  • Beba mais água!

Como tomar o Ciclo 21?

O comprimido do Ciclo 21 precisa ser tomado todos os dias, pelo período de 21 dias corridos, sem interrupções. O tratamento deve iniciar sempre no 5º dia do ciclo menstrual. Depois desses 21 dias, é preciso fazer uma pausa de ao menos 7 dias. Além disso, a menstruação deve ocorrer em um prazo de até 3 dias. Já nos ciclos subsequentes, o tratamento precisa ser reiniciado no 8º dia depois do último comprimido.

Esse processo tem que ser repetido sempre, mesmo que a menstruação esteja acontecendo. O importante é nunca esquecer de tomar o comprimido para não interromper o ciclo.

Qual o preço do Ciclo 21?

O Ciclo 21 está entre os contraceptivos mais baratos e ele pode ser encontrado pelo preço de até R$ 7,00. Além disso, também tem a opção de retirar gratuitamente em postos de saúde públicos.

Quais os efeitos colaterais do Ciclo 21?

O Ciclo 21 não é considerado um contraceptivo forte, que cause muitos desconfortos, se comparado aos outros medicamentos disponíveis no mercado. Os seus efeitos colaterais mais comuns são:

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Dores e inchaço abdominais;
  • Alteração no fluxo da menstruação;
  • Sensibilidade nas mamas;
  • Maior secreção vaginal;
  • Erupção cutânea;
  • Candidíase vaginal.

O que dizem os especialistas sobre o Ciclo 21?

Grande parte das pessoas não sabe quais as verdades sobre o Ciclo 21. Com isso, vez ou outra algumas mentiras podem se espalhar. Algumas das mais comuns são: “o Ciclo 21 dá espinha” e “O Ciclo 21 pode provocar uma trombose”.

Claro que nada é garantido, afinal, o histórico de saúde de cada indivíduo deve ser levado em consideração, bem como os fatores hereditários. Muitos males, infelizmente, acabam passando de geração em geração. Isso faz com que algumas pessoas atribuam a um medicamento como o Ciclo 21 o motivo do desenvolvimento de tal enfermidade, quando, na realidade, isso se deve ao fator genético.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

https://www.youtube.com/watch?v=ulwJJgGjTVo

Qual a eficiência do Ciclo 21?

O Ciclo 21 tem um nível de eficácia de 97%, ainda que algumas mulheres duvidem da sua eficácia. Ele é considerado um poderoso método contraceptivo e despertada em algumas mulheres pode ser devido à boatos entre grupos de amigas ou notícias na mídia de que determinado lote foi violado. No entanto, não existe nenhum motivo para desconfiar da sua eficiência. Diversos profissionais vieram inclusive à mídia para garantir sua eficácia, desde que seja tomado corretamente.

A evolução dos métodos contraceptivos

Todos os métodos contraceptivos evoluem e se atualizam, para que sua eficácia seja cada vez maior. Isso, com toda a certeza, também ocorre com o Ciclo 21.

Todas as usuárias desse método contraceptivo devem ter em mente que uma coisa é fundamental: que o ciclo seja respeitado integralmente, para que seus efeitos continuem ativos pelo tempo ideal. Independentemente de qual método contraceptivo você, minha amiga leitora, escolher, é importante seguir ele à risca.

Muitas mulheres acabam reclamando da ineficiência de um método, ou como uma amiga engravidou mesmo tomando a pílula. No entanto, não é possível garantir, nesses casos, que a pessoa tenha seguido corretamente o período de uso. Esse ponto é extremamente importante, e por isso mesmo até corro o risco de soar repetitiva ao extremo.

Felizmente não existe apenas um método que previna a gravidez, mas vários. Cada mulher se adapta melhor com um deles. Algumas mulheres não suportam o DIU, enquanto outras não ficam sem. Isso também acontece com a pílula contraceptiva. Nesse caso, a responsabilidade é muito maior, afinal, a eficácia do método depende 90% de você seguir corretamente o ciclo. Por isso mesmo, algumas acabam optando por métodos como o DIU.

O importante é que você não se deixe levar pelo que as outras pessoas falam. Somente você pode saber, com total certeza, qual método é o mais confortável para você. O que vale é se prevenir e evitar uma gravidez indesejada.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Clomid – O que é? Saiba TUDO sobre esse medicamento! 🤔

Olá meninas! Estava fazendo uma pesquisa recente na internet e li que o número de mulheres que vem enfrentando problemas para engravidar tem aumentado. Os problemas de infertilidade podem ter várias causas, o que acaba comprometendo a vontade de engravidar e também de ser mãe.

Essa situação pode até mesmo levar a casos de crises de ansiedade e até depressão. Entretanto, nos dias atuais existem muitas formas de tratamento.

O que é Clomid?

O Clomid é um medicamento bastante usado para tratar os casos de infertilidade, quando é causada pela dificuldade de ovular. A sua indicação é restringida a pacientes que não conseguem ovular. Além disso, é indicado apenas às mulheres cujo organismo consegue fazer a absorção do citrato de clomifeno sem problemas.

Esse medicamento auxilia no surgimento dos óvulos, permitindo então que eles sejam liberados do ovário para que possa haver a fecundação. Com o uso do Clomid, a ovulação acontece geralmente de 6 a 12 dias, depois da administração do medicamento.

Como é feito o Tratamento?

O tratamento consiste em 3 ciclos que, dependendo das orientações do médico, pode ser de uso contínuo ou  então alternado. Somente após o tratamento é que deve ser feita a tentativa de engravidar. No entanto, caso a gravidez ocorra durante tratamento, o uso do Clomid deve ser imediatamente interrompido.

No primeiro ciclo, a pessoa toma 1 comprimido por 5 dias. Para as mulheres que menstruam, essa etapa deve ser iniciada a partir do 5º dia do seu ciclo menstrual. Caso a ovulação aconteça, não é necessário aumentar a dosagem.

Caso não ocorra a ovulação durante o 1º ciclo, a pessoa inicia o 2º ciclo, no qual a dosagem deve ser de 100 mg pelo período de 5 dias, após aguardar um mês do fim do 1° ciclo. A dosagem não deve ultrapassar as 100 mg diárias. Se, mesmo com o tratamento, a mulher não apresentar ovulação durante 3 ciclos, deve considerar um outro tipo de tratamento.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Aborto espontâneo

O percentual de mulheres que usaram o Clomid e que sofreram um ou mais abortos espontâneos é de 21,4%.

É possível engravidar de gêmeos?

Sim. É importante frisar que o tratamento com o Clomid irá aumentar as chances de engravidar de mais de um bebê. Essa possibilidade e também os possíveis riscos que a gestante poderá correr no seu período de gravidez devem ser analisados e abordados entre médico e paciente, antes que seja feito o tratamento com esse medicamento.

Essa tendência a engravidar de gêmeos se deve ao estímulo no corpo, que acaba liberando mais de um óvulo durante o período fértil. No entanto,  não há garantias reais disso ocorrer.

Vou engordar ao tomar Clomid?

Infelizmente não existe uma resposta definitiva para essa pergunta. Afinal, você deve levar em conta o fato de que cada organismo reage de uma forma diferente quando está sob efeito desse medicamento. Entretanto, existem algumas pessoas que relataram ter ganhado peso ao utilizar. Fato é que ele age no corpo de forma a provocar um aumento na retenção de líquidos, o que resulta na sensação de inchaço.

Além disso, existem relatos de pessoas que fizem que o tratamento com o Clomid aumenta o apetite, provoca alteração hormonal e também ansiedade.

E se eu esquecer de tomar?

Se por caso, você esquecer ou passar da hora de tomar a medicação, nunca tome dois comprimidos juntos, como se fosse uma forma de compensação.

Ao esquecer de uma dose, você pode atrapalhar o tratamento e também o ciclo ovulatório. Por isso, caso isso aconteça, procure orientações do seu médico.

Cuidados especiais a serem tomados

É preciso ser muito cuidadosa, pois existem certos casos em que este tratamento é bastante recomendado: caso haja suspeita de pouca sensibilidade à gonadotrofina pituitária, como é o caso de pacientes que apresentam síndrome do ovário policístico.

Se você utilizar Clomid por um tempo além do recomendado, pode haver alterações na síntese do colesterol, devido ao aumento do índice sanguíneo.

O uso desse medicamento durante gravidez e lactação é totalmente prejudicial. Por isso, para que você possa evitar o uso do Clomid logo no início da gravidez, é bem importante fazer testes ao longo dos ciclos do tratamento, para saber se ocorreu a ovulação. Os testes ajudam ainda a medir a temperatura basal do corpo, observando a paciente cuidadosamente, assim, é possível saber se há algum sinal de ovulação. Um teste de gravidez também precisa ser feito antes de passar para o próximo ciclo de tratamento.

Avisos importantes!

Há alguns registros de que durante o tratamento com Clomid, algumas pacientes apresentaram a Síndrome de Hiperestimulação Ovariana. Com sintomas como o acúmulo de líquidos ao redor do coração, edemas, hidrotórax, dor abdominal aguda, insuficiência renal, acúmulo de líquidos no pulmão, sangramento nos ovários, trombose, torção do ovário, entre outros.

Para maior precaução é bastante indicado a ingestão de uma dose menor.

É imprescindível se consultar sempre com o seu médico caso haja qualquer sintoma diferente, como dor abdominal ou pélvica, aumento de peso, desconforto acompanhado ou não de aumento do abdômen.

Se você sentir que houve alguma mudança no organismo com o uso de Clomid, é muito importante que seja feita uma análise para verificar se surgiram cistos ovarianos através de um exame ginecológico. No entanto, caso isso tenha ocorrido, o tratamento deve ser suspenso até que haja uma regressão total.

Contraindicações

Clomid é contraindicado:

  • A mulheres que já estejam grávidas ou amamentando;
  • A mulheres com doenças no fígado;
  • Problemas de cistos ovarianos;
  • Mulheres com metrorragia;
  • Mulheres que são alérgicas ao citrato de clomifeno ou outro componente;
  • Pacientes com doença no fígado ou histórico de disfunção;
  • Mulheres com tumores hormônio-dependentes;
  • Pacientes com sangramento uterino;
  • Mulheres com cisto no ovário, exceto no caso de ovário policístico;
  • Não deve ser usado se for dirigir veículos ou operar máquinas pesadas.

Efeitos colaterais

Todo medicamento apresenta as suas contraindicações e efeitos colaterais, podendo ser mais fortes em algumas pessoas do que  em outras. Tudo vai depender do organismo de cada um. A posologia e dosagem devem sempre ser prescritas por um médico.

Os principais efeitos colaterais são:

  • Aumento nos batimentos cardíacos.
  • Inchaço no corpo;
  • Desconforto no abdômen;
  • Calor repentino;
  • Dores de cabeça;
  • Falta de lubrificação;
  • Visão embaçada;
  • Reações alérgicas de asma brônquica;
  • Aumento do tamanho dos ovários;
  • Dor ao urinar;
  • Catarata;
  • Convulsão;
  • Ansiedade, depressão;
  • Mudanças de humor;
  • Nervosismo, insônia;
  • Dermatites, urticária;
  • Redução na espessura endometrial;
  • Náuseas.

Primeiramente, é muito importante frisar que você não deve nunca se automedicar. Somente um médico pode receitar o Clomid, caso haja real necessidade. Além disso, os efeitos colaterais devem ser considerados antes de você tomar a decisão de iniciar o tratamento.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Coletor Menstrual: vejas as vantagens de abandonar o absorvente! 🤔

Olá meninas! Hoje vim falar sobre um assunto que nós, mulheres, já conhecemos de cor: a menstruação. Um dos acontecimentos que mais nos causam alterações é a menstruação. Geralmente associadas a mudanças de comportamento, períodos mais agressivos, nervosos, a menstruação, em muitos casos, abranda os seus efeitos quando comemos chocolate. No entanto, para algumas mulheres, saborear esse doce não faz diferença alguma.

Mas, como temos que enfrentar a menstruação todos os meses, o uso de absorvente é imprescindível. Afinal, não queremos acarretar em mais problemas, como roupas manchadas e constrangimento, não é?

O grande problema de utilizar absorventes é que eles nem sempre são ideais. Em muitas mulheres, os absorventes acabam causando extremo desconforto. Algumas de nós até são alérgicas aos absorventes convencionais.

Pensando em todas essas dificuldades, foi criado o coletor menstrual. Ele dura bastante tempo, é reutilizável e a melhor parte é que não provoca nenhum tipo de alergia, além ser super higiênico.

Muitas mulheres já decidiram aderir ao coletor menstrual e se você ainda não conhece e quer saber tudo sobre ele, fique por aqui e leia esse artigo até o fim!

Nele você vai saber tudo sobre o funcionamento dele, qual a média de preço, além de saber se a utilização é realmente melhor ou não. Vem comigo!

O que é o coletor menstrual?

O coletor menstrual é uma alternativa que foi criada para substituir a utilização dos absorventes. Ele é feito com materiais como silicone e borracha, portanto, pode durar por um período de até 10 anos.

Muitas mulheres decidiram deixar o absorvente de lado e passaram a usar o coletor. Principalmente porque eles são considerados bem mais higiênicos, não provocam desconforto ou alergia, e podem ser reutilizados. Isso faz com que ele seja a opção mais econômica.

Ele tem o formato de um copinho e possui tamanhos diferentes. A variação de tamanho foi pensada para que o coletor possa se adaptar perfeitamente ao corpo de cada mulher. Além de ter sido criado para proporcionar o máximo de conforto, ele é totalmente maleável. Isso ajuda muito na hora de introduzi-lo no canal vaginal, pois não causa nenhum tipo de desconforto.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Como utilizar o coletor menstrual?

O coletor menstrual deve ser utilizado diretamente no canal vaginal, da mesma forma que os absorventes internos. A grande diferença é que não causa nenhum desconforto e não provoca nenhum tipo de alergia. Sem contar que  é muito mais fácil de retirar.

No entanto, durante as primeiras vezes usando, pode ser que a mulher, por não ter a prática, não consiga introduzi-lo de forma correta. Não tem nenhum problema, saiba que isso é totalmente normal. Foi justamente pensando nisso que eu trouxe várias dicas que vão te ajudar a colocar o coletor sem maiores dificuldades.

Primeiramente, antes de utilizar o coletor, você deve lavar bem as mãos, para só depois poder pegar no produto. Assim você evita passar qualquer tipo de impureza para ele. Com o coletor em mãos, você vai dobrá-lo, fazendo com que ele fique no formato de um “C”. Em seguida, fique em uma posição que te deixe confortável para que possa colocar o coletor.

Você precisa relaxar os músculos da vagina, pois dessa forma o coletor poderá ser introduzido sem maiores dificuldades. Comece inserindo a parte arredondada, afinal, é ela que ficará no seu canal vaginal, de modo a coletar sua menstruação.

Dica: Para ter certeza que o coletor foi inserido corretamente, você pode pegar a haste de retirar, que fica embaixo, e tentar girar o copinho lentamente e com bastante leveza. Se você conseguir fazer isso com facilidade, é a confirmação de que ele está no lugar certo e na posição correta. Dessa forma, pode ficar tranquila que o coletor não irá causar nenhum incômodo.

Como retirar o coletor menstrual?

Ao utilizar o coletor menstrual, ele pode ficar no canal vaginal por um período de até 12 horas. No entanto, os médicos recomendam que ele seja esvaziado de 8 em 8 horas. Isso se deve ao fato de que cada coletor tem uma capacidade de 30 ml. Tudo vai depender da intensidade do seu fluxo menstrual. Caso tenha um fluxo grande, pode ser que você tenha que esvaziá-lo até mesmo antes desse período de 8 horas.

Para que você possa retirar o coletor, o mais indicado é que você vá ao banheiro e sente-se no vaso sanitário.  Em seguida basta puxar o coletor pela sua haste. Vale ressaltar que ele deve sempre ficar voltado para cima, dessa forma você irá evitar quaisquer respingos. Depois disso, você deve esvaziar o coletor e higienizá-lo bem, pra que possa voltar a usá-lo.

Como higienizar o coletor menstrual?

Antes de começar a higienização do seu coletor menstrual, você deve lavar super bem as suas mãos. Feito isso, basta usar água e sabão neutro. Tem também a opção de utilizar produtos antissépticos, pois eles podem ajudar a evitar o surgimento de doenças e infecções.

Qual é o preço do coletor menstrual?

O preço pode variar de acordo com a marca e o modelo que você for comprar. No entanto, para te deixar informada sobre a média de valores, ele pode ser encontrado por volta de R$ 80,00. Isso em um kit que vem com 2 coletores.

Pode ser que você se assuste com o preço, mas vale lembrar que pagando um valor só, o coletor pode durar até 10 anos. Ou seja, a economia é gigantesca! Pensa só no tanto de absorvente que a gente usaria nesse período e no quando a gente gastaria. Nem se compara, né?

Quais as vantagens de usar um coletor menstrual?

As vantagens que a maioria das mulheres que usam o coletor menstrual sempre frisam são as seguintes:

  • Não causa alergia nem irritação;
  • Não deixa nenhum cheiro;
  • Mantém o canal vaginal úmido;
  • É higiênico;
  • É fácil de ser colocado e não provoca nenhum desconforto;
  • Pode ser utilizado na piscina e nas atividades físicas, sem risco de vazamentos.

Além disso, os absorventes podem deixar substâncias químicas no seu organismo, o que não ocorre com o coletor. Isso sem falar que é uma atitude super ecológica.

Quais as contraindicações no uso do coletor menstrual?

Ainda que seja um produto aprovado pela maioria das mulheres, o coletor menstrual não é indicado:

  • Para mulheres que acabaram de ter um bebê;
  • Para as mulheres que são virgens;
  • Para mulheres que possuem alguma deformidade anatômica no sistema reprodutor, como o septo vaginal.

Se você tiver alguma dúvida em relação à utilização do coletor menstrual, é indicado que consulte um médico, para que possa esclarecer todas as dúvidas.

Sei que de primeira não é um investimento barato, mas, pensando a médio prazo, tenho certeza que você vai notar a economia e todos os seus benefícios.

Dica importante: A maioria dos coletores menstruais, ao serem introduzidos, fazem uma selagem à vácuo, para que possam evitar a passagem do fluxo menstrual. Para que você possa removê-lo sem sentir nenhum desconforto, é preciso tirar esse vácuo que se forma. Para isso, basta dar um leve beliscão na parte inferior do coletor. Tenho certeza que essa dica vai ser de grande ajuda!

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

You cannot copy content of this page