🥇 Ritalina Para o Tratamento do Déficit de Atenção 🤔

Você é extremamente agitado? É muito difícil para você sentar e se focar em qualquer coisa que esteja fazendo? Você confunde as letras quando vê elas num quadro? É comum que você troque números e inverta tudo?

Saiba que você pode estar sofrendo de TDAH.

TDAH é a sigla em português para Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade. Ele é um transtorno neural e biológico que geralmente aparece na infância e que pode continuar pela vida toda.

Entretanto, na prática, ele une desatenção, hiperatividade e impulsividade, mas não chega a ser uma doença e por isso não existe uma possível cura. Mas calma! Os sintomas podem ser tratados por medicamentos que ajudam a conviver com eles.

Primeiramente, geralmente se descobre que tem TDAH quando ainda somos crianças, quando mostramos dificuldade extrema de concentração, quase nunca acompanhamos o mesmo ritmo da turma e afins.

Portanto homens e mulheres que sofrem de TDAH precisam ser recebidas de braços abertos na sociedade. Existem diversos fatores que influenciam nas suas mentes, e por isso precisamos aprender sobre para saber como interagir melhor e ajudar quando necessário.

Entretanto, as crianças podem sofrer preconceito na escola quando tem TDAH, por isso se você é mãe ou pai e suspeita que algo está acontecendo neste sentido, leia este artigo até o final. Vai ajudar muito.

Quais são os tipos de TDAH?

Portanto existem basicamente três tipos que variam de acordo com os sintomas:

  • Apresentação combinada:desatenção e hiperatividade-impulsividade preenchidos nos últimos 6 meses.
  • Predominantemente desatento: desatenção preenchido nos últimos seis meses, mas sem o preenchimento dos critérios de hiperatividade.
  • Predominantemente hiperativo-impulsivo:critérios de hiperatividade preenchido nos últimos seis meses, mas sem os critérios de desatenção

Quais são os graus de TDAH?

Em síntese existem 3 tipos diferentes de graus classificatórios para TDAH:

  • Leve:com poucos sintomas presentes além dos apresentados no diagnóstico, e que resultam em poucos problemas para a convivência social, acadêmica ou professional.
  • Moderada:é a que apresenta os sintomas entre o leve e o grave.
  • Grave:há muito mais sintomas do que é preciso para um diagnóstico ou vários sintomas gravespresentes que podem trazer resultados de grande prejuízo no conviveu social ou profissional.

Quais são as principais causas de TDAH?

Em suma, na comunidade médica como um todo não se chega a uma definição sobre a origem de TDAH e as suas origens.

Entretanto o que se sabe é que TDAH é um transtorno que pode se manifestar de várias formas diferentes e os sintomas se juntam em graus de intensidade variados.

Contudo, o que os médicos concordam é que existem pelo menos 3 causas para o TDAH que podem ser classificadas como:

  • TDAH- Fatores Genéticos: Os fatores genéticos podem influenciar na origem do TDAH. Filhos de pessoas com TDAH tem mais chance de ter um filho com a mesma situação do que uma pessoa que não tem;
  • TDAH- Anormalidades cerebrais: os estudos feitos com as imagens do cérebro de pessoas que tem TDAH mostraram algumas disfunções;
  • TDAH- Fatores ambientais: Nascer com peso menor que 1.500 g, permite um risco maior para TDAH, embora a maior parte não desenvolva o transtorno.

Vale dizer que crianças que sofreram histórico de abuso infantil, negligência, lares adotivos,  infecções, exposição ao álcool durante a gestação, toxinas ambientais também estão mais propensas a desenvolverem TDAH.

Quais são os principais sintomas de TDAH?

Existem diversos sintomas em TDAH que podem ser difíceis de vencer sozinho. Alguns são:

  • Padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade-impulsividade
  • Desatenção a detalhes ou erros por descuido
  • Dificuldade de manter a atenção em tarefas
  • Não escutar quando lhe dirigem a palavra
  • Não consegue terminar tarefas
  • Dificuldades para organizar tarefas e atividades
  • Não gosta de tarefas que precisam de esforço mental
  • Perder objetos importantes
  • É facilmente distraído por estímulos externos
  • Remexer ou batucar mãos e pés na cadeira
  • Correr ou subir nas coisas nos momentos errados
  • Sentimentos de inquietude
  • Dificuldade em brincar ou fazer atividades calmas
  • Falar muito

Quem pode diagnosticar TDAH?

O diagnóstico pode ser feito por clínico, ou ainda médico especialista sem que sejam necessários testes físicos. Alguns casos exigem testes neuropsicológicos.

O diagnóstico segue alguns critérios médicos específicos, incluindo a determinação de subtipo, nível de remissão e gravidade.

As consultas geralmente são mais longas, afim de considerar não apenas as histórias do paciente, mas também a dos familiares próximos.

O que é Ritalina?

A Ritalina é um remédio de ordem psiquiátrica tarja preta que é indicada para tratar pessoas com Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

Tomar Ritalina com a ideia errada de aumentar o foco, concentração, memorização, é ruim e pode gerar graves consequências para as pessoas que não sofrem de TDAH.

A Ritalina combate diretamente os sintomas estimulando a produção de uma substância chamada de metilfenidato faz o sistema nervoso funcionar e cumprir atividades que antes eram impossíveis.

Bula da Ritalina

A bula da Ritalina é realmente longa por conta dos seus vários efeitos colaterais, contraindicações e reações adversas. Ela apenas pode ser comprada se houver receita médica e com sua retenção, por ser um medicamento tarja preta.

O seu uso sem necessidade pode causar muitos males, para quem toma o remédio de forma errada e sem acompanhamento médico.

Qual é o Preço da Ritalina?

A Ritalina pode ser encontrada em várias quantidades diferentes em miligramas distintos. As suas caixas contam com 30 comprimidos cada e eles custam de R$ 30 a R$ 60 de acordo com cada fabricante.

Onde comprar Ritalina?

A Ritalina é vendida em qualquer farmácias e drogarias físicas e online e só pode ser comprada com receita médica retida na local que você adquiriu o medicamento.

 

Quais são os efeitos colaterais da Ritalina?

Alguns efeitos colaterais da Ritalina são:

  • Alergia severa
  • Falta de ar
  • Febre e pressão altas
  • Convulsão
  • Fraqueza muscular
  • AVC
  • Taquicardia
  • Dores no peito
  • Movimentos musculares anormais
  • Manchas na pele
  • Garganta inflada
  • Gripes, resfriados

Por isso a importância de saber porque você está tomando a Ritalina. Cuide com isso por favor, é algo sério.

Existe Contraindicações no uso de Ritalina?

Ela é contraindicada para crianças de até 6 anos, alérgicos à substância, pessoas com outros problemas psicológicos, tireoide, coração, pressão alta e glaucoma, além de pacientes depressivos e certos tipos de câncer.

Pessoas que bebem muito, pessoas epiléticas, que tem desmaios e convulsões, que tiveram ou têm aneurisma, com distúrbios mentais, agressivos, suicidas e com tiques motores.

Grávidas e lactantes também deve evitar o uso da Ritalina.

Ritalina é fornecida pelo SUS?

Se você usa o Sistema Único de Saúde, é beneficiário deste sistema. Então, se você começou o seu tratamento em unidades básicas de saúde, eles podem te fornecer grautitamente. Contudo, é importante dizer que nem sempre haverá Ritalina no estoque.

Como devo tomar Ritalina?

A indicação para pessoas adultas é tomar de 20 a 30mg por dia. Em alguns casos mais severos pode tomar até 80mg por dia. Ritalina é um medicamento perigoso, que só deve ser utilizada com indicação médica.

Lembre-se sempre que o fato de você ser ansioso, agitado, falador por si só não indica que você sofra de TDAH. Contudo, você precisa sempre estar sendo acompanhado por um médico que será capaz de te dizer como anda a sua saúde mental e do que você precisa.

Para voltar ao menu inicial, clique aqui.

Leave a Reply