🥇 Prisão de Ventre – Saiba AQUI tudo sobre esse distúrbio! 🤔

Olá meninas! O assunto de hoje já é bem conhecido pela maioria das pessoas: prisão de ventre. Afinal, quem já não passou ou ouviu falar de alguém que passou por uma situação assim. Sentar-se ao vaso sanitário, fazer força e não conseguir evacuar.

Essa sensação é simplesmente terrível e muito mais comum do que parece. Aliás, milhares de pessoas sofrem desse distúrbio diariamente.

Ainda que não seja uma sentença de morte, a prisão de ventre pode ser um verdadeiro incômodo. Além disso, se não for devidamente tratada, ela pode evoluir para quadros mais sérios.

Se você não sabe o que é a prisão de ventre, ou então sabe e quer aprender ainda mais sobre isso, está no lugar certo. Nesse post você vai ficar por dentro do assunto e descobrir tudo sobre esse distúrbio que acomete milhares de pessoas. É só continuar comigo até o final desse artigo. Vamos lá?

O que é a prisão de ventre?

A prisão de ventre afeta cerca de 20% da população mundial, principalmente as mulheres e os idosos. Trata-se de um problema relativamente simples, mas que pode causar enormes desconfortos.

As pessoas que sofrem desse mal, geralmente não conseguem evacuar. Ou então, quando evacuam, o processo não é completo ou, ainda, é caracterizado por fezes endurecidas. Essa condição nada mais é do que o reflexo de uma má alimentação.

Como acontece a prisão de ventre?

Quando ingerimos os alimentos, eles passam pelo sistema digestivo. Enquanto isso, os nutrientes e a água, que estão presentes nesses alimentos são absorvidos de forma progressiva pelo corpo.

O que não pode ser aproveitado nesse processo, transforma-se no bolo fecal.  Ele então é expelido para fora do corpo, com o auxílio das contrações musculares da parede do intestino.

Quando essas contrações se enfraquecem, o material que não foi digerido acaba se acumulando no intestino. Isso faz com que a água, que está ali presente, seja reabsorvida e isso torna os resíduos endurecidos.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais são os tipos de prisão de ventre?

Principalmente caracterizada pela dificuldade de evacuar, a prisão de ventre se diferencia em alguns tipos, que são denominados devido às suas características e aos sintomas que causam.

Prisão de Ventre Orgânica/brutal

Nesse tipo, o intestino acaba sofrendo um bloqueio mecânico devido à aderências, tumores no intestino, estreitamento do ânus ou devido a alguns processos inflamatórios.

Isso tudo ocorre quando o corpo sofre determinadas mudanças físicas. No entanto, esse tipo de prisão de ventre pode ocorrer devido ao uso de medicamentos, que favorecem a condição.

Prisão de Ventre Funcional/crônica

Nesse caso, a prisão de ventre surge devido aos maus hábitos intestinais e alimentares, distúrbios emocionais, sedentarismo, cólon irritável e também a colite espástica.

Esse tipo de problema não está associado à alterações de outras partes do sistema digestivo.

O que causa a prisão de ventre?

Primeiramente, de modo geral, a prisão de ventre está totalmente relacionada ao estilo de vida que uma pessoa leva. Ou seja, os principais motivos para desenvolver prisão de ventre são:

  • Consumir pouca água;
  • Não consumir quantidades suficientes de fibras;
  • Alimentar-se de muita proteína (principalmente consumir carne em excesso);
  • Consumir produtos ricos em amido;
  • Sedentarismo;
  • Fazer uso de alguns medicamentos que tem a prisão de ventre como efeito colateral.

Além disso, a prisão de ventre também pode aparecer devido a fatores psicológicos. Um exemplo bem comum disso é segurar a vontade de ir ao banheiro. Existem também os casos de não conseguir usar o sanitário fora de casa. Além desses fatores, sentar-se de maneira errada no vaso pode acabar piorando esse problema.

Entretanto, existem algumas doenças que acabam facilitando o surgimento da prisão de ventre, como a síndrome do intestino irritável, a diabetes e também o hipotireoidismo.

Passar grandes períodos com febre, estar com parasitas intestinais, ter diverticulite, fazer uso indiscriminado de laxantes ou então sofrer de colite também são fatores que facilitam o surgimento da prisão de ventre.

Quem tem mais chance de sofrer com prisão de ventre?

Ainda que esse problema afete praticamente todas as pessoas, nas mais diferentes idades, existem alguns grupos que  tem uma maior facilidade para desenvolver esse problema. Veja quais são eles:

Mulheres

Algumas mulheres desenvolvem a prisão de ventre durante o período menstrual. Isso se deve aos hormônios sexuais femininos. Além disso, a gravidez e a menopausa também são facilitadoras da prisão de ventre.

Durante a gravidez, o útero acaba pressionando o reto e a parte inferior do cólon. Isso prejudica a saúde do trânsito intestinal.

Além disso, as mulheres também costumam apresentar bastante timidez em usar o banheiro fora de casa. Por isso, muitas delas acabam facilitando o surgimento da prisão de ventre.

Idosos

Em relação aos mais velhos, o sedentarismo e o uso de certos remédios favorecem o quadro de prisão de ventre.

Pessoas com hipotireoidismo

Nas pessoas que apresentam hipotireoidismo, os baixos níveis do hormônio produzido pela tireoide prejudicam o movimento do intestino grosso. Isso torna a digestão mais lenta e facilita o surgimento da prisão de ventre.

Diabéticos

Diabéticos também podem sofrer com a prisão de ventre, especialmente os que não mantém seus níveis glicêmicos devidamente controlados.

Isso pode ocorrer porque a doença afeta os nervos do corpo e isso pode influenciar os estímulos recebidos pelo intestino.

Pessoas que usam alguns tipos de medicamentos

Pessoas que utilizam frequentemente medicamentos como analgésicos e antidepressivos também podem sofrer com a prisão de ventre.

Quais são os sintomas da prisão de ventre?

As pessoas que sofrem de prisão de ventre, geralmente precisam fazer um esforço excessivo para conseguirem evacuar. Além disso, os principais sintomas são:

  • Fezes ressecadas e endurecidas;
  • Sensação de evacuação incompleta;
  • Bastante dor ao evacuar.
  • Gases;
  • Indisposição;
  • Mau humor ;
  • distúrbios digestivos.

Como tratar a prisão de ventre?

O tratamento da prisão de ventre, em grande parte dos casos, não necessita do uso de medicamentos.  Geralmente é feita apenas uma mudança de determinados hábitos alimentares e de vida. Separei as principais formas de tratar a prisão de ventre, olha só:

Beba bastante líquido

Beber muita água ajuda na diminuição da frequência com que a prisão de ventre surge. Afinal de contas, 80% das fezes são compostas de água. No entanto, é muito importante tomar cuidado com o excesso de bebidas com cafeína e bebidas alcoólicas, pois elas provocam desidratação. Isso, consequentemente, pode facilmente levar a um quadro de prisão de ventre.

Consuma mais fibras

As fibras são extremamente importantes para combater a prisão de ventre, pois elas ajudam na formação do bolo fecal.

Portanto, considere aumentar o consumo de:

  • Frutas, como a ameixa e o mamão;
  • Legumes e verduras;
  • Cereais integrais, como semente de linhaça, aveia ou pão integral.

O ideal mesmo é consumir todos esses alimentos diariamente. Dessa forma você irá mobilizar o bolo fecal e combater a prisão de ventre de forma saudável.

Ademais, procure evitar:

  • Alimentos ricos em amido;
  • Alimentos processados;
  • Consumir laticínios em excesso;
  • Alimentos gordurosos ou muito apimentados;
  • Fazer dietas à base de proteínas.

Todos esses alimentos, além de apresentarem baixo teor de fibras, também irritam a mucosa intestinal e deixam o pH do intestino bastante ácido, o que acaba dificultando o seu funcionamento como um todo.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Leave a Reply