🥇 DHT: Saiba aqui o que é e qual a importância desse hormônio! 🤔

O DHT é um hormônio androgênico que tem funções na diferenciação sexual de pessoas e também atua diretamente na calvície. Ele é gerado em grande parte na próstata e nos testículos, embora também seja produzido em outros tecidos do corpo humano.

O que Ă© DHT?

É um androgênico ou metabólito da testosterona. Ele é o responsável pelas mudanças no organismo, atuando no desenvolvimento dos órgãos sexuais masculinos. DHT é a abreviação de di-hidrotestosterona, que desempenha um papel super importante na prevenção da calvície masculina e feminina.

Quais as funções do DHT?

O DHT é sintetizado em quantidades grandes na próstata, nos testículos, nos folículos pilosos e também nas glândulas suprarrenais. Ele tem uma relação direta com a enzima 5-α-redutase, visto que ele estimula a produção de hormônios androgênicos e estrogênios.

Ele pode ser regulado por meio de inibidores naturais de 5 alfa redutase, que atuam bloqueando parte de sua ação e dos seus efeitos no corpo. Portanto, pode-se dizer que as funções da di-hidrotestosterona são:

  • Manutenção dos cabelos;
  • Crescimento de pelos no corpo;
  • Crescimento da massa muscular;
  • Produção de voz grave masculina.

Algumas pessoas, quando apresentam um distĂşrbio nos seus nĂ­veis, ou seja, quando tĂŞm um alto nĂ­vel de di-hidrotestosterona, percebem que os pelos crescem mais. Entretanto, ao mesmo tempo, o cabelos acabam sendo fracos e ralos.

Outra característica pela qual o DHT é responsável é ativar o mecanismo que produz uma voz mais grave. Esse é um sinal característico do sexo masculino, assim como um maior volume de massa muscular. O DHT também atua por meio de alguns mecanismos biológicos nesses pontos.

Di-hidrotestosterona Alto

Em grande parte dos casos, cerca de 5% da testosterona produzida é convertida em DHT de forma natural. Quando o corpo não é capaz de inibir a enzima 5-alfa redutase, isso pode aumentar a porcentagem e produzir efeitos colaterais, como a queda de cabelos ou o crescimento da próstata. O resultado disso é a chamada hiperplasia prostática benigna.

Ter altos nĂ­veis de di-hidrotestosterona pode ocasionar:

  • Queda de cabelo;
  • Crescimento de pelos faciais e corporais;
  • Aumento da prĂłstata.

DHT e a calvĂ­cie

Tudo está ligado à ação da 5 alfa-redutase no folículo piloso. No couro cabeludo, a presença dessa enzima converte a testosterona em di-hidrotestosterona. Isso inibe o crescimento do cabelo e, com o tempo, faz com que surja a calvície.

É muito importante manter sob controle a ação desses hormônios, caso contrário, isso irá impedir o nascimento de novos cabelos e resultar na perda total dos fios. Felizmente, já existem diversos remédios e pílulas para a queda capilar que apresentam bons resultados. No entanto, vale lembrar que os efeitos variam de pessoa para pessoa.

InfluĂŞncia do DHT na PrĂłstata

A relação entre a DHT e a hiperplasia benigna da próstata não está completamente provada. Existem diversas indicações que o DHT promove o crescimento da próstata. Entretanto, também é possível que isso se deva a outros hormônios que variam de acordo com a idade.

No entanto, grande parte dos tratamentos para a prĂłstata Ă© feito a partir de inibidores do 5-alfa-redutase, para que possa prevenir o aumento de DHT.

Confira o vĂ­deo que separei para vocĂŞ sobre o assunto:

Gel e creme de DHT

O gel de di-hidrotestosterona é conhecido por acelerar o crescimento genital masculino. Ele também é usado como medicamento para homens transexuais e em pacientes que tem micropênis. O uso do gel de 2,5% de di-hidrotestosterona age estimulando o desenvolvimento genital.

Os efeitos do gel DHT consistem em aumentar os níveis de testosterona no corpo. No entanto, isso pode gerar reações adversas, como o surgimento de pelos corporais e alterações na voz.

No entanto, ainda que sejam considerados como efeitos colaterais do gel de di-hidrotestosterona, esses fatores também podem ser considerados como benefícios, dependendo do caso.

A distribuição dos folículos propensos a DHT variam de pessoa para pessoa, no entanto, a maioria dos homens os tem na testa e no topo da cabeça. Os folículos presentes nas laterais e na parte de trás da cabeça geralmente apresentam imunidade ao DHT.

A relação entre o hormônio DHT e a perda de cabelos vem sendo demonstrada gradualmente. Existem diversos estudos clínicos que apontam o DHT como causa de até 95% dos casos de calvície. Além disso, os estudos mostram que essa doença é genética. A produção excessiva de DHT é hereditária.

Reequilíbrio natural do DHT

Existem produtos naturais no mercado que podem evitar esse processo e até mesmo impedir a produção de DHT no couro cabeludo, protegendo, dessa forma, os folículos.

Aparentemente o saw palmetto (Serenoa repens), que é comercializado em casas de produtos naturais ​​e lojas online, apresenta um efeito inibitório natural sobre o hormônio DHT.

Saw palmetto provém de  uma palmeira que cresce na América do Norte, em áreas como a Flórida, a Geórgia e o Delta do Mississippi e cujo composto terapêutico vem das bagas dessa planta.

Seu uso vem desde o tempo dos Maias, que o utilizavam como tônico. Além disso, os Seminoles (indígenas da América do Norte) usavam-no como expectorante e como antisséptico.

O Saw Palmetto impede que a testosterona seja convertida em DHT, oferecendo benefícios de forma segura, natural e sem efeitos colaterais. Ele bloqueia a formação de DHT e também a sua chegada ao núcleo das células. Alguns estudos apintem que a eficácia do Saw Palmetto pode ser comparada à de Propecia (1 mg de finasterida) ou Proscar (5 mg de finasterida).

De modo geral, o Saw Palmetto começa a apresentar resultados após 3 meses de uso contínuo e nas doses indicadas.  A dose indicada para homens é de 300 a 500 mg ao dia. Não é tóxico e seu uso prolongado é totalmente seguro.

Entretanto, seu uso pode produzir alguns efeitos colaterais leves. Casos de dores de estômago, enjôos e dores de cabeça já foram relatados. Outro possível efeito colateral é sua possível interferência na absorção de ferro.

Seja como for, o indicado é sempre consultar um médico antes de iniciar qualquer que seja o tratamento. Somente dessa forma você poderá garantir total segurança à sua saúde. Os prós e contras devem sempre ser analisados cuidadosamente e, havendo qualquer reação adversa, o uso deve ser interrompido e um médico consultado.

Confira o vĂ­deo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteĂşdo, clique aqui.

Leave a Reply