Categoria: saúde

🥉 Imune Vírus funciona? – Como tomar, Composição, Mercado Livre!

Como você pode melhorar seu sistema imunológico? No geral, seu sistema imunológico faz um trabalho notável em defendê-lo contra microorganismos causadores de doenças. Mas às vezes falha: um germe invade com sucesso e deixa você doente.

É possível intervir nesse processo e impulsionar seu sistema imunológico? E se você melhorar sua dieta? Tome certas vitaminas ou preparações à base de plantas.

Um sistema de defesa que funcione bem permite que nosso organismo lute efetivamente contra resfriados, gripes e todas as condições proveniente de vírus como o Covid-19.

Zinco para aumentar a imunidade

Um estudo mostra que o zinco impede que o sistema imunológico fique fora de controle, como acontece quando as pessoas desenvolvem sepse.

Os pesquisadores dizem que as descobertas também podem explicar por que tomar suplementos de zinco no início de uma gripe ou resfriado pode conter sua gravidade. O zinco é encontrado em alimentos ricos em proteínas, como crustáceos, fígado, gema de ovo e grãos integrais.

O zinco é o mineral mais importante para as defesas anti-infecciosas. É especialmente necessário para a produção de nossos anticorpos e nossos glóbulos brancos, nossos dois principais defensores.

O zinco não é armazenado em nosso corpo; é por esse motivo que é interessante tomá-lo como um suplemento dietético. O mais novo e eficaz no mercado hoje é o Imune Vírus.

O que é o Imune Vírus?

O Imune Vírus é um suplemento de minerais que contém Zinco e Cobre na quantidade necessária para realmente fazer a diferença no seu sistema imunológico. E mais do que a quantidade, ele oferece ambos os minerais na forma QUELATA.

O que o Imune Vírus tem de diferente dos “multivitamínicos de farmácia”? Primeiro, o Imune Vírus contém a quantidade ideal de zinco na forma quelata, o que garante que o zinco que você ingere realmente é absorvido pelo seu corpo e age no sistema imunológico. Segundo, ele contém em sua fórmula a compensação de cobre necessária para o seu corpo não sofrer com a deficiência em cobre, que gera vários casos de hemorragias e rompimentos de artérias.

Como o Imune Vírus funciona?

O Imune Vírus contém a quantidade ideal de zinco na forma quelata, o que garante que o zinco que você ingere realmente é absorvido pelo seu corpo e age no sistema imunológico.

Segundo, ele contém em sua fórmula a compensação de cobre necessária para o seu corpo não sofrer com a deficiência em cobre, que gera vários casos de hemorragias e rompimentos de artéria.

 Qual a composição do Imune Vírus?

A composição do ImuneVírus é feita de minerais naturais. Além do zinco quelato e cobre, ele também possui vitamina C para proporcionar uma melhora ainda mais significativa no seu sistema imunológico, e proporcionar uma melhora em suas juntas e ligamentos.

Como tomar o Imune Vírus?

O Imune Vírus foi desenvolvido para conter a quantidade exata de nutrientes que seu corpo precisa. O recomendado é que você tome a cápsula diária de pela manhã antes do café.

Dessa forma, as enzimas liberadas pela refeição ajudam ainda mais o seu corpo a absorver todos os nutrientes do Imune Vírus.

O Imune Vírus vai funcionar no meu caso?

Se você, como 97% da população, não faz um acompanhamento periódico com nutricionista, a resposta é SIM. Isso porque 3% da população brasileira que faz acompanhamento mensal com um nutricionista provavelmente já tem o cuidado de ingerir o zinco e cobre.

Para os outros 97%, o Imune Vírus é extremamente recomendado e fará uma grande diferença na reposição dos níveis de zinco e cobre no organismo e no sistema imunológico

Imune Vírus tem contraindicação?

Como ele  é composto por nutrientes que ja deveríamos ter em nossos corpos, ele é 100% natural e supre essa necessidade. O Imune Vírus não tem contra-indicações e não tem efeito colateral.

Ele é indicado para todas as pessoas, principalmente acima dos 40 anos. De qualquer forma, gestantes devem consultar um médico antes de iniciar o consumo.

O Imune Vírus é aprovado pela Anvisa?

Sim. Na verdade, o Imune Vírus é tão seguro que ele foi dispensado de registro. Isso de acordo com a RDC nº 240 de 26/07/2018.

Qual é o prazo de entrega?

O prazo médio de entrega do Imune Vírus para o Brasil é de até 10 dias úteis (prazo do correio). Para regiões centrais, o prazo é de 5 dias úteis. O produto só é enviado após a confirmação do seu pagamento pela administradora do seu cartão de crédito ou após a confirmação do pagamento do boleto.

Qual é o preço do Imune Vírus?

O Imune Vírus tem 3 kits de tratamento para que você possa escolher a opção que mais se adequa ao seu caso. O  kit mais vendido é o KIT de 6 meses, isso porque recomendamos o uso de pelo menos 4 meses para restaurar todos os seus níveis de zinco e cobre no corpo.

Imune Vírus no Mercado Livre

Este é um ponto que merece muito da sua atenção: Imune Vírus verdadeiro não é vendido no Mercado Livre. Ele é vendido apenas no site oficial do produto, onde você terá certeza de que não está sendo passada para traz.

Infelizmente no Brasil somos alvo de pirataria toda vez que um produto estoura em vendas. Por isso a importância de você comprar sempre no site oficial. Essa é a única forma de você não cair em armadilhas na internet.

Onde comprar o Imune Vírus?

Se você já procurou pelo Imune Vírus nas farmácias da sua cidade, tenho certeza de que você NÃO encontrou. Aliás, atualmente, o produto é comercializado apenas por meio do SITE OFICIAL do produto.

Vou deixar aqui logo abaixo um botão que vai te levar diretamente para o site oficial aonde você pode fazer o pedido com total segurança:

 

🥇 Clara de ovo pasteurizada: O que é? Para que serve? Quanto custa? 🤔

Para as pessoas que procuram uma dieta rica em proteínas, como os atletas, os fisiculturistas entre outros, uma ótima escolha é a clara de ovo. Ela contém uma proteína chamada albumina, diversos aminoácidos e também um alto valor biológico.

O problema, no entanto, é que o consumo de ovo cru pode aumentar a possibilidade de transmissão da Salmonela. Essa é uma doença que pode ocasionar infecções graves, visto que para matar as bactérias do ovo, deve-se cozinhar bem o alimento. Existe, no entanto, uma opção bem melhor, mais saudável e também mais prática do que consumir ovos crus: a clara de ovo pasteurizada.

Você conhece essa opção? Sabe das suas vantagens? Se qualquer uma das respostas for não, então esse artigo foi feito para você! Basta ler até o final para saber tudo sobre a clara de ovo pasteurizada, suas vantagens e formas de utilizar. Vamos lá?

O que é clara de ovo pasteurizada?

A Clara de ovo pasteurizada foi criada por meio de um processo totalmente mecânico, que separa as gemas das claras e então submete-as a um processo térmico a cerca de 72º C, para que possa ser feita a pasteurização.

Todo o processo de limpeza passa por essas altas temperaturas, eliminando dessa forma as bactérias e outros microrganismos que possam ser prejudiciais ao organismo.

Portanto, esse processo elimina todos os microrganismos patogênicos e os parasitas que podem estar presentes na clara do ovo. Se esse processo não for feito, as claras podem conter uma bactéria chamada salmonela. Essa bactéria transmite a salmonelose: uma doença que provoca diarreia, febre e vômitos. As claras de ovo pasteurizadas são vendidas em embalagens semelhantes às de leite.

Quais os benefícios da clara de ovo?

Ela é uma fonte alternativa de alimento, que não somente melhora a saúde, como também traz inúmeros benefícios para o bem estar geral. Separei as principais vantagens em seu consumo, para que você considere incluir as claras de ovo na sua alimentação:

Sem colesterol

O colesterol presente nos ovos é concentrado somente na gema. Ao consumir somente a clara, você estará eliminando essa concentração significativa de colesterol da sua dieta.

Alto teor de proteína

A clara de ovo também é uma incrível fonte de proteína, considerada a principal e seguida da carne magra, frango e peixe. As claras de ovo pasteurizadas contribuem para o aumento das proteínas no organismo sem contribuir com colesterol ou outras substâncias que possam ser nocivas.

Baixas calorias

O ovo branco contém somente 16 calorias, enquanto a gema pode conter cerca de 55 calorias. Se você fizer exercícios físicos regularmente, poderá eliminar essa quantidade em pouco tempo.

Clara de ovo pasteurizada vs não pasteurizada

A clara de ovo pasteurizada e a clara de ovo não pasteurizada tem as mesmas propriedades do ovo. No entanto, em relação aos benefícios para o consumo diário, são totalmente diferentes.

Clara de ovo pasteurizada é mais saudável

O benefício com maior destaque em relação ao ovo normal é o fato de que o consumo do produto pasteurizado está livre de qualquer tipo de bactéria, especialmente a salmonela;

Livre de odores

Devido ao processo de pasteurização em altas temperaturas pelo qual o produto passa,  não existe aquele famoso cheiro desagradável de ovo. Afinal, isso é totalmente relevante para quem costuma consumi-lo cru.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Produto de qualidade

Consumindo a clara de ovo pasteurizada, você tem a certeza de que, mesmo antes do processo de pasteurização, os ovos usados foram bem selecionados. Afinal, ovos estragados não servem.

Sem desperdício

Evita o desperdício, especialmente para quem costuma consumir apenas a clara do ovo. Pense em quantas gemas seriam desperdiçadas nesse processo.

Mais tempo para consumo

As embalagens com as claras de ovos pasteurizadas possuem uma data de validade bem maior do que os ovos naturais.

Economia de tempo

Sem precisar fazer aquele processo de separação entre clara e gema, você poupa muito mais tempo.

Melhor momento para consumir a clara de ovo pasteurizada

É possível consumir a clara de ovo pasteurizada a qualquer momento, por pessoas comuns e também por atletas. Elas podem, inclusive, ser consumidas no pós-treino. Para os praticantes de musculação, é ideal que seu consumo seja feito antes de ir dormir.

Dessa forma, você ajudará o organismo no processo de catabolismo. Esse processo é a degeneração do tecido muscular após o cansaço dos músculos. Isso pode ser devido a exercícios mais pesados, falta de descanso e até mesmo devido à má alimentação.

Além disso, seu consumo também ajuda no processo de anabolismo e no processo de construção de tecido muscular. Isso tudo é feito à noite, durante o sono.

Entretanto, existem profissionais que recomendam seu consumo no cafe da manhã. As pessoas que consomem clara de ovo durante o café da manhã apresentam maior atividade nas áreas do cérebro que controlam a sensação de satisfação e recompensa.

Pode se comer várias claras de ovo por dia?

Não existe nenhuma razão para evitar isso, embora também não haja nenhuma recomendação, exceto para os atletas e fisiculturistas. A única dificuldade é saber quantas claras estão contidas, visto que a embalagem mostra somente o peso total.

Aliás, diversas marcas não apresentam um indicador ou a informação de quanto se deve consumir em peso do produto para saber o equivalente em ovos. Se você deseja 8 claras de ovos, por exemplo, como pode saber a quantidade de claras de ovos que deve ser retirada da embalagem?

Para resolver questão, você pode recorrer à balança de cozinha (digital) para pesar as claras. Essa é, de longe, a maneira mais precisa para saber quantas claras você está consumindo. Se você não tiver uma balança digital, pode fazer o cálculo conforme mostrado abaixo:

1 clara de ovo de tamanho médio = 30 gramas

2 claras de ovo = 60 gramas

3 claras de ovos = 90 gramas

5 claras de ovo = 150 gramas

10 claras de ovo = 300 gramas

Como consumir as claras de ovo pasteurizadas?

Do jeito que vem na embalagem, o gosto da clara de ovo pasteurizada não é um dos melhores, por isso é indicado juntar as claras a outros alimentos. Você pode fazer diversas coisas: bater até atingir o ponto de neve, despejar canela e um pouco de suco de limão ou então outras frutas e colocar o microondas.

Outra opção é, depois que bater a clara em neve, misturar com fatias de banana e aveia. Pode acrescentar também canela e mel e bater mais tarde com um mixer ou liquidificador para fazer um shake nutritivo e delicioso.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 AntiAcne Creme Funciona mesmo??- Preço, Bula, Anvisa e Onde Comprar 🤔

Olá Meninas, tudo bem com vocês?

Hoje eu vou te falar sobre algo que me incomodou desde a adolescência e que se prolongou durante todo o meu período de gravidez, até os dias de hoje.

Esse assunto é cheio de virgulas, pois algumas pessoas acreditam que as espinhas e acnes estão relacionadas quase que exclusivamente com fatores como alimentação e atividade física. Entretanto, a minha experiência diz que as espinhas surgem principalmente por questões hormonais.

Te digo isso por dois motivos: o primeiro deles é de quando eu era adolescente e via o meu corpo mudando à medida em que o tempo passava. Aquelas explosões hormonais eram demonstradas na minha pele através de cada espinha que aparecia. Era um terror. Eu apenas odiava ver o meu rosto mutilado daquela forma.

Naquele tempo de adolescente eu tentei de tudo para acabar com elas mas nada acontecia. Não tinha muito o que fazer. Meus pais até tentaram alguns tratamentos caseiros mas nada funcionava.

Resultado: eu cresci com manchas e marcas de espinhas que espremi a vida toda. Já adulta, se eu ia buscar um pão na esquina tinha que cobrir a cara com base, uma, duas ou três vezes até que as marcas sumissem.

Até que me casei, engravidei e o meu inferno começou de novo.

Ficar grávida me ajudou a acabar com as espinhas

Talvez todo mundo saiba disso, mas é bom lembrar. Quando uma mulher fica grávida, ela recebe bombas diárias de hormônios em níveis muito parecidos com os que ela recebia quando adolescente.

Gente, sério. O meu rosto começou a ficar coberto de espinhas como quando eu tinha 15 anos!  Logo eu que já tinha tido a pele toda marcada por elas. Logo eu que mal conseguia sair de casa sem gastar tempo me maquiando inteira.

Lembrei dos dias em que a minha mãe punha ervas, chás e um monte de outras coisas no meu rosto para me ajudar a me livrar das espinhas. Já imaginei que não tinha solução, porque lá atrás não teve nada que a gente pudesse fazer.

Mas, graças a internet, a gente tem acesso a um monte de coisas novas todos os dias. Então estava eu lá, de 7 meses, barriguda, inchada, com a cara cheia de espinhas e com a perninha dobrada em cima do sofá procurando algo que pudesse me ajudar a acabar com as espinhas sem prejudicar meu bebê.

Pesquisei muito, de verdade foram algumas horas analisando a proposta de diversos produtos. Até que um deles me cativou por ser totalmente natural e por poder ser usado por mulheres grávidas sem risco algum.

O nome deste produto que me ajudou a acabar com as espinhas é AntiAcne e para te ajudar a poupar o tempo de pesquisa que eu mesma tive que investir, vou te falar sobre ele rapidinho.

O mais importante é você saber que espinha tem jeito, que é rápido, barato e seguro de resolver. E a solução ideal contra espinhas é o AntiAcne Creme!

O que é o creme AntiAcne?

AntiAcne  é um gel que elimina a sujeira profunda na pele que gera a acne. Além de apenas fazer uma limpeza profunda , ele é composto por vitaminas e nutrientes que atuam no controle hormonal.

Como já vimos, na maior parte dos casos os hormônios são os maiores responsáveis pela produção de gordura na pele. E com o uso de AntiAcne eles  são controlados, evitando o surgimento de cravos e espinhas ao mesmo tempo em que elimina as que já existem.

AntiAcne Gel trata a pele de de fora para dentro, agindo como um anti-inflamatório natural e cicatrizando as espinhas. Torando o seu  rosto cada vez mais livre de oleosidade, manchas e acne.

Como AntiAcne funciona?

AntiAcne é um produto totalmente natural e sua ação é imediata. Ele promove controle hormonal, limpeza da pele e uma hidratação profunda.

Estes três fatores juntos fazem com que a sua pele permaneça sempre limpa e que ela não seja o ambiente perfeito para o surgimento de acne.

Basicamente, o gel AntiAcne educa o organismo a produzir menos gordura corporal. E é justamente a gordura que se acumula na pele é dos principais motivos do surgimento da acne.

Ao mesmo tempo que ele tem a ação de evitar a produção de mais gordura, age no desinflamando a pele, e cicatrizando aquelas espinhas antigas.

A melhor parte de tudo isso é que o produto remove a acne, os cravos e as impurezas sem deixar manchas na pele. Na verdade ele atua principalmente para deixar a sua pele sempre linda!

Quais são os benefícios de AntiAcne Creme?

Existem vários benefícios desde produto e eles podem variar de mulher para mulher. Entretanto, a maior parte das mulheres relatou estes benefícios:

  • aAntiAcne acaba com 72% das espinhas e acnes – principalmente por conta do processo antiflamatório antibacteriano. Estes dois fatores farão com que você sinta a sua pele limpa no dia a dia;
  • AntiAcne combate a acne profundamente – com uma atuação totalmente natural, AntiAcne age profundamente contra as acnes nos braços, costas, rosto e corpo. A sua ação não deixa marcas!
  • AntiAcne elimina pele sua e oleosa – ele possui ingredientes naturais selecionados a dedo para fazer uma limpeza completa da sua pele. Isso por usa vez acaba com a oleosidade e vermelhidão que a acne trás.
  • Com AntiAcne ninguém vai dizer que você já teve espinha – já imaginou voltar a ter uma pele de bebê? Isso é possível!
  • AntiAcne é 100% natural, sem efeitos colaterais – Combinado com ingredientes 100% naturais, produto cria uma camada de limpeza profunda na sua pele, expulsando bactérias causadoras de espinhas e cravos.
  • AntiAcne apaga manchas de cravos e espinhas do rosto – AntiAcne limpa seu rosto de pequenas cicatrizes causados pela acne. Sua composição é anti-inflamatória e cicatrizante. O que ajuda na renovação da sua pele.

Veja Também: BellaCare Funciona? Anvisa, Bula e Onde Comprar

Você sem Acne é você mais bonita!

Os benefícios que você leu já são incríveis por si só. Contudo, os maiores benefícios você vai sentir no dia a dia. Quando por exemplo:

  • Não precisar usar muita base e ficar com aparência exagerada por conta dela;
  • Olhar para a sua pele sem crise porque ela está limpa e sem oleosidade;
  • Não se preocupar quando estiver fora de casa (ou na casa de alguém especial) em ter que ir colocar uma maquiagem para esconder as espinhas;
  • Você vai ter uma autoestima no lugar;
  • Seu rosto vai chamar atenção positivamente e não por estar cheio de marcas de espinhas;
  • Você vai voltar a se sentir mais feliz apenas porque tem motivos de sobra para mostrar o sorriso!

Depoimentos AntiAcne – Quem usou, aprova!

Para te ajudar, separei outros casos de pessoas que também usaram o AntiAcne e que tiveram resultados incríveis. Veja essas mudanças:

ANTIACNE DEPOIMENTOS

VER MAIS DEPOIMENTOS

Como Usar AntiAcne?

Se você quer ter resultados completamente satisfatórios, é indicado a utilização de AntiAcne por ao menos duas vezes ao dia, no período da manhã (aliado com protetor solar) e a noite.

Os resultados finais deverão aparecer em até 3 meses de uso, entretanto, já nas primeiras semanas será possível ver a redução de oleosidade da pele bem como um controle nas inflamações.

Qual é o preço de AntiAcne Gel?

Gente, essa é de longe uma das melhores partes quando falamos de AntiAcne. Diferente de outros produtos no mercado, ele tem um preço super acessível.

AntiAcne Creme tem registro na Anvisa?

AntiAcne é recomendado por dermatologistas e aprovado pela Anvisa! Recebendo o selo de aprovação da Anvisa, sob o número de Processo 25351.057235/2019-32, comprovando sua efetividade e segurança.

Onde Comprar AntiAcne?

A sua compra só é garantida se for feita no site oficial. Por isso tenha sempre em mente que você deverá comprar apenas onde a garantia pode ser dada, do contrário os efeitos podem ser catastróficos para a saúde do seu corpo. Nada de comprar em outros sites, no Mercado Livre ou ainda com pessoas que se digam “revendedoras” de AntiAcne.

Ele é vendido apenas oficial é só no site oficial ok?

Afinal, AntiAcne vale a pena?

Talvez quem não sofra com espinhas em grande quantidade como eu e você, não entenda como isso é devastador. A minha autoestima basicamente não existia na adolescência por conta da acne.

Depois de adulta, tudo voltou com a gravidez. E eu que já vivia atrás de maquiagem tentando disfarçar a aparência, agora grávida era cada vez mais difícil por conta da quantidade de cosméticos que eu não podia usar.

Lembro que desde a primeira aplicação de AntiAcne Gel eu pude perceber a diferença. E me chamou muito atenção o fato do produto ser barato, pois geralmente as coisas muito boas são caras!

Então, se você ainda tem dúvidas se AntiAcne vale a pena eu te faço um desafio: levante agora, vá até o espelho e pergunte para ele se você continuar assim, será que ele vai melhorar?

Se o seu rosto pudesse falar por você ele iria dizer: AntiAcne Gel, por favor!

Então não perca a oportunidade de acabar com as espinhas do seu rosto ainda essa semana! Tenho certeza que ele fará por você o que fez por mim e o que tem feito para muitas outras no Brasil.

Para comprar com um desconto exclusivo clique no botão abaixo.

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Gastrite: O que é, Sintomas, Como Prevenir e Tratar 🤔

Você sente constantes dores no estômago e gostaria de saber porque isso acontece? Todos os dias, depois que você come percebe que algo não te caiu bem?

Você pode estar sofrendo de gastrite. E isso é triste!

Leia este pequeno artigo que vai te ajudar a aliviar os sintomas de forma rápida, tranquila e eficaz! E melhor que isso: sem gastar muito dinheiro!

Afinal, o que é gastrite?

A gastrite é a inflamação da mucosa que reveste as paredes do estômago. O revestimento do estômago contém células que secretam enzimas e ácidos que auxiliam na digestão e que, quando inflamadas, causam desconforto.

O que causa gastrite?

Gastrite nada mais é do que uma inflamação do revestimento do estômago. Ela pode ser uma doença pode ser aguda ou crônica. Entretanto, Os principais fatores que geram uma inflamação no revestimento do estômago são:

  • Medicamentos: existem alguns medicamentos como ácido acetilsalicílico (Aspirina), naproxeno (Flanax) ou ibuprofeno que causam gastrite;
  • Infeções do estômago: algumas bactérias como Helicobacter pylori, pode gerar gastrite ainda mais se alguém estiver com déficit no sistema imunológico.
  • Ingestão de substâncias corrosivas: quem abusa de álcool ou ainda de qualquer elemento seja forte demais o corpo como algumas pimentas e condimentos;
  • Ingestão de alimentos condimentados;
  • Consumo de cocaína;
  • Cigarro;
  • Refluxo da bile no estômago ou refluxo biliar;
  • Distúrbios autoimunes;
  • Estresse constante.

Entretanto, existem outras condições que são menos comuns na geração de gastrite. Contudo, passar por uma grande cirurgia ou sofrer de uma doença gástrica que pode gerar a gastrite inflamada como vimos antes.

Como saber se estou com gastrite?

Os sintomas da gastrite são parecidos com os sintomas de outros problemas de saúde, no entanto é preciso ficar atento com:

  • Dor abdominal.
  • Náusea e vômito.
  • Azia
  • Aerofagia.
  • Falta de apetite, que às vezes pode levar à perda de peso.
  • Fezes pretas e vômitos sangrentos, no caso da gastrite ocasionar sangramento no revestimento do estômago.

Portanto fique sempre atento a esse tipo de dor. Você pode vir a precisar de um médico mais cedo o que imagina.

Quais são os tipos de gastrite?

Primeiramente é importante dizer que a gastrite é classificada considerando a duração da doença. E também considerando os seus sintomas. Dito isso, a gastrite tem as seguintes classificações:

Gastrite aguda:  ela é um quadro que dura alguns dias e desaparece quando o que está causando dor é retirado. Via de regra ela é causada pelo conta de uso de medicamentos, como ibuprofeno, consumo excessivo de álcool ou ainda o estresse.

Gastrite crônica: ela acontece quando a doença dura meses ou anos. E a principal causa deste tipo de gastrite é a infecção bacteriana Helicobacter pylori.

Gastrite erosiva: ela acontece geralmente quando já se forma uma úlcera na mucosa do estômago. E isso por sua vez ocorre por conta de abuso do tabaco e do álcool. As erosões podem levar a hemorragias e a câncer.

Gastrite atrófica: Neste caso, a camada protetora do estômago é afetada, aumentando o risco de câncer de estômago. A causa mais comum desta camada é a presença da bactéria Helicobacter pylori. A gastrite atrófica apresenta outros tipos de sintomas, além dos comuns, como anemia, déficit de alguma vitamina ou má absorção de nutrientes durante a digestão.

Quais são as consequências de uma gastrite mal curada?

A gravidade da doença e a duração são dois fatores determinantes para definir quando ela está curada. As principais complicações que podem surgir caso o tratamento da gastrite não seja feito corretamente, são sangramento e aumento do risco de câncer de estômago.

Contudo, muitas vezes o revestimento mucoso do estômago permanece alterado, e os ácidos chegam a causar úlceras.

Diagnóstico

Entre os exames e testes que podem ser realizados para detectar a gastrite estão:

Exame de sangue: a fim de analisar o nível de glóbulos vermelhos e verificar uma possível anemia que pode levar a um enfraquecimento do revestimento do estômago.

Gastroscopia: para verificar o interior do estômago e o estado das membranas mucosas.

Exame de fezes: para avaliar se há sangramento, que pode ser um sinal de sangramento gastrintestinal causado por gastrite e também para detectar a presença da bactéria Helicobacter pylori.

Prevenção

A prevenção da gastrite é evitar o uso de substâncias que possam inflamar o revestimento do estômago. Evitar a utilização prolongada de medicamentos, tais como naproxeno, ibuprofeno, ou ácido acetilsalicílico, e reduzir ou suprimir a ingestão de álcool e de alimentos que podem irritar a mucosa gástrica.

Como tratar a gastrite

A substância ou condição que produz a inflamação do revestimento do estômago será o fator de que depende o tratamento. Embora seja normal que a gastrite seja curada quando desaparece o agente causador.

Por vezes, dependendo da incidência de sintomas e a gravidade da doença se utiliza medicamentos, tais como antiácidos e inibidor da bomba de protões, que reduzem a quantidade de ácido gástrico produzido pelas glândulas que cobrem as paredes do estômago, como omeprazol, pantoprazol ou esomeprazol, entre outros.

Na maioria dos casos, o tratamento medicamentoso só é necessário quando há infecção bacteriana.

Veja Também: Doença Celíaca – Será que você tem?

Alimentos proibidos para gastrite

No caso de você sofrer de gastrite, é aconselhável evitar uma série de alimentos que podem agravar a doença e os sintomas. Os alimentos proibidos nestes casos são:

  • Alguns vegetais: principalmente aqueles considerados flatulentos, isto é, podem causar gases, como brócolis, couve-flor ou pimentão.
  • Frutas ácidas ou verdes: evite particularmente as frutas cítricas, como limão ou laranja.
  • Leite Integral: Tente evitar o máximo possível do leite integral, do creme de leite e do queijo curado.
  • Carne rica em gordura: principalmente embutidos, como chouriço ou salsicha.
  • Bebidas com gás: bebidas carbonatadas não são recomendadas nestes casos.
  • Bebidas com cafeína: como café e chá.
  • Molhos e condimentos picantes: a ingestão de condimentos e alimentos condimentados é um dos motivos que podem causar gastrite, por isso o consumo agrava os sintomas da doença e pode causar danos ao estômago.

Alimentos recomendados para gastrite

Alimentos que não causam danos ao estômago e, portanto, é recomendado que se consuma se você tiver gastrite são:

  • Macarrão e arroz
  • Pão branco.
  • Legumes cozidos.
  • Peixe
  • Lacticínios desnatados
  • Bebidas sem cafeína.
  • Carnes magras, como frango, peru ou coelho.

Em qualquer situação é sempre bom consultar um especialista, no entanto, existem casos em que é indispensável ir ao médico. Sempre que sentir dor abdominal muito forte e que não desaparece, se as fezes estiverem pretas ou houver vômito em que aparece sangue ou uma substância semelhante à borra de café, você deve procurar um profissional da saúde.

Portanto se cuide!

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Conjuntivite: Causas, Sintomas e Tratamento [AQUI] 🤔

Você está com os olhos bem vermelhos e tem a sensação de ter areia nos olhos? Eles estão com secreção? Você sente coceira o tempo todo?

Estes são alguns sintomas da conjuntivite. Ela é uma doença comum que afeta muitas pessoas em todo o mundo e principalmente os adultos.

Portanto se você quer saber como se livrar desse mal hoje mesmo, leia este artigo até o final.

O que é conjuntivite?

Primeiramente é preciso dizer que a conjuntivite é uma inflamação ou infecção do olho. Mais especificamente da conjuntiva membrana mucosa e transparente que reveste o interior da pálpebra e a esclera (parte branca do olho).

A inflamação geralmente causa vermelhidão no olho e secreção conjuntival. O desconforto geralmente começa em um olho, mas como é muito contagioso, geralmente se espalha para o outro olho se não forem tomadas precauções para evitar.

Pode afetar crianças e adultos, embora alguns tipos de conjuntivite sejam únicos em algumas idades, como os recém-nascidos (oftalmia neonatal). Representa um dos motivos mais frequentes para consulta oftalmológica urgente.

A maioria das conjuntivites são processos agudos, mas a recorrência destes ou da conjuntivite por alguns agentes infecciosos mais virulentos pode levar à inflamação crônica e gerar sequelas devido a cicatrizes complexas, ou defeitos na capacidade de produzir lágrimas. Caracteristicamente, eles geralmente não afetam a capacidade visual.

Quais são as causas da conjuntivite?

O olho é um órgão exposto a fatores externos; está em contato direto com o meio ambiente e, portanto, com todas as substâncias presentes nele. Por esta razão, existem muitas causas que podem levar à conjuntivite:

Vírus: estão entre as causas mais comuns desta patologia. No geral, muitos dos vírus relacionados a resfriado também são responsáveis ​​por várias conjuntivites.

A conjuntivite viral é altamente contagiosa e é adquirida através do toque nos olhos, esfregando com as mãos sujas ou objetos como toalhas, suprimentos médicos e até mesmo por causa de partículas virais espalhados por espirros.

Bactérias: diferentes agentes podem causar a infecção, tais como S.aureus, S. epidermidis, Haemophilus, Streptococcus, Proteus, meningococo, gonococo, pneumococos, coliformes, Chlamydia ou de Mycobacterium.

Fungos: certos tipos de fungos podem ser a causa de reações alérgicas ou infectar a conjuntiva. As pessoas que usam lentes de contato devem ter um cuidado especial com a limpeza, pois tendem a instalar esses microrganismos.

Alergias: Se o olho é exposto a um alérgeno, o corpo rapidamente uma apresenta uma resposta contra, provocando a inflamação dos vasos sanguíneos da conjuntiva, acompanhadas por vermelhidão, prurido e irritação.

Exposição a agentes químicos: certos medicamentos e muitos outros produtos químicos podem causar irritação conjuntival. No geral, se a exposição tiver sido leve, os sintomas desaparecerão por conta própria.

Se os sintomas piorarem ou não desaparecem, ou se você tem sofrido exposição a um agente tóxico ou desconhecida deve ser chamado com urgência para o serviço de toxicologia e procurar o hospital mais próximo.

Outros: corpos estranhos (poeira, cílios, insetos…), lentes de contato, etc. Às vezes, eles podem causar irritações ou microtraumas.

Como saber se estou com conjuntivite?

Dependendo do agente causador da doença, os sintomas podem variar, mas geralmente inclui os seguintes sintomas de conjuntivite:

  • Olho vermelho, vermelhidão, devido ao aumento do suprimento sanguíneo para a conjuntiva.
  • Sensação de perda de visão e, ocasionalmente, leve fotofobia.
  • Sensação de areia ou corpo estranho sob a pálpebra.
  • Lacrimejamento
  • Secreção conjuntival, os olhos podem chegar a grudar quando as secreções secam, formando uma espécie de crosta.
  • Ardor

Na conjuntivite bacteriana, adenopatias (linfonodos inchados) podem aparecer na região pré-auricular, em frente à orelha. Além disso, pode acontecer que a conjuntivite se manifeste com inflamação ou infecção da pálpebra, devido à proximidade e contato direto, aparecendo uma inflamação e vermelhidão destas (blefaroconjuntivite).

Qual é o tratamento da conjuntivite?

Esse tipo de infecção normalmente desaparece por conta própria O médico pode recomendar um tratamento sintomático que reduza a inflamação e a coceira. O paciente com conjuntivite também pode lavar os olhos com solução salina fisiológica fria, aplicando uma compressa diferente em cada olho.

Para infecções bacterianas, são prescritos tratamentos com colírios antibióticos. Os mais utilizados são gotas oftálmicas de gentamicina, tobramicina e norfloxacina para a atividade contra a maioria dos microrganismos envolvidos.

Antes de aplicar o colírio, se deve lavar bem as mãos e ter cuidado para não tocar na ponta do conta-gotas ou tocar com ele nos olhos. No final do tratamento da conjuntivite, todos os colírios abertos devem ser descartados.

O uso de colírios com anti-histamínico é especialmente útil em casos de conjuntivite alérgica. Para a conjuntivite viral ou com um componente inflamatório importante, os colírios vasoconstritores e até corticosteroides (prednisona) são geralmente recomendados.

A aplicação de compressas frias proporciona alívio nos casos com acometimento articular da pálpebra (blefarite).

Veja Também: Labirintite – O que é? Quais são os sintomas

Como posso me prevenir da conjuntivite?

Para prevenir o aparecimento de conjuntivite é necessário executar algumas medidas preventivas como:

  • Medidas de higiene: lave bem as mãos e evite esfregar os olhos. Não use toalhas, travesseiros, lençóis ou outros objetos que possam ter estado em contato com o rosto de uma pessoa infectada. Tente lavar esses objetos com frequência, principalmente se você mora com outras pessoas e tente não compartilhar.
  • Caso a condição ocorra em apenas um olho, use duas toalhas diferentes, uma para cada olho.
  • Preste atenção à correta manutenção das lentes de contato, com boa higiene e substituindo quando necessário.
  • Se você usa cosméticos e sofre de conjuntivite frequentemente, isso pode estar relacionado a um produto que dá alergia em você. Tente não colocar nos olhos, ou mude para outra marca que seja hipoalergênica.
  • Se você é alérgico ao pólen, evite ambientes com altas concentrações desta substância, como o campo, parques e jardins, e coloque óculos de sol para locais externos.
  • O cloro das piscinas também pode causar conjuntivite em pessoas mais sensíveis a essa substância. Se este for o seu caso, use óculos de água para proteger seus olhos.

Em alguns casos de conjuntivite infecciosa, verifique a possibilidade de se ausentar da escola ou do trabalho – de acordo com a idade da pessoa afetada – deve ser avaliada por alguns dias para evitar o contágio a terceiros.

Portanto para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Chá branco – Saiba todos os seus benefícios! 🤔

O chá branco é extraído de uma planta chamada Camellia Sinesis, a mesma planta que origina o chá verde e o chá preto. Para conseguir obter o chá branco é necessário utilizar as folhas novas, colhidas antes de surgirem as flores.

Primeiramente, ele possui grande poder antioxidante, porque apresenta grandes quantidades de catequinas e pouca quantidade de cafeína. Além disso, o chá branco também ajuda na prevenção do câncer, doenças cerebrais degenerativas, emagrecimento, doenças cardiovasculares, apresenta ação anti-inflamatória, entre outros benefícios.

Sendo assim, além de você aproveitar um chá com sabor delicioso, você ainda cuida da sua saúde!

Chá preto, chá verde e chá branco

A diferença entre os chás branco, verde e preto está, sobretudo, no período da colheita e na forma de Modo de Preparo.

Chá preto

Ele surge das folhas mais velhas da Camellia sinesis, que sofre fermentação por um tempo maior do que as folhas do chá verde. Ele tem bastante cafeína e seu poder antioxidante é o menor dentre os 3 chás.

Chá verde

É extraído das folhas mais velhas do que as do chá branco, porém sem ter passado por um tempo de fermentação tão grande.  Portanto, a ação antioxidante é menor do que o branco, mas maior que a do chá preto, com grande quantidade de cafeína.

Chá branco

Ele é obtido das folhas mais novas e dos brotos colhidos antes das flores abrirem. Aliás, os brotos e folhas possuem uma cor levemente prateada e não sofrem processo de fermentação. Portanto, justamente por não ser obtido de fermentação, a ação antioxidante se torna mais forte. Dessa forma, as folhas e brotos são vaporizados de forma parcial e são secas ao ar livre à luz natural.

Primeiramente, se compararmos o chá verde com o chá branco, o número de catequinas do branco é maior. Isso é importante na prevenção de diversas doenças, mas o baixo teor de cafeína acaba diminuindo o seu poder emagrecedor.

O chá branco, aliás,  possui mais oxidantes que o chá preto, que tem a maior quantidade de cafeína dentre os 3, porém com menos benefícios.

Ainda que tenha pouca quantidade de cafeína, o consumo do chá branco não é indicado a pessoas que apresentam sensibilidade à cafeína, pois, ainda, estarão assim sujeitas aos efeitos colaterais.

Motivos para tomar o chá branco:

  • Ajuda a prevenir o câncer e as mudanças genéticas, devido ao seu poder antioxidante;
  • As catequinas diminuem os processos inflamatórios, principalmente os da cartilagem. Além disso, reduzem a velocidade de desgaste das articulações;
  • Ajuda a baixar o nível do colesterol ruim, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares;
  • Traz bem-estar e relaxamento, agindo no cérebro e favorecendo o aumento a quantidade de ácido GABA, dopamina e serotonina;
  • Previne as doenças degenerativas devido à sua forte ação antioxidante;
  • Diminui a oxidação da retina e previne as doenças da retina;
  • Acelera o metabolismo;
  • Combate a retenção de líquidos;
  • Evita o envelhecimento precoce;
  • Previne a aterosclerose, limpando o colesterol da corrente sanguínea e relaxando os vasos sanguíneos, além de reduzir a pressão arterial;
  • Combate vírus e bactérias no corpo;
  • Age como antigripal e anti-inflamatório;
  • Combate os radicais livres;
  • Desincha e desintoxica;
  • Previne a formação de placas e de cáries nos dentes.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Chá branco emagrece?

O chá branco auxilia inegavelmente na perda de peso, mas essa perda não é tão grande comparando com o chá verde, pois o que ajuda a emagrecer é a cafeína, que não está presente em grandes quantidades nessa bebida.

No entanto, é possível sim emagrecer com o chá branco. Contudo, as pessoas que precisam emagrecer bastante, devem escolher um outro chá. Aliás, ele é muito benéfico para a prevenção de inúmeras doenças e também para melhorar o funcionamento do corpo.

Aumento do metabolismo

Para emagrecer, é indicado o consumo de 2 a 3 xícaras do chá por dia sem açúcar nem adoçante. O chá precisa ser tomado 1 hora antes ou então 1 hora depois das refeições, para que não diminua a quantidade de nutrientes absorvidos durante a alimentação.

Onde encontrar o chá branco?

Ele pode ser comprado em forma natural ou em cápsulas, e está disponível em mercados e farmácias de manipulação. Pode ser encontrado também em casas de produtos naturais, vendido a granel.

Como preparar o chá branco

Ingredientes: 300 ml de água, 3 g de folhas secas de chá branco

Modo de Preparo: Coloque a água em uma chaleira ou panela para ferver. Quando entrar em estado de ebulição, desligue o fogo e coloque o chá branco na água quente. Tampe e deixe descansar por 5 minutos. Depois, é só coar e tomar.

O chá pode ser tomado quente ou frio até 24 horas após o seu preparo.

Se preferir adoçar, utilize 1 colher de chá de mel para 1 xícara.

Se quiser, também, pode colocar canela na água antes de ferver.

Receitas com chá branco

Ele pode ser usado em receitas como sucos, vitaminas e gelatinas.

Chá branco com suco de Abacaxi para aumentar o metabolismo

Ingredientes: 200 ml de chá branco, ½ limão, 2 rodelas de abacaxi, 1 colher de raspas de gengibre.

Modo de Preparo: Misture todos os ingredientes no liquidificador, bata, coe e tome.

Gelatina de chá branco para aumentar o metabolismo

Ingredientes: 600 ml de água, 400 ml de chá branco, 2 caixas de gelatina de limão.

Modo de Preparo: Misture a água e o chá e dilua a gelatina. Depois é só levar a geladeira.

O chá branco pode ser comprado de forma natural ou então com sabor de limão e pêssego.

Chá branco com uvas

Ingredientes: 100 ml de chá branco, 8 uvas.

Modo de Preparo: Em um copo, amasse as uvas e coloque o chá por cima.

Use gelo se quiser.

Chá branco com frutas

Ingredientes: 1 l de chá branco, frutas de sua preferência picadas.

Modo de Preparo: Coloque tudo em uma jarra, misture e beba.

Chá branco com lichia

Ingredientes: lichia, água, chá branco em pó.

Modo de Preparo: Bata a água e a lichia no liquidificador adicionando 1 colher (chá) de chá branco.

Chá branco com hibisco

Ingredientes: 300 ml de água, folhas de chá branco, folhas de hibisco

Modo de Preparo: Coloque a água para ferver, desligue o fogo antes das primeiras bolhas aparecerem e coloque 1 colher com as folhas do chá branco e também 1 colher de folhas de hibisco. Depois coe e tome.

Contraindicações

O chá branco não deve ser tomado por grávidas e lactantes. Pessoas que apresentam hipertensão, úlceras gástricas, insônia e batimentos cardíacos irregulares podem tomar, mas com bastante cuidado.

Seu consumo excessivo também pode causar aumento da pressão, desordens gástricas, insônia, excitação do sistema nervoso, convulsões, delírios, cefaleia e taquicardia.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Polifenóis – O que são? Saiba todas as suas vantagens! 🤔

Todos buscamos uma melhor qualidade de vida, para que possamos ter uma vida mais saudável e duradoura, certo? Aliás, um dos pontos mais importantes a serem levados em conta é a alimentação. Não é possível levar uma vida saudável sem que você tenha uma alimentação balanceada, rica em todos os nutrientes necessários. Portanto, uma alimentação correta faz verdadeiros milagres no o seu dia a dia. Ela melhora o bem-estar, a animação e confere aquele sentimento de corpo descansado e revigorado. Afinal, como podemos almejar uma vida de boa qualidade, se levamos uma dieta inadequada, composta de hábitos alimentares nada saudáveis?

Para falar a verdade, a falta de uma dieta devidamente balanceada causa uma série de danos à saúde do corpo. Primeiramente, de não receber os nutrientes que precisa para a manutenção das atividades diárias, o corpo precisará gastar mais energia do que tem. Isso produz aquela conhecida sensação de cansaço constante. No entanto, vale lembrar também que, caso você se exceda do outro lado, consumindo alimentos ricos em gordura ou transgênicos, isso irá prejudicar igualmente a sua saúde, fazendo com que você ganhe muito peso e viva com uma constante sensação de mal-estar.

Para não viver com esse constante incômodo, basta evitar os dois extremos. Como dizia Aristóteles, a virtude está na moderação. Com toda a certeza isso vale também para a alimentação. Nessa busca constante por uma vida mais saudável, o que você não pode deixar faltar na sua dieta são os polifenóis.

O que são os polifenóis?

Com certeza você já ouviu falar dos polifenóis. Segundo a definição da química orgânica, os polifenóis são substâncias que contém uma ou mais hidroxilas ligadas a um anel aromático. Os polifenóis são encontrados em abundância nas plantas, como cacau e também em diversas ervas medicinais. Existem vários estudos que apontam uma correlação direta entre os benefícios para a saúde do nosso organismo e o consumo dos polifenóis na alimentação diária.

Dente vários dos seus benefícios e propriedades terapêuticas, pode-se citar o estímulo da ação antioxidante no corpo, o que combate os radicais livres. Além disso, a ingestão de polifenóis também garante um estoque maior de energia armazenada no corpo. Saiba que isso é de suma importância para as pessoas que sofrem os efeitos negativos dos hábitos alimentares ruins, como o cansaço e o desânimo constantes. Muitas vezes, uma simples mudança na dieta pode resolver o problema de uma vez por todas, sem grandes esforços. Aliás, o consumo dos polifenóis é bastante indicado para as pessoas que querem emagrecer e precisam de uma quantidade maior de energia para que possa praticar atividades físicas.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Para que servem os polifenóis?

Entre as principais vantagens que eles trazem, pode-se considerar em primeiro o já mencionado ganho de energia para o corpo, que contribui de forma direta  para o aumento da disposição diária. Além disso, outra função extremamente importante dos polifenóis inclui também a já citada contribuição para que o corpo tenha uma ação antioxidante. Aliás, os polifenóis são vistos como um tipo de antioxidante natural.

Ademais, não se pode deixar de mencionar sua atuação na prevenção de determinadas doenças, como o câncer, a diabetes e a osteoporose. Os polifenóis também trazem benefícios para a dieta de pessoas que sofrem de doenças cardiovasculares. Por último, mas não menos importante, os polifenóis são ótimos aliados de quem quer perder peso e precisa de mais disposição e energia para que possa realizar atividades físicas.

Quais são os alimentos ricos em polifenóis?

É possível alcançar toda essa lista de benefícios simplesmente consumindo alimentos ricos em polifenóis. Ou então, até mesmo consumindo suplementos alimentares, como detalharei melhor no próximo e último tópico desse artigo. Por terem uma variação muito grande em sua classificação, podendo ser diferenciados em mais de 500 tipos distintos, os polifenóis estão presentes em grandes quantidades de alimentos. Isso significa que não é preciso fazer uma mudança radical na sua alimentação para que você possa incluir esses nutrientes na dieta. Aliás, muito deles, provavelmente, você já consome e não tem nem noção disso.

Os principais alimentos que são extremamente ricos em polifenóis são:

  • Amora;
  • Ameixa;
  • Alcachofra;
  • Chocolate amargo ou meio amargo;
  • Maçã;
  • Iogurte de soja;
  • Diversas nozes;
  • Espinafre;
  • Cebola roxa;
  • Farinha de linhaça.

Existem também alguns temperos que contêm grandes quantidades de polifenóis. São eles:

  • Cacau em pó;
  • Cúrcuma;
  • Orégano mexicano desidratado;
  • Cravo da Índia.

Finalmente, existem ainda algumas bebidas  que são ricas em polifenóis. São elas:

  • Café;
  • Chá verde;
  • Vinho tinto.

Conheça o VITAL 4K

Se a sua mudança na dieta não se mostrar suficiente, você também pode optar pelo consumo de um suplemento alimentar. Existem diversas alternativas no mercado. No entanto, vou deixar a dica de um deles a você, minha amiga leitora: o VITAL 4K.

Primeiramente, o VITAL 4K é um suplemento feito com uma fórmula totalmente natural e rica em polifenóis. O suplemento age a fim de estimular o organismo, pois fornece um aumento da energia e, como consequência disso, aumenta a disposição para que você possa realizar tranquilamente as atividades de seu dia a dia. Posso citar como efeito colateral positivo a ação oxidante dele, que é extremamente benéfica ao corpo. Isso porque estimula a perda de peso de forma natural e, portanto, totalmente segura.

Ele é feito à base de cafeína e taurina, e também é rico em vitaminas e minerais. Além disso, tem a vantagem de não conter açúcar nem glúten. O VITAL 4K é um produto que vem em pó e é indicado para o preparo de um composto líquido, que vem no sabor morango e cranberry.

Cada pote do suplemento tem 300 gramas e ele rende, em média, 60 porções.

O VITAL 4K só pode ser adquirido em seu site oficial.  A notícia ainda melhor é que você tem preços promocionais comprando mais de uma unidade e o frete dele é gratuito para todo o Brasil. Além disso, esse suplemento também tem uma garantia de satisfação, no período de 30 dias. Esse é o prazo para que você possa pedir o reembolso do dinheiro que investiu, caso o resultado não te agrade nesse período. Ou seja, você só tem vantagens, afinal, não tem nada a perder com essa incrível garantia. Mas eu tenho certeza que você vai sentir os resultados do VITAL 4K muito antes de terminar esse período.

Existem vários depoimentos de clientes super satisfeitos. Várias mães relatam um aumento enorme de energia, que agora pode ser gasta brincando com os filhos e também indo para a academia.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Benzetacil – Saiba tudo sobre este medicamento 🤔

Olá meninas! Hoje o assunto é benzetacil. Tenho certeza que se você nunca teve que tomar, já ouviu falar sobre, não é? Pois bem, se você quer saber tudo sobre o assunto, é só ficar comigo até o final desse artigo.

O que é Benzetacil?

Benzetacil nada mais é do que um medicamento injetável que muitas pessoas já ouviram falar, mas poucas sabem do que realmente se trata. “Benzetacil” é o nome comercial usado para a veiculação de uma substância conhecida pelos especialistas como benzilpenicilina benzatina.

Como o próprio nome sugere, é um tipo de penicilina. Ou seja, é um antibiótico, aliás muito forte, diga-se de passagem, que é utilizado tanto para o tratamento de infecções e doenças causados por organismos como bactérias.

O uso desse medicamento não é dos mais confortáveis.

Por ter uma concentração muito grande da substância mencionada, o medicamento é bastante denso e tem um aspecto pastoso.

Isso sem falar que o benzetacil é um medicamento aplicado de forma intramuscular. Sendo assim, seu aspecto pastoso acaba dificultando a entrada do medicamento na corrente sanguínea. Devido esses fatores, a injeção desse medicamento provoca um grande desconforto que pode durar desde algumas horas até dias inteiros.

Existe ainda a questão do local em que esse medicamento deve ser injetado: nos glúteos ou então na região lateral da coxa (no caso de bebês de até 2 anos de idade), pois é o local mais flácido do corpo, que apresenta mais gordura e menor concentração de músculos.

O que torna o processo ainda mais difícil não é somente a aplicação do medicamento, que já é dolorosa devido à sua alta concentração de penicilina, mas também o fato de que, na hora da injeção, o paciente não pode forma alguma contrair os glúteos. Caso contrário, isso pode fazer com que a agulha se quebre e provoque uma dor ainda maior, além de fazer com que a aplicação da injeção tenha que ser repetida.

É por todos esses motivos que a aplicação da benzetacil só deve ser feita por profissionais devidamente orientados: de forma lenta e contínua, evitando dessa forma o entupimento da agulha e também procurando reduzir ao máximo a dor que o paciente irá sentir, de preferência variando o local de aplicação, caso seja necessário.

É um procedimento realmente delicado e que pode até mesmo provocar maiores danos ao corpo, caso seja feito por um profissional despreparado.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Para que serve o Benzetacil?

Ainda que seja bastante dolorido esse processo,  o benzetacil é um medicamento bastante eficiente contra diversos tipos de infecções bacterianas, como:

  • Amigdalite;
  • Faringite;
  • Laringite;
  • Doenças renais e reumáticas;
  • Infecções no aparelho respiratório;
  • Sífilis, entre outras.

Devido à sua alta eficiência, o benzetacil é apenas utilizados em casos realmente graves, nos quais a infecção já atingiu um estágio avançado e corre o risco de contaminar as outras partes saudáveis do corpo.

Além de totalmente eficiente no combate a esse tipo de infecção no corpo, o benzetacil também é muito utilizado devido à sua rápida ação no organismo. Sua ação é quase que imediata, dificilmente levando mais do que 48 horas para eliminar a infecção.

Em algumas horas, por exemplo, a ação do benzetacil já faz uma diferença considerável no combate à enfermidades de grau leve a médio, como a amigdalite. No caso de infecções mais graves, como no caso da sífilis (que não tem cura), é possível alcançar um alívio considerável nos sintomas e até mesmo reduzir o avanço dessa doença.

O que diz a Bula?

Por ser um medicamento extremamente forte e potente, a dosagem bem como a aplicação do benzetacil só podem ser feitas em locais médicos controlados. O uso desse medicamento se dá apenas em casos mais graves, e geralmente é o próprio médico quem aplica o remédio no consultório, ou então no pronto atendimento, dependendo do caso.

O benzetacil, vale ressaltar, é um antibiótico, portanto sua prescrição só pode ser feita mediante avaliação médica. A comercialização de antibióticos é estritamente controlada no Brasil, e só pode ser realizada com a retenção de uma via da receita pelo profissional.

A bula do benzetacil aponta a concentração do componente benzilpenicilina benzatina no medicamento, a posologia conforme o consenso médico e, ainda, os principais efeitos colaterais do seu uso.

Entretanto, a posologia específica é somente o médico quem pode determinar, seguindo as particulares de cada caso.

É de suma importância não arriscar e se automedicar com benzetacil.

Não apenas pela potência do medicamento, mas também pela dificuldade e os demais riscos durante a aplicação.

Além disso, vale ressaltar que o uso de benzetacil é restrito aos casos de maior gravidade, nos quais a infecção já se espalhou consideravelmente e precisa ser combatida o mais rápido possível. Na maioria dos casos, entretanto, o tratamento pode ser feito com antibióticos mais fracos, sem a necessidade do benzetacil.

Vale lembrar também que existem algumas contraindicações para o uso do medicamento. A principal delas é que pacientes que apresentem alergia a penicilina não devem usar o benzetacil. A pessoa sempre deve verificar se não tem alergia a nenhum dos componentes da benzetacil. Eles incluem citrato de sódio, povidona, edetato dissódico, propilparabeno, metilparabeno, metabissulfito de sódio e água para injetáveis.

O uso desse medicamento também não é indicado a mulheres grávidas ou lactantes, a não ser em casos de extrema gravidade. Por fim, o benzetacil não deve ser misturado com o consumo de bebidas alcoólicas. Isso irá aumentar o efeito do álcool no fígado, podendo causar sérios danos ao órgão.

Quais os efeitos colaterais?

Quando se discute os efeitos colaterais do benzetacil, o principal deles é a dor. Sim, o uso desse medicamento provoca dores intensas, principalmente no momento da aplicação. Entretanto, essa dor vai além do momento da injeção e costuma perdurar por longos períodos, que vão até em média 24 horas após a aplicação.

Entretanto, existem ainda alguns outros possíveis efeitos colaterais , listados na bula. Não é incomum que a pessoa apresente certos efeitos colaterais negativos depois da aplicação. É possível apresentar náusea, enjoo, diarreia, enxaqueca, vômito e algumas outras complicações no sistema gastrointestinal.

Além disso, também é possível a manifestação de outros sintomas como herpes e candidíase e retenção de líquidos. Existem ainda as reações cutâneas como coceiras, erupções na pele, urticária, vermelhidão, queda da pressão arterial e até laringite.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Micose: Causas, Sintomas, Tratamento e Cura [LEIA AQUI] 🤔

Você tem um unha na mão ou nos pés que exala um odor diferente? Ela coça as vezes? Você percebe que ela tem uma coloração não natural em tom esverdeado? Saiba que você pode estar com micose.

A micose é um microrganismo invisível a olho nu, entretanto que pode contaminar qualquer lugar do corpo, mas ataca geralmente as unhas dos pés e das mãos.

Estes microrganismos  gostam muito de ambientes úmidos e quentes para gerar reprodução. E para quem tem o hábito de frequentar academias, piscinas e praias descalço, a chance de se contaminar é gigantesca.

Então se você suspeita que está passando por algo assim, hoje a gente pode te ajudar! Leia este artigo até o final e sabia o que fazer para se livrar das micoses de uma vez por todas!

Existe tratamento para micose?

Sim! Entretanto, para todo tipo de micoses, existe um medicamentos diferente. E eles variam de uso tópico, aplicável diretamente na região, pomadas, cremes e sprays.

Contudo, também podem ser encontradas para uso oral, como medicamentos em comprimidos ou líquidos. Cada tratamento é específico para cada paciente, portanto apenas o médico pode sugerir um tratamento que considere a gravidade do problema.

Princípios ativos mais indicados para micoses

Existem alguns princípios ativos que são mais indicados para tratar a micose. Seu médico poderá te orientar melhor nisso, entretanto alguns deles são:

Cloridrato de terbinafrina

Este remédio age diretamente contra o fungo causador da micose na unha e na pele. Você poderá encontrar nas farmácias em forma de spray, comprimidos, gel até em creme.

Contudo, quando optar por tomar ele via comprimidos, saiba que ele pode causar alguns efeitos colaterais. Alguns deles são: dor de cabeça, diarreia, azia, dor de estômago, náuseas, sensibilidade do paladar alterada e falta de apetite.

Itraconazol

Ele é é indicado para os seguintes tipos de micoses: aspergilose, criptococose, meningite criptocócica, histoplasmose, esporotricose, paracoccidioidomicose e blastomicose.

Entretanto, apenas o especialista serpa capaz de avaliar o tempo necessário para tratar cada um desses tipos de micose, e acompanhar o desenvolvimento da doença, analisando ou não o seu progresso.

Griseofulvina

Nas farmácias você encontrará ele com o nome de Fulcin ou Sporostatin e apenas em formato de comprimidos.

Ele é um antifúngico poderoso, age diretamente contra o fungo e impede a sua proliferação. As micoses que são combatidas por esse medicamento, ficam na pele, no couro cabeludo, nas unhas e nos pés.

Basta ingerir uma dose única do medicamento (500 mg) após as refeições, ou divididas duas doses de 250 mg de doze em doze horas.

Fluconazol

a ação anti-fúngica do medicamento é semelhante aos triazólicos, combatendo as infecções do fungo cândida (candidíase vaginal ou de orofaringe). Pode ser administrado em comprimidos de 150 mg, como também na forma intravenosa, em casos mais complexos.

Todos os medicamentos apresentam efeitos colaterais como  dor no estômago, dor de cabeça, erupções na pele, tontura, cansaço, insônia, urticária, fadiga, náusea, diarreia e vômito.

Gestantes, lactantes, crianças com menos de dois anos, alérgicos a penicilina, pacientes com problemas no fígado e lúpus, não devem utilizarem o medicamento.

Veja Também:Você tem Caspa? Saiba como acabar com ela HOJE

Tratamento com laser para micose

Primeiramente preciso dizer que este tipo de tratamento é conhecido como fotodinâmica. Nele é utilizado um corante azul de metileno, que ao ser aquecido pelo laser vermelho, elimina de forma eficaz os fungos e a proliferação deles.

O tempo das sessões podem variar, entre uma a três sessões por semana (dependendo do caso), levando de um a três meses no total para a recuperação das unhas.

Entretanto, o tratamento adequado e no tempo certo, evita que os fungos voltem a se multiplicar na unha, ou na pele, por isso é tão importante seguir com os cuidados prescritos pelo médico até o final do processo.

Portanto, a incidência de fungos e bactérias nos pés e entre os dedos, são maiores porque a região não é tão bem irrigada por vasos sanguíneos.

E é exatamente isso que dificulta o processo do corpo de combater a infecção ou a proliferação desses micro-organismos.

Fatores que geram micoses

Primeiramente é importante dizer que existem vários fatores que contribuem para o surgimento de mi coces. Fatores como:

  • Pessoas que tenham diabetes (circulação do sangue comprometida, bem como a capacidade do sistema imunológico);
  • Idosos;
  • Pessoas que são portadoras do vírus HIV;
  • Uso de drogas ilícitas;
  • Baixa resistência do corpo por qualquer razão;
  • Histórico familiar de onicomicose (fungos nas unhas);
  • Problemas de circulação nos membros inferiores do corpo;
  • Psoríase (escamação da pele, devido a reprodução rápida das células em qualquer parte do corpo, podendo causar dor, vermelhidão, prurido e abscesso);
  • Atletas – pois ficam muito tempo com calçados e meias, impedindo a respiração da pele dos pés e ambiente propício para fungos.

Entretanto, as micoses nas unhas são assintomáticas. Contudo, é importante observar alguns detalhes externos, que podem determinar a presença de fungos:

  • Unhas espessas (grossas);
  • Quebradiça;
  • Alterações da forma da unha;
  • Unha opaca, sem brilho;
  • Coloração escurecida ou amarelada;
  • Descolamento da unha (dando a impressão de que ela vai cair);

Reação aos medicamentos

Estudos e pesquisas realizadas com os principais medicamentos para a micose, apontaram que os de via oral como o Terbinafrina e o Itraconazol, são mais eficazes, do que outras apresentadas no mercado farmacológico.

Entretanto, cada organismo reage de uma forma, diante de um medicamento via oral ou de uso tópico. Por isso, observe atentamente a coloração das unhas, se estão quebradiças, opacas e se está melhorando com o tratamento.

É recomendado que para evitar a reinfecção por fungos, não se compartilhem objetos pessoais, como toalhas, chinelos e roupas, bem como andar descalço em locais públicos, e deixar os pés limpos e secos.

Quem possui criação de animais em casa, como cachorros, gatos, coelhos e galinhas, devem observar se há fungos ou parasitas em seus pelos, patas e ambientes onde vivem, pois pode ser o foco da infecção fúngica.

Para tal, é necessário procurar um veterinário, para que ele prescreva a melhor medicação para os fungos em animais, evitando que eles se espalhem, e contaminem objetos e as pessoas que moram na casa.

Os recipientes de água e comida dos animais, devem estar sempre limpos, secos e distantes de entulho, lixo e acúmulo de objetos, para que esses não atraiam roedores, aranhas, escorpiões e cobras.

Portanto, se você quer mais conteúdo como este clique aqui.

 

🥇 Furúnculo – Saiba TUDO sobre esta Infecção de Pele 🤔

Olá meninas! Hoje vou falar tudo sobre essa infecção de pele. Se você não sabe o que é ou quer aprender ainda mais, é só ler esse artigo até o final.

O furúnculo pode ser uma simples infecção, no entanto, essa infecção deve ser cuidada e tratada para que não hajam complicações. Essas complicações agravam ainda mais o quadro e geram diversos desconfortos.

O que é o furúnculo?

O furúnculo é caracterizado por uma infecção de pele causada por bactérias. Essas bactérias provocam inflamações nos chamados folículos pilosos, que são formados por glândulas sebáceas e tecido subcutâneo. A associação dessa inflamação com a infecção forma uma espécie de caroço que é o chamado furúnculo.

Sua característica principal é a presença de um nódulo avermelhado, bastante dolorido, rígido e quente. Além disso, geralmente tem uma área amarelada na parte central, indicando a presença de pus. O tamanho do furúnculo varia de acordo com a profundidade em que a infecção atingiu os tecidos.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Por que o furúnculo aparece na pele?

Como dito anteriormente, o furúnculo surge quando uma bactéria encontra uma área lesionada, onde ela se reproduz. Aliás, isso pode acontecer com qualquer pessoa, sem ter relação nenhuma com o sangue.

Acne mal tirada, lesões na pele, entre outros fatores podem fazer com que o furúnculo surja. Essas bactérias podem ser encontradas em qualquer lugar do corpo humano. No entanto, existem algumas partes do corpo que são as preferidas. São elas: as partes mais úmidas e também que apresentam mais gordura, como as pernas, as coxas, as axilas, os glúteos e o rosto. No entanto, ainda que surjam nesses locais com mais frequência, não é uma regra.

Quais as causas do furúnculo?

Não existem causas específicas para que o furúnculo apareça. O simples fato de uma pequena lesão apresentar alguma bactéria já pode ser motivo para o seu aparecimento. A bactéria que geralmente é a responsável pelo furúnculo é a Staphylococcus Aureus. Ele é super comum e pode ser encontrada na nossa própria pele.

Entretanto, o furúnculo também é causado por algumas outras bactérias ou até mesmo fungos que se encontram na superfície da pele. Essas bactérias ou fungos se desenvolvem nos locais que tenham alguma ferida ou picada de inseto. Os furúnculos podem aparecer em folículos pilosos de qualquer parte do corpo, inclusive podendo surgir mais de um ao mesmo tempo.

Pelo encravado ou furúnculo?

O pelo encravado geralmente surge de forma bem mais superficial na pele e causa muito menos dor. Quanto ao furúnculo, atinge até mesmo as camadas mais profundas da pele, o que costuma causar muita dor.

O furúnculo é contagioso?

Não existe nenhuma definição concreta de que o furúnculo seja contagioso, visto que ele está ligado a bactérias que já se encontram presentes no corpo humano. Essas bactérias podem ser passadas de uma pessoa para outra, entretanto, isso não quer dizer que a pessoa vai necessariamente desenvolver furúnculo.

O furúnculo aparece em peles oleosas, úmidas, sujas, ou lesionadas. O fato de já ter a bactéria no seu corpo não significa necessariamente que você terá um furúnculo no decorrer da sua vida. É bem possível que você tenha essa bactéria na sua pele, mas não tenha apresentado nenhuma das condições para que elas se desenvolvessem e formassem o furúnculo.

Quais os tipos de furúnculo?

O furúnculo apresenta dois tipos diferentes. São eles:

Carbúnculo

Esse tipo é caracterizado pelo agrupamento de vários furúnculos próximos, que, inclusive, podem se expandir com muito mais profundidade. A causa desse tipo de furúnculo são as bactérias e também a ruptura de cistos.

Furunculose

Esse tipo de furúnculo é caracterizado pela presença de múltiplos furúnculos ao mesmo tempo, mas que não se encontram próximos uns dos outros.

A infecção de um folículo piloso pode acabar passando para outros folículos. Especialmente nos locais de fricção ou mais propícios a apresentarem lesões.

Pessoas mais propensas a ter furúnculo

Qualquer pessoa pode vir a ter furúnculos. No entanto, existem fatores de risco que contribuem para o aparecimento desses nódulos:

– Contato físico com a área lesionada por pessoas que estejam com furúnculo.

– Pessoas diabéticas, pois têm seu sistema imunológico enfraquecido pela doença.

– Pessoas que têm acne, eczema e também outras doenças de pele estão mais suscetíveis ao surgimento de furúnculos

– Imunidade baixa dificulta a reação dos anticorpos do organismo no combate à infecções.

– Pessoas que possuem HIV estão mais vulneráveis a doenças infecciosas, devido à baixa imunidade.

– Obesidade também pode facilitar a ocorrência dessas lesões.

Sintomas

Os furúnculos surgem com mais facilidade no rosto, no pescoço, nas axilas, nas nádegas e também coxas, podendo aparecer como um nódulo inchado, sensível e vermelho rosado. Com o decorrer do tempo, o furúnculo fica cheio de água ou assume a aparência de um cisto. A dor aumenta de acordo com o acúmulo de pus e tecido morto no interior dele.

Sintomas mais comuns:

  • O aparecimento de um nódulo avermelhado, dolorido e cheio de pus;
  • Aparecimento de vermelhidão e suor na pele ao redor do local inchado;
  • Aumento gradual do tamanho do nódulo ao passo em que ele vai acumulando pus;
  • Surgimento de uma área amarelada no centro do furúnculo, que pode se romper e deixar vazar o pus;
  • Cansaço, mal-estar, coceira e febre antes do surgimento do furúnculo.

Sintomas emergenciais

Procure um médico imediatamente, quando:

  • O furúnculo aparecer na sua face;
  • O furúnculo crescer de forma muito rápida ou estiver muito dolorido;
  • Caso o furúnculo provoque febre;
  • Se você apresentar uma sensação de dor muito forte;
  • Caso apareçam furúnculos frequentemente;
  • Se o furúnculo não cicatrizar no prazo de duas semanas.

Quanto tempo demora para o furúnculo desaparecer?

O período de desenvolvimento do furúnculo é de 4 a 10 dias. Já o tempo de transmissão permanece enquanto a bactéria estiver presente no ferimento. Nos casos em que há multiplicação de furúnculos, pode levar até 6 meses para que eles possam ser totalmente curados, sendo necessário o tratamento com antibióticos.

Como é feito o tratamento?

De modo geral, o furúnculo desaparece naturalmente depois de alguns dias ou semanas. Entretanto, o processo pode ser mais rápido com o auxílio de alguns remédios e pomadas que aliviem a dor e acabam com a infecção.

É possível tratar os furúnculos de menor gravidade em casa, por meio de compressas quentes que aliviam a dor e auxiliam no processo de drenagem natural. O local do furúnculo deve estar sempre limpo, para que não haja complicações.

Situações mais graves

Em certos casos mais graves, o médico poderá prescrever alguns tratamentos mais específicos, como:

Incisão e drenagem

Nesse caso o médico faz uma pequena incisão no centro do furúnculo, para que dessa forma possa induzir a drenagem do pus contido nele.

Uso de Antibióticos

Para casos de furúnculo acompanhados de infecções bacterianas, o médico pode prescrever antibióticos específicos de uso tópico ou oral.

Vale lembrar: o furúnculo não deve ser espremido em hipótese alguma, pois isso pode agravar a lesão e levar a infecção ainda mais para o interior da pele.

Como é feito o diagnóstico?

O exame físico, normalmente, já é o suficiente para obter o diagnóstico de furúnculo. Se o paciente sofre com furúnculos recorrentes ou apresenta um quadro infeccioso grave, o médico pode coletar uma amostra do pus para que seja feita uma análise em laboratório.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Quais são os Benefícios Milagrosos da Folha de Tamarindo? [LEIA AQUI] 🤔

Você se lembra do Chaves? O famoso Chavinho do seriado de TV latino que conquistou o mundo com seu personagem icônico de choro fácil e de brigas infantis? Ele adorava suco de Tamarindo!

Por ela ter um sabor exótico, que fica mais docinho quando a fruta está madura, o tamarindo tem chamado atenção das brasileiras. Não apenas pelo gosto mas principalmente por suas propriedades e benefícios.

Ela é uma fruta originalmente nascida no sul da Ásia, mas que vem conquistando o paladar de diversas pessoas ao redor do mundo. E muito mais que o paladar, vem sendo estudada por conta dos benefícios milagrosos das suas folhas.

Até hoje você não sabe o que é um tamarindo? Não tem nem ideia do que ele pode oferecer a sua saúde? E se eu te dissesse que ele pode te ajudar a emagrecer? Será que é verdade?

Descubra tudo neste maravilhoso artigo preparado com muito carinho para você!

Quais são as propriedades nutricionais do Tamarindo?

Quem não conhece essa fruta única não consegue nem imaginar as suas propriedades nutricionais. Ela conta com apenas cinco calorias o que totaliza 239 calorias ao todo.

Entretanto, cada tamarindo contém 62,5 gramas de carboidratos, 2,8 gramas de proteínas, 0,6 gramas de gorduras e 5,1 gramas de fibras.

Contudo não para por aí: o tamarindo é rico em fibras, proteínas, potássio, ferro, cálcio, magnésio, fósforo, vitamina A, vitaminas do complexo B e vitamina C.

Quais são os benefícios do Tamarindo para sua saúde?

Se você passar a consumir em doses regulares o Tamarindo, vai perceber diversos benefícios no seu corpo. Benefícios que vão desde o seu sistema digestivo até a saúde do coração. Portanto, vamos ver o que Tamarindo pode fazer por você?

Comer Tamarindo Melhora o sistema digestivo

O tamarindo é um por si só um laxante natural, e ajuda pessoas com tem dificuldades de evacuar.

O motivo é simples: ele é cheio de fibras. Portanto, as fibras presentes movimentam as fezes mais facilmente no trato intestinal, estimulando também o suco gástrico, facilitando a digestão.

Comer tamarindo ajuda, ainda, o bom funcionamento da bile, permitindo que a comida ingerida seja dissolvida mais rapidamente.

Comer Tamarindo Melhora a saúde do coração

Por conta das fibras do tamarindo, o potássio e a vitamina C elas trazem benefícios ao coração. Além disso, seu consumo regular melhora a pressão arterial, reduzindo os níveis de colesterol no sangue.

Comer Tamarindo Previne a anemia

Primeiramente é importante dizer que Tamarindo é uma excelente fonte de ferro. Portanto, consumir tamarindo todos os dias pode prevenir o aparecimento de anemia por falta desse componente.

Entretanto você precisa tomar cuidado para não exagerar comendo a fruta. Evitando aumentar demais os níveis de ferro no organismo.

Comer Tamarindo Melhora a circulação

Também por conta do ferro contido no tamarindo, ele promove uma melhora na circulação sanguínea. Portanto ele garante uma boa oxigenação dos glóbulos vermelhos do sangue.

Comer Tamarindo Ajuda a emagrecer

Pode gritar agora! Sim, consumir tamarindo regularmente ajuda a emagrecer!

O motivo é simples: a fruta é rica em fibras, isso aumenta a sensação de saciedade e controla o apetite.

Além disso, o tamarindo contém ácido hidroxicítrico, enzima que não permite tanta absorção de gordura.

Veja Também:Receitas Low Carb – Saiba Tudo!

Comer Tamarindo Controla a diabetes

Sim! Quem come tamarindo consegue impedir a absorção de carboidratos o que diminui a glicose no sangue.

E como é de conhecimento geral:  os carboidratos se transformam em gordura e açúcar, causando desequilíbrio entre os níveis de glicose.

Portanto, se você tem diabetes: tamarindo!

Tamarindo Tem ação anti-inflamatória

O tamarindo por si só tem ação anti-inflamatória. Ele é usado na preparação de medicamentos fitoterápicos e também para combater inflamações.

Portanto a fruta é capaz de tratar problemas como irritação nos olhos, gota, artrite e problemas reumáticos.

Tamarindo previne a pelagra

A doença que é caracterizada por sintomas como diarreia, demência, artrite e insônia, a pelagra, causada pela falta de vitamina B3, pode ser facilmente prevenida com o consumo regular de tamarindo.

Tamarindo Fortalece o sistema imunológico

Por ser rico demais em vitamina C e por ter uma ação antioxidante, o tamarindo pode fortalecer o sistema imunológico, fazendo com que problemas de saúde provocados por fungos e micróbios nunca apareçam!

Além disso, a fruta tem ação antisséptica e antimicrobiana, reduzindo a incidência de parasitas e reduzindo também as chances do aparecimento de enfermidades como a pneumonia e de infecções cutâneas.

Tamarindo é uma excelente Fonte de ácido fólico

O tamarindo é fonte eterna de ácido fólico. E este nutriente por sua vez é indicado especialmente para mulheres grávidas. A deficiência deste componente pode causar vários problemas.

Entre eles, a falta pode gerar um nascimento de bebês com baixa peso ou, ainda, com problemas no tubo neural, o que geraria o cérebro e medula da criança, no futuro.

Está gradivinha? Tamarindo no bebê!

Tamarindo Melhoria da saúde dos rins

Rico em potássio, o tamarindo ajuda o corpo a eliminar substâncias tóxicas, principalmente as escondidas nos rins, melhorando a saúde dos órgãos.

Tamarindo fortalece os cabelos e a pele

A vitamina C presente no tamarindo estimula a produção de colágeno, uma substância extremamente importante para manter os cabelos e a pele bonitos e hidratados. Além disso, essa fruta contém alta quantidade de vitamina A, que mantém os cabelos hidratados.

Tamarindo Combate a insônia

Rico em magnésio, o consumo regular de tamarindo ajuda a melhorar a qualidade do sono, aumentando sua duração e sua tranquilidade, combatendo a insônia e deixando quem sofre com esse problema mais descansado.

Tamarindo favorece a criação de músculos

Rica em tiamina, o tamarindo ajuda também no desenvolvimento muscular. A fruta é rica em proteínas, composto essencial na reparação e construção dos músculos.

Como consumir tamarindo?

Assim como a fruta in natura, o chá de tamarindo traz inúmeros benefícios à saúde, prevenindo desde problemas intestinais a complicações provocadas pela malária.

Para aproveitar os benefícios trazidos por ele, prepare a seguinte receita de chá de folha de tamarindo.

Separe 100 gramas de folhas de tamarindo secas e um litro de água. Ferva o líquido em uma chaleira e adicione as folhas secas. Misture bem, desligue o fogo e tampe a chaleira. Deixe a bebida descansar por 15 minutos ou até que esfrie.

Você pode manter seu chá de tamarindo na geladeira por até 24 horas. Se, depois desse período, você não consumir a bebida por completo, descarte-a imediatamente.

Depois de 24 horas, o chá de tamarindo tem seu sabor alterado e perde as propriedades medicinais, podendo inclusive se tornar um risco para a saúde.

O tamarindo é uma ótima maneira para quem busca uma alternativa saudável e saborosa de manter sua saúde em dia e ter mais disposição para a rotina diária.

Viu só quantas vantagens? Que tal dar uma passadinha no mercado municipal da sua cidade? Vale a pena!

 

 

Portanto, para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Fimose – Saiba tudo sobre esta condição 🤔

Olá meninas! No post de hoje vou falar sobre fimose. Você sabe o que é esta condição? Se não sabe ou se quer aprender ainda mais, está no lugar certo! É só ler esse artigo até o final que você vai ficar por dentro. Vem comigo!

O que é fimose?

Primeiramente, é preciso esclarecer que a fimose não é uma doença. Ela é uma condição a qual alguns homens já nascem. A fimose é formada nas primeiras semanas do feto. Desde o nascimento do bebê até os primeiros anos, o prepúcio fica colado à glande do pênis. No entanto, caso essas duas partes continuem juntas, chega um estágio em que a pele do pênis não consegue ser puxada para trás da cabeça do órgão, sem que machuque. Essa condição, então, é chamada de fimose.

Quais os tipos de fimose?

Existem 2 tipos de fimose. São eles:

Fimose fisiológica:

É quando a fimose não desaparece durante os primeiros anos de vida, tornando-se, dessa forma, fisiológica. Há também casos em que o homem nasce com a abertura do prepúcio muito estreita, o que impede a retração da peleA fimose também pode ser causada quando os pais forçam a retração do prepúcio, o que acarreta em lesões e cicatrizes.

Fimose adquirida:

Nesse caso, a fimose surge em determinado momento da vida de um homem, que não tinha fimose quando era criança. No entanto, após um quadro infeccioso ou então de traumatismo,surgem cicatrizes que levam à aderência do prepúcio. Isso resulta na retração do pênis e, geralmente, acontece devido à falta de higiene no pênis, o que leva ao acúmulo de secreções e à proliferação de bactérias.

Quando o prepúcio fica muito apertado, a urina pode ficar retida no local, o que aumenta tremendamente o risco de infecções urinárias. A fimose pode ainda criar dificuldade na higienização, causando dor na hora do sexo e também uma maior probabilidade de desenvolver alguma DST, HPV ou até mesmo câncer de pênis.

Alguns homens conseguem conviver normalmente com a fimose. É possível fazer com que o prepúcio se torne mais elástico, movendo-se com o corpo do pênis mais facilmente.

No entanto, uma grande parte dos homens precisa realizar o procedimento para que possa retirar uma parte dessa pele.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais as causas da fimose?

Existe um fator primário, que não é considerado como causa, que é a formação do prepúcio durante o período fetal. Nesses casos, o prepúcio não consegue expor a glande facilmente. Quando essa situação não se altera com o passar do tempo, ela é caracterizada a fimose primária.

No entanto, existem casos mais raros de fimose adquirida, devido à falta de higiene no local, alguma DST, trauma nessa região ou até mesmo uma infecção diretamente na pele do pênis.

A fimose também pode aparecer em episódios repetidos de infecção prepucial ao longo dos primeiros anos de vida, o que impossibilita a exposição natural da glande.

Aliás, o ideal mesmo é que todos os homens realizem a cirurgia de retirada do prepúcio, mesmo que consiga retraí-la.

Quais os sintomas da fimose?

Primeiramente, como não se trata de uma doença, não existe nenhum tipo de sintoma. O que ocorre é que quando o homem tenta puxar a pele do prepúcio para trás da cabeça do pênis, ele geralmente sente muita dor. Isso pode causar sangramento e até mesmo fazer com que ele tenha dificuldades em higienizar o órgão genital.

Alguns homens apresentam problemas mais graves. São eles: a infecção urinária, por falta de higienização no local, dificuldade para urinar, lesões, ferimentos e também dor intensa depois do sexo.

Como confirmar o quadro de fimose?

A fimose é descoberta quando o homem tenta retrair a pele que recobre a glande do pênis de forma manual. Se não é possível ver toda a glande, isso significa que existe fimose. A primeira verificação da presença ou não da fimose é feita no bebê recém-nascido. Isso faz parte de todas as consultas com o pediatra até que a criança complete 5 anos.

No caso em que a fimose surge na adolescência ou na vida adulta, o homem pode observar se apresenta alguma dificuldade para retrair a pele. Se houver dificuldades, é preciso se consultar com um urologista.

Prevenção e diagnóstico

Não existe nenhum tipo de prevenção para a fimose, visto que o prepúcio se forma ainda no período fetal. A união do prepúcio à glande é inseparável e acontece na maioria dos meninos recém-nascidos. Vale lembrar que a fimose não é contagiosa. Algumas pessoas nascem com essa condição e outras não.

O diagnóstico só pode ser feito mediante um exame físico, observando se a glande consegue ou não ser exposta completamente.

Fimose e fertilidade

A fimose atrapalha o ato sexual, uma vez que pode causar dores e incômodos devido ao atrito na pele sensível. Essa pele se corta com facilidade, arranha e costuma deixar o pênis bastante dolorido.

No entanto, isso não é tão grave a ponto de levar à infertilidade. A ejaculação ocorre da mesma forma e o esperma vai conseguir entrar no canal vaginal. As chances de engravidar não são prejudicadas de forma alguma.

Qual é o tratamento para fimose?

A forma mais eficaz de tratar a fimose é realizar uma operação que retira o prepúcio da cabeça do pênis por completo.

Há alguns pais e mães que costumam puxar a pele do pênis desde o nascimento do bebê, não somente por conta da higiene, mas também para permitir que a pele ganhe elasticidade e consiga colocá-la para trás da cabeça do pênis sem nenhum sangramento ou dor.

Esses exercícios de fato funcionam, no entanto, o mais indicado é realmente fazer a cirurgia. É a única forma de resolver de vez o problema, além de melhorar a vida sexual, a higiene e consequentemente a saúde.

A cirurgia é bastante rápida e prática, feita com uso de uma anestesia. A recuperação da cirurgia ocorre após 30 ou 40 dias. Depois desse período, o órgão já vai estar em perfeitas condições, limpo e completamente livre de infecções.

Tratamentos de fimose nas crianças

A fimose infantil tem cura e nem sempre é necessário recorrer a tratamentos específicos.

Pomadas para fimose: o uso de pomadas à base de corticoides, com propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e antibióticas facilitam bastante  o deslize da pele da glande.

Exercício de retração: os meninos com mais de 5 anos podem fazer um exercício para que haja a retração da pele do prepúcio, sem forçar demais nem causar dor.

Contraindicações da cirurgia

A cirurgia para fimose não deve ser realizada se a pessoa apresentar dificuldade na coagulação sanguínea ou infecções locais. Existem também casos de anormalidades no pênis, como hipospadia ou o pênis embutido em que é necessário aproveitar a pele do prepúcio.

Importância da higienização

Manter sempre uma boa higienização pode ser a primeira e a principal forma de prevenção ou mesmo de tratamento. Durante o banho, é possível que aconteça a liberação do prepúcio. Essa exposição irá permitir uma melhor higienização do local.

No entanto, caso ocorram fissuras dolorosas durante o banho, o ideal é recorrer à cirurgia para que possa ser feita a remoção do prepúcio.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Você tem Caspa? [SAIBA COMO ACABAR COM ELA HOJE] 🤔

Coça, arde, incomoda, faz sujeira, gera incomodo, faz você ficar com vergonha, deixa seus casacos cheios de pontinhos brancos e ainda por cima é chata pra caramba de sair. Acertou quem disse caspa!

Ela é uma das doenças mais comuns de que se tem notícia desde sempre. Ela atinge igualmente homens e mulheres, e faz com que ele se tornem escravos de uma rotina cheia de constrangimentos.

Mesmo existindo um mundo de opções para pessoas que, assim como você, lutam contra os pontinhos brancos muitas pessoas não sabem o que fazer quando ela aparece.

É isso que acontece com você? Será que existe alguma solução efetiva contra caspas e que você pode provar na sua vida de verdade?

Portanto, se este for  o seu caso te convido a dedicar 5 minutos da sua vida para ler este texto! Acredite quando eu digo que vai valer a pena!

O que é a caspa?

Primeiramente: você lembra das aulas de biologia que diziam que a pele humana está sempre se renovando? Legal. Agora, imagina como isso funciona no couro cabeludo? Lá também acontece renovação celular e as caspas são, literalmente, células mortas.

Ninguém quer ficar andando por aí com um cemitério inteiro na cabeça não é? Entretanto, todos os dias, milhares de células mortas dão lugar a outras, mais novas.

Quando não há presença de caspa, essa renovação celular acontece de forma tão discreta e em uma escala tão pequena que nem chega a ser notado.

Entretanto, em alguns casos as pessoas desenvolvem uma dermatite, literalmente uma inflamação da pele no couro cabeludo. É quando surgem as escamas de pele na forma de flocos brancos (terríveis para a autoestima).

São estes flocos brancos que chamamos de caspa. E o seu nome técnico é dermatite seborreica. Existem dois tipos do problema. Em um deles, a caspa é seca, e formada por películas minúsculas, que empoeiram o pescoço e os ombros.

Em outro caso, há ainda a caspa gordurosa, doença provocada por escamas de células mortas embebidas em sebo, e que estão aderidas ao couro cabeludo e à raiz dos cabelos.

O que causa a caspa?

Por incrível que pareça, mesmo caspa sendo algo muito conhecido, as causas e como tratar ainda não tem uma única definição.

Entretanto é sabido que essa doença pode é causada por vários fatores. Alguns deles são: clima seco, mudanças bruscas de temperatura, estresse e até alterações hormonais.

Ai você pode estar pensando: eu não vivo nada disso! Entretanto, você pode ser um dos sorteados a ter caspa por conta da sua genética. Que coisa né?

Veja Também: Candidíase – Sintomas, Tratamentos e Mais!

O que pode de fato eliminar a caspa?

Ok, a notícia ruim é que caspa não tem cura. Entretanto, a notícia boa é que existem algumas medidas que você pode começar a praticar agora mesmo para melhorar grandemente o problema.

Veja agora o que você pode fazer para mudar isso hoje!

Lave os cabelos todos os dias! Não esqueça.

Quem tem caspa não tem escolha: precisa lavar seus cabelos todos os dias. Entretanto, para as mulheres complica um pouco por conta do tamanho do cabelo geralmente. Portanto, não deixe um intervalo maior que dois dias.

Durante a limpeza dos fios, é fortemente recomendado que se aplique um shampoo anticaspa. Entretanto, a aplicação deverá ocorrer apenas no couro cabeludo. Lembre de deixar o produto agir por dois minutos.

No momento de passar o shampoo no couro cabeludo, é importante fazer um atrito bem suave, para evitar novas descamações. Se necessário, passe o condicionador apenas abaixo da linha da orelha.

Na hora do banho, quem tem caspa deve evitar água muito quente. A temperatura ideal é a morna, que evita o excesso de oleosidade.

Não use Shampoos secos! Eles são um prato cheio.

Mesmo que eles ajudem na hora da limpeza e promovam uma sensação de mais higiene nos cabelos, você que tem caspas não pode deixar de usar shampoo e condicionador! Do contrário você estará danificando o seu cabelo.

Nunca deixe de secar os cabelos! Isso é regra viu?

Se você tem caspa deve evitar ao máximo ficar com o cabelo molhado por muito tempo, especialmente dormir com o couro cabeludo úmido.

Esse evento pode aumentar a proliferação de fungos, piorando a descamação e tornando o tratamento do problema ainda mais difícil.

Por isso, depois do banho, utilize o secado com temperaturas mais frias, para evitar a produção de óleo. Evite, também, utilizar bonés por muito tempo. O acessório aumenta a transpiração, piorando o problema da caspa.

Evite procedimento químicos agressivos

Procedimentos como a coloração dos cabelos ou escovas progressivas podem piorar a caspa, aumentando muito a descamação. Isso acontece porque esses eventos agridem o couro cabeludo, estimulando a rápida troca celular, que aconteceria normalmente a cada 21 dias.

Troque o Gel por Outros cremes

Quem quer acabar com a caspa e usa gel precisa evitar aplicar o produto na raiz do cabelo, pois ali o produto fecha o folículo capilar, piorando a oleosidade e agravando a descamação.

Selecione um bom shampoo anticaspa

Uma boa alternativa para quem acabar com a caspa é escolher um bom shampoo anticaspa. O mercado cosmético oferece excelentes alternativas, como o shampoo clear limpa e purifica.

Rico em nutrientes, o produto alimenta o couro cabeludo e fortalece sua proteção natural.

Outro item que pode ajudar a controlar o problema é o shampoo clear alívio da coceira. Além de aliviar imediatamente a coceira provocada pela caspa, ele hidrata o couro cabeludo e combate a irritação.

Outro item que ajuda bastante a lidar com o problema é o shampoo clear anti caspa diário. Pensado para ser utilizado todos os dias, ele não só combate como ajuda a controlar o problema, eliminando a coceira e mantendo uma boa hidratação dos fios.

Existem formas naturais para acabar com a caspa?

Além dos produtos artificiais, a natureza oferece excelentes alternativas para quem deseja combate a caspa. Conheça algumas destas receitas.

Use e abuse do Óleo de Coco

Com ação antifúgica, o óleo de coco ajuda a eliminar a caspa e também hidrata o couro cabeludo. Para aproveitar seus benefícios, basta utilizar uma solução com cinco colheres de óleo de coco e meio limão.

Misture e aplique em seu couro cabeludo, deixando agir por 20 minutos. A mistura deve ser utilizada três vezes por semana.

Vinagre de maçã realmente pode ajudar

Capaz de controlar o pH do couro cabeludo, o vinagre de maçã ajuda a limpar os poros obstruídos. Para isso, basta utilizar uma solução composta por duas colheres de vinagre de maçã e duas colheres de água.

Misture e aplique no couro cabeludo. Deixe agir por 20 minutos e, depois desse período, lave a cabeça. A operação deve se repetir três vezes por semana.

Parece estranho mas bicarbonato de sódio é bom contra caspa

Capaz de eliminar as células mortas do couro cabeludo, o bicarbonato de sódio absorve o excesso de oleosidade e ajuda também a controlar o pH do cabelo e impedir o crescimento de fungos.

Para aproveitar os benefícios desse produto, molhe os cabelos e massageie com duas colheres de bicarbonato de sódio. Enxague. A operação deve ser repetida duas vezes por semana. Ao usar o bicarbonato, não lave os cabelos com shampoo.

Portanto, para mais conteúdo clique aqui.

🥇 Candidíase – Sintomas, Tratamentos e mais! Saiba tudo AQUI 🤔

A candidíase é uma infecção bastante comum. Sua causa está no grande crescimento do fungo Candida que, normalmente, aparece quando o sistema imunológico está fragilizado, ou então quando a pessoa está usando algum tipo de antibiótico.

Esse fungo está presente em todo organismo humano, no entanto, o sistema imunológico é capaz de evitar a sua proliferação excessiva. Entretanto, se o corpo estiver fraco ou sofrendo alterações hormonais, os fungos conseguem se reproduzir rapidamente.

A candidíase pode se manifestar por diversos motivos, e surge tanto nos homens quanto nas mulheres. Primeiramente, é preciso frisar que ela tem cura. Seu tratamento é feito com o uso de pomadas ou remédios que eliminam os fungos responsáveis pela doença, aliviando dessa forma os sintomas.

Além das regiões íntimas, a candidíase pode se manifestar na pele, na boca, na garganta, nas unhas, no sangue ou até mesmo nos intestinos.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais são os tipos de candidíase?

Candidíase vaginal

Essa é a mais comum e se manifesta em mulheres que estejam com o sistema imunológico mais fraco ou então com a flora vaginal desequilibrada.

Candidíase peniana

Esse é um tipo menos comum do que a candidíase vaginal. Na maioria dos casos, o fungo se reproduz quando o organismo está mais vulnerável.

Candidíase de pele

Esse tipo de candidíase pode aparecer devido ao atrito entre as peles. Ela causa pequenas lesões, que geralmente se manifestam em um local propício para o desenvolvimento de bactérias e fungos.

Candidíase de esôfago

Esse é o tipo mais raro de candidíase e acontece com predominância nos pacientes que apresentam baixa imunidade. É mais comum que surja em idosos e, em contrapartida, raramente se manifesta em crianças.

Candidíase oral

A candidíase oral pode ocorrer com crianças, idosos, diabéticos, adultos que fazem sexo sem o uso de camisinha e também pacientes que estejam passando por tratamentos que fragilizam o sistema imunológico.

Candidíase na gravidez

As mulheres grávidas acabam passando por mudanças nas partes íntimas. Essas mudanças aumentam a produção de lactobacilos e o PH vaginal se torna mais ácido. Essa acidez favorece o surgimento da candidíase.

Candidíase invasiva

Esse caso ocorre com pessoas que tenham um sistema imunológico enfraquecido.Pode se manifestar, inclusive, em recém-nascidos abaixo do peso e  geralmente se trata de uma infecção hospitalar.

Na candidíase invasiva, o fungo da candidíase acaba agindo na corrente sanguínea e pode afetar os órgãos. Se isso ocorrer, causa complicações graves e pode até mesmo evoluir para uma candidemia, que pode levar ao óbito.

Vale ressaltar inclusive, que mulheres e homens que nunca fizeram sexo também podem ter candidíase.

Quais os sintomas da candidíase?

Sintomas principais: Primeiramente, muita coceira na área genital, o surgimento de vermelhidão e inchaço na genitália, placas brancas na região vaginal ou na cabeça do pênis, corrimento branco que lembra leite talhado, dor ou queimação na hora de urinar e também durante o sexo.

Candidíase vaginal: Coceira excessiva na área vaginal; dor e surgimento de vermelhidão na área vaginal, corrimento vaginal branco parecido com leite talhado, dor durante o sexo.

Candidíase peniana: Coceira, ardência e inchaço na ponta do pênis,sexo doloroso, ardência ao urinar, feridas na pele do pênis, corrimento branco parecido com leite talhado,cheiro forte na região íntima.

Candidíase oral: Vermelhidão, ardência e desconforto dentro da bocador e dificuldade para engolir, surgimento de manchas brancas dentro da boca e na línguarachaduras no canto da boca.

Candidíase de esôfago: Dor ao engolir, dores no peito, náuseas e vômito, dores abdominais, perda de apetite.

Candidíase na pele: Surgimento de vermelhidão na parte das dobras, pele escurecida na pele da região, com erosões e crostas, descamação da pele, coceira e queimação nas dobras, surgimento de líquidos nas lesões.

Candidíase invasiva: Febre, urina turva, dores de cabeça, vômitos, inflamação nas articulações.

Quais as causas da Candidíase?

Geralmente, o contágio da candidíase se dá nas relações sexuais feitas sem proteção, com uma pessoa contaminada. No entanto, existem outros fatores que podem facilitar esse contágio:

  • Tomar antibióticos, anticoncepcionais e corticoides frequentemente;
  • Possuir doenças como diabetes, HIV, HPV e lúpus, pois elas tornam o sistema imunológico enfraquecido;
  • Usar com frequência roupas apertadas ou molhadas;
  • Andar descalço ou compartilhar luvas;
  • Lavar a região íntima mais de 2 vezes ao dia;
  • Usar o mesmo absorvente por mais de 3 horas seguidas.

Como é feito o diagnóstico da Candidíase?

Os sintomas são bastante fáceis de identificar, entretanto, acabam se assemelhando a outros problemas genitais, como a vaginite, a herpes ou então a gonorreia.

Para que a pessoa possa confirmar o diagnóstico, é de suma importância consultar um médico especializado. Ginecologista, no caso das mulheres ou urologista, no caso dos homens. Além do diagnóstico, o médico também pode avaliar se existe alguma causa e indicar o tratamento que seja mais adequado para solucionar o problema.

Como é feito o tratamento de candidíase genital?

Primeiramente, saiba que a candidíase genital pode afetar homens e mulheres, e o tratamento para ambos é feito com pomadas antifúngicas.

Pomada para a mulher

As pomadas usadas para candidíase nas mulheres são as que tem como base o miconazol e o terconazol. No entanto, podem também ser utilizadas pomadas com antifúngicos semelhantes aos dessas substâncias.

Primeiramente, a área íntima precisa ser bem higienizada e as mãos precisam ser lavadas com água e sabonete neutro. Depois, basta aplicar a pomada dentro da vagina. Aliás, algumas pomadas já vem com um aplicador. É só cortar a ponta, inserir na vagina, apertar e tirar a mão com o aplicador. Caso não venha com aplicador, é necessário introduzir a pomada com um aplicador próprio que deve ser comprado na farmácia.

A aplicação pode ser feita com a mulher deitada com as pernas dobradas, sentada ou até mesmo em pé, com as pernas bem abertas. A pomada deve ser aplicada o mais fundo possível no canal vaginal.

Ademais, também, existem pomadas para aplicar na vulva e na região externa. O médico é que poderá indicar qual é a melhor pomada dependendo de cada caso.

Pomada para o homem

No caso dos homens,entretanto, o mais comum é a prescrição de cetoconazol ou de clotrimazol. Essas pomadas são aplicadas no corpo e cabeça do pênis, dando maior atenção para as áreas que estejam mais afetadas. Sempre higienizando, igualmente, as mãos e o pênis antes da aplicação.

No caso de homens que possuem uma parceira ou parceiro fixo e não usam camisinha, o médico, geralmente, indica o uso do cetoconazol como um lubrificante. Dessa forma, toda vez que for fazer sexo, basta passar um pouco da pomada no pênis para facilitar a penetração, sem causar lesões.

Eventualmente, o tratamento com pomada em homens e em mulheres, é feito junto com o medicamento via oral. O mais utilizado deles é o fluconazol.

Receita médica

Aliás, algumas pomadas não necessitam de receita médica para serem compradas. Basta solicitar na farmácia.

Atente-se aos alimentos que ajudam na proliferação do fungo da candidíase:

  • Álcool;
  • Tomates;
  • Pães e Carboidratos;
  • Uva-passa;
  • Leite;
  • queijos;
  • Açúcar.

É muito importante estar ciente e evitar o consumo desses alimentos caso esteja com essa infecção. Dessa forma você evita que ela se espalhe ainda mais e ajuda em seu controle.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

 

🥇 Celulite – Sintomas, Causas e Tratamento [TUDO AQUI] 🤔

Você se olha no espelho e quando vê aquela celulite da vontade de chorar? Parece que não importa o que você faça: ela sempre está lá te encarando e não tem nada no mundo que tire ela do lugar?

Hoje o nosso assunto é CELULITE e eu vou te falar de como acabei com as minhas de uma forma rápida e simples! Você vai se apaixonar pelos resultados.

A celulite tem como marca os malditos furinhos que surgem em muitas partes do corpo. Ela afeta mulheres de diferentes faixas idades, indiferente ao peso, cor e até status social: é um problema de todos.

A celulite é uma coisinha chata viu? Existem que estudos mostraram que pelo menos oito entre dez mulheres sofrem com a doença em algum grau.

Esse é o seu caso? Você tem sentido vergonha do seu corpo por conta da celulite? Você não sabe como acabar com o problema? Então esse texto é para você.

Hoje nós te entregamos um artigo que vai mudar a sua autoestima para muito melhor! Fica comigo até o final que você não vai se arrepender!

O que é a celulite?

Celulite é o nome popular da lipodistrofia ginoide. Essa doença nada mais é do que o depósito de gordura sob as camadas da pele.

Ela se caracteriza por ter um aspecto meio ondulado. Muitas dizem  que se assemelha muito com  a casca de laranja. Pode atingir várias partes do corpo.

Quais fatores facilitam o surgimento de celulite?

Primeiramente é importante dizer que a celulite pode vir a afetar mais as mulheres do que os homens, e um dos fatores de risco para criação de celulite são justamente os hormônios femininos.

Entretanto, existem outras situações que podem ser consideradas como de risco que favorecem o surgimento da celulite.

Alguns exemplos destes fatores são: genética pois filhas de mulheres que tem celulite tem um risco maior desenvolver a doença.

Outro fator é ter constantemente uma má alimentação (alguns alimentos calóricos influenciam no grau da doença), estresse, ansiedade e ainda, sedentarismo.

A questão genética entretanto é uma das mais determinantes. Algumas mulheres que até possuem um estilo de vida saudável, tem uma boa alimentação e fazem exercícios regularmente chegam a sofrer de celulite.

Tudo por conta da tal da genética. Viu só? Fica de olho na mãe!

Quais são os tipos de celulite?

Antes de você aprender como eliminar a celulite, é crucial saber qual tipo de celulite você está enfrentando. Afinal, cada tipo de celulite tem um impacto diferente no corpo, e portanto precisam de formas diferentes de abordar.

Para que você possa entender melhor: uma pessoa que sofre de celulite de grau 1 tem um problema quase invisível aos olhos.

A pele desta mulher não tem muitas ondulações visíveis.  Entretanto, a celulite só aparece quando a pele é comprimida.

Contudo, quando a celulite já está no grau dois, é possível ver as ondulações e também as diferentes formas da pele, não sendo necessário apertar a pele.

Agora, para aquelas mulheres que tem celulite no grau três, sofrem bastante pois elas ficam muito evidentes na pele. E infelizmente, nos casos de celulite tipo 3 elas já chegam a doer.

Entretanto, se o seu caso é celulite de grau quatro causa você pode observar diversos nódulos e inchaços na sua pele. Isso além muito visível a celulite fica bem dura, chegando a comprometer a circulação desta região.

Aqui, a pele já tem um aspecto muito mais acolchoado.

Veja Também: Problemas com Celulite? BellaCare resolve!

Afinal, como Acabar com a Celulite?

Então chega de falar de dor e bora falar de cura! Se você deseja eliminar a  celulite irá precisar adotar diversas novas ações para atingir este objetivo.

Basicamente será necessário rever todos os seus hábitos diários, visando que você consiga melhorar a sua qualidade de vida geral, antes mesmo de ver os resultados na pele. Vamos entender quais hábitos podem ser melhores?

Reveja a sua Alimentação

Se você está lutando contra a celulite, já deve ser que a sua alimentação é um dos fatores que precisam de mais cuidado. Não apenas diminuir a comida gordurosa, mas é preciso acrescentar cores nos seus pratos.

Entretanto, nada de colorir o prato com folhas e verduras sem diminuir o sal! Pois além de aumentar a retenção de líquidos, o sal promove a circulação de toxinas no corpo.

Essa quantidade de toxinas rolando para lá e para cá pioram a saúde de uma pessoa e fazendo com que ela experimente um aumento considerável na celulite.

Incluir alguns alimentos em seu cardápio pode ajudar a dar adeus à celulite.Veja alguns aliados na hora da alimentação e saiba como acabar com esse problema.

Beba muito mais água

Uma pessoa hidratada é uma pessoa saudável! Ter uma hidratação perfeita ajuda não só a diminuir o aspecto da celulite, como também a melhorar a saúde da pele.

Portanto beba muita água e consuma alimentos como melão, uva, tomate, vegetais de folhas e pepino que também são basicamente compostos por água. Delicia de dica não é?

E para te deixar ainda mais empolgado com a dica da água, preciso dizer que estes alimentos são ricos em nutrientes importantes para o bom funcionamento do corpo! E a melhor parte: zero calorias.

Decore uma palavrinha difícil: ácidos graxos

Essa palavrinha é uma das que mais vão te ajudar a eliminar gordura e celulite. Alguns alimentos com alto teor de ácidos graxos, como os ômega 3 e 6.

Eles são capazes de melhorar a aparência da celulite por conta do seu poder de ação sobre os vasos sanguíneos e a circulação.

Portanto para incluir esses alimentos em sua dieta, você pode comer salmão, sardinha, óleo de canola, azeites, nozes, óleos de açafrão e girassol e soja.

Nada de gorduras saturadas: as insaturadas estão na moda

As gorduras insaturadas são outro tipo de alimento que ajuda a melhorar o aspecto da pele, ao minimizar o aspecto da celulite.

Para isso, consuma diariamente alimentos como castanhas e sementes, abacate, óleos vegetais (canola), azeitonas ou peixes.

Lembre de comer Proteínas Magras

Você vai ver que se sentirá satisfeita mais rapidamente. E a boa nova é que as proteínas magras têm muito menos calorias. O que conduz uma quebra na construção de células de gordura nas regiões já propensas ao surgimento da celulite.

Além disso, ter uma dieta rica em proteínas faz com que uma pessoa tenha mais facilidade para ganhar massa muscular, promovendo uma aparência mais tonificada nas regiões antes cheias de celulite..

Quem quiser adotar essa dieta pode consumir alimentos como peixes, frutos do mar, castanhas, carnes magras e frango sem a pele.

Sempre prefira alimentos Integrais

Incluir alimentos integrais em sua dieta faz muito bem à celulite e para sua saúde como um todo. Esses alimentos são ricos em vitaminas, minerais e fibras dietéticas.

Essas fibras são uma ótima pedida para quem quer controlar o surgimento da celulite, porque ajuda a controlar o peso e aumenta a saúde da pele, graças às gorduras saudáveis encontradas nas sementes.

Para aproveitar todo o potencial desse tipo de alimentação, consuma pães integrais, cereais, arroz e massas integrais.

Não tenha medo de comer frutas

Presentes em praticamente todas as dietas, as frutas ajudam a fornecer uma boa quantidade de vitaminas e fibras. Elas também possuem um alto teor de líquidos e baixas calorias.

Dentre as frutas que ajudam a acabar com a celulite estão a banana e a papaia, que são ricas em potássio, prevenindo a doença.

Entretanto, o potássio diminui a retenção de líquidos e aumenta a drenagem linfática, melhorando o aspecto do problema.

Além destas duas, consumir frutas vermelhas, como framboesa e morango. Elas  ajudam a melhorar o aspecto da celulite, graças a seu efeito antioxidante.

Viu só? Tudo o que você precisava saber em um único lugar!

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Mastopexia: O que é? Quem pode e quem não pode fazer? Saiba tudo AQUI! 🤔

Os seios são considerados uma das partes mais adoradas do corpo feminino, não somente pelas mulheres, mas também pelos homens. No entanto, com o passar do tempo a gravidade vai entrando em ação, e é aí que ps seios começam a cair.

Seios caídos estão entre os principais inimigos da autoestima de uma mulher. Afinal, ela deixa de se sentir atraente e desejada, incapaz de seduzir o parceiro e de proporcionar prazer.

Buscando recuperar sua autoestima e o apreço pelo seu próprio corpo, muitas mulheres recorrem aos cirurgiões plásticos. Geralmente, para que possam resolver esse problema, os profissionais recomendam a  mastopexia.

Se você não conhece esse procedimento ou então deseja saber mais, está no lugar certo! Fiz uma longa pesquisa e reuni as principais informações para você ficar por dentro de tudo! É só ler esse artigo até o final para ficar sabendo como essa cirurgia é capaz de mudar sua vida. Vem comigo!

O que é a mastopexia?

Apesar do nome complexo, o procedimento também é conhecido como lifting de mama ou então mamoplastia. A Mastopexia é um procedimento cirúrgico que foi criado com a intenção de reverter o quadro de seios caídos, que é chamado pelos médicos de ptose mamária.

Esse procedimento é feito de modo a reposicionar a auréola do seio e a pele flácida. Isso faz com que os seios voltem ao lugar original, sem a aparência de caídos. Dessa forma, o corpo fica simétrico e muito mais atraente.

Para quem é indicada a mastopexia?

Esse procedimento cirúrgico é indicado para as mulheres que notaram o caimento dos seus seios, seja devido à idade, à amamentação, ou até mesmo devido à perda de peso repentina.

Como a mastopexia é feita?

A mastopexia é realizada com anestesia local ou então sedação. No caso da sedação, ela pode ser geral ou peridural.

Aliás, a cirurgia pode ser feita, inclusive, juntamente com o implante de próteses de silicone. Isso acaba sendo necessário quando a mama tem espaços vazios. Nesse caso, esses espaços precisam ser preenchidos para que a mama possa ter firmeza e sustentação.

Porém, nos casos em que não é necessário o implante de silicone, a mastopexia é feita retirando o excesso de pele e reposicionando o tecido mamário. Esse processo garante ao seio um um novo e mais bonito contorno.

Aliás, em algumas situações, o cirurgião também pode retirar gorduras ou glândulas, para que os seios ganhem um novo formato.

No caso da mastopexia, as incisões cirúrgicas são feitas na área dos mamilos e estendem-se até a linha vertical, saindo da auréola e indo aproximadamente até a base dos seios.

Em alguns casos, essa incisão pode ser feita no formato de T invertido.

Qual a duração do procedimento?

De modo geral, a cirurgia de mastopexia tem o tempo de duração que vai de  uma hora e meia a quatro horas. Vale frisar que a paciente pode ter alta no mesmo dia , ou então, dependendo do caso, receber alta em até 24 horas.

Como é feito o preparo para a cirurgia?

Antes de realizar esse procedimento cirúrgico, é preciso fazer exames completos de sangue, como hemograma e também uma avaliação da coagulação do sangue.

Além disso, também é preciso fazer uma avaliação da mama por meio de exames de ultrassom e mamografia. Dessa forma é possível verificar se existem quaisquer lesões ou alterações nos seios, como cistos ou até mesmo nódulos.

Também é preciso que seja feito um jejum de 8 horas antes da cirurgia.

Quais os cuidados a se tomar depois da cirurgia?

A mulher que passa por uma mastopexia precisa tomar alguns cuidados depois de realizar o procedimento. O principal deles é com o movimento dos braços.

Nos primeiros dias após a operação, esse movimento precisa ser limitado, pois quando os braços se movem, você também move a musculatura das mamas.

Por esse motivo, a paciente não deve erguer seus braços acima do nível dos ombros pelo período de duas semanas.

Fumantes devem evitar o cigarro no estágio pós-operatório, ficando no mínimo um mês sem fumar. Além de dificultar muito a microcirculação do sangue no local em que foi feita a cirurgia, o cigarro também favorece o aparecimento de queloides, pois atrapalha a cicatrização.

Após a cirurgia, pode se fazer necessário o uso de anti-inflamatórios, antibióticos e analgésicos, para que possam diminuir a dor no local. Em certos casos, é recomendado que se use pomadas à base de silicone, pois elas irão melhorar a cicatrização.

Depois da cirurgia de mastopexia, é fundamental fazer repouso por 15 dias. A pessoa poderá retornar ao trabalho depois desse período, caso não haja nenhuma complicação. Entretanto, é necessário esperar 21 dias para voltar a dirigir.

Alguns exercícios mais leves, como caminhada, podem ser feitos um mês após a cirurgia, com o uso de roupas indicadas para essa atividade, além de um sutiã especial. Já os exercícios mais intensos, como a musculação, devem ser feitos apenas depois de dois meses.

Quanto às relações sexuais, devem ser evitadas pelo menos nas duas primeiras semanas que se seguem à operação.

As mulheres que realizam a mastopexia precisam utilizar sutiãs cirúrgicos por 30 dias, para que possa diminuir o inchaço, sustentar e remodelar a mama. Esses sutiãs devem ser retirados apenas para o banho.

Passado esse período, os sutiãs cirúrgicos podem ser substituídos pelos modelos normais, exceto os modelos meia taça, que apresentam arame de sustentação. Esse modelo específico só pode ser usado depois de três meses da cirurgia.

Depois da operação, o médico aplica um curativo impermeável na região, que deve ser substituído no próprio consultório. Depois de fazer essa troca, é feito um curativo bastante simples, com gaze. Esse curativo pode, inclusive, ser feito em casa. Vale lembrar que só deve ser feito depois que o local for muito bem higienizado, com o uso de água e sabão neutro.

Uma vez que os mamilos podem ficar doloridos e mais sensíveis depois do procedimento, recomenda-se o uso de gaze também nessa região, para evitar a fricção direta com o tecido das roupas.

Também é bastante importante tomar cuidado na hora de dormir. A melhor posição é deitar-se de barriga para cima. A pessoa não deve dormir de bruços ou de lado. Além disso, deve sempre usar um ou dois travesseiros para elevar o tórax.

Só se pode voltar a dormir de lado ou de bruços passado o período de seis semanas e três meses da operação.

Quem não pode fazer a mastopexia?

A mastopexia não é indicada para mulheres jovens, pois isso pode atrapalhar muito a amamentação.

Ao realizar esse procedimento, pode ocorrer a remoção dos dutos da mama, ou seja, os canais responsáveis por conduzir o leite. Ainda que haja 50% de chance desses canais voltem a se formar, os resultados obtidos com a operação podem ser perdidos depois da amamentação. Nesse caso os seios podem voltar a cair.

Portanto, se a paciente deseja engravidar, a mastopexia definitivamente não é o melhor procedimento a ser realizado. O ideal mesmo é que seja realizado algum outro procedimento, preferencialmente depois que o bebê nasceu e o período de amamentação já foi finalizado. Assim, o estado das mamas poderá ser acompanhado da melhor forma.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Dicas para perder peso e medidas: Volte a usar as roupas que te deixam linda! 🤔

Olá meninas! Hoje eu trouxe umas dicas super simples e incríveis que vão te ajudar a perder peso bem rápido! Se interessou? Então é só ler até o final e você vai saber tudo! Vem comigo!

Se você já está fazendo uma dieta para reduzir medidas, não tem problema. Com certeza umas dicas só vão melhor ainda mais, não é? Vou te dar várias dicas nesse artigo para te deixar com aquele corpão que você sempre sonhou.

Coma de frente para um espelho

Após uma extensa pesquisa, foi descoberto que as pessoas que comem em frente a um espelho reduzem a quantidade de alimentos em quase um terço! Portanto, se você  quer perder peso rapidamente, pode começar fazendo as suas refeições em frente a um espelho. Pode ser até no seu quarto, caso tenha um espelho de corpo inteiro. O importante é assistir a si mesma enquanto come.

Dilua os sucos

Essa dica também é super fácil. As frutas são ricas em açúcares que, apesar de naturais, são cheios de calorias. AO invés de tomar um copo cheio de suco natural, você pode usar apenas 1/3 de suco e completar com água. Dessa forma você chega a eliminar cerca de 85 calorias por copo!

Coloque pouca comida no prato

Esse truque, sem dúvida, é o mais antigo de todos, mas nem por isso deixa de funcionar! Pegue pequenas porções e coma lentamente. Muitas pessoas foram ensinadas desde a infância que tem que deixar o prato limpo.

Esses hábitos não são fáceis de mudar, no entanto, se você pegar pouca quantidade de comida, não problema nenhum em limpar o prato!

Assista a filmes de terror

Quando uma pessoa sente medo, sua fome é eliminada, ou, no mínimo, diminui consideravelmente. Em contrapartida, quando a pessoa está feliz ou então com raiva, a fome aumenta consideravelmente. Nesse caso, assistir a filmes de terror vai ser de grande ajuda!

Você começa a comer pelo olfato!

Quando você faz um bolo em casa, aquele cheirinho é uma tentação, não é? Mas é preciso ter controle. Primeiramente, cheire profundamente o bolo recém assado. Concentre-se no aroma e então coloque um pedaço do bolo na ponta da sua língua. Respire fundo e sinta o sabor por um bom tempo. Aproveite cada mordida, sentindo os ingredientes. Provavelmente você vai comer bem menos.

A explicação disso é científica: Quando você come rapidamente, não dá tempo suficiente para que o estômago possa sinalizar ao cérebro que já está cheio. Dessa forma você come mais do que deveria. Ao comer lentamente, você dá ao seu estômago a oportunidade de sinalizar na mesma hora em que estiver cheio, evitando assim de se empanturrar.

Mascar chiclete ao longo do dia também aumenta sua saciedade em cerca de 20%.

Pague pelos doces que você ganha

Esse truque é pouco conhecido aqui no Brasil, mas é super eficaz. Procure colocar em um cofrinho cerca de 20 centavos por cada doce que você ganhar de uma pessoa, seja o que for.

Você pode doar esse dinheiro para uma pessoa carente. Isso vai fazer com que você, aos poucos, pare de aceitar esse tipo de presente em forma de comida. Dessa forma, as pessoas também vão parar de te oferecer doces e guloseimas. Ao conferir o seu cofrinho, você vai finalmente reparar na quantidade de comida que ganha sem pedir.

Coma em casa sempre que possível

Essa dica é para quem deseja perder peso rapidamente. Acredite, não falha! As refeições e jantares em restaurantes ou lanchonetes estão cheios de conservantes e ingredientes que você nem tem ideia. Além disso, você nunca tem como garantir a procedência dos alimentos que são servidos a você. Geralmente se usa muita gordura hidrogenada; farinhas para engrossar os molhos; migalhas de pão, entre outras coisas.

Além disso, os restaurantes são cheios de tentações que você pode evitar facilmente comendo em casa, como sobremesas, cafés, refrigerantes. Pensa na quantidade de açúcar que vai em tudo isso! Isso tudo soma de 300 a 500 calorias a mais do que você consumiria em casa.

Comendo 5 dias por semana em restaurantes e lanchonetes você certamente desenvolverá obesidade e até mesmo outros problemas relacionados.

Não use manteiga nem margarina

Use somente azeite e, se possível, azeite extravirgem. Uma torrada com azeite e uma pitadinha de sal fica deliciosa no café da manhã! Além de ser super saudável, também fornece nutrientes de qualidade e acaba com a sua fome.

Beba muita água!

Quanto mais água você toma, mais rápido seu metabolismo vai trabalhar e queimar as gorduras. Sem falar na hidratação da pele que é estritamente ligada ao consumo de água.

Além disso, a água diminui a fome e faz seu corpo queimar energia ao digerir esse liquido. Essa é a melhor e mais efetiva dica para perder peso dentre todas! Aumente seu consumo de água e, além de perder peso, sua saúde vai aumentar como um todo!

Mastigue bem durante as refeições

Para. Respira. Sei bem que a rotina é cansativa e todo mundo usa a desculpa da correria para tudo. Isso virou quase uma moda na atualidade. É preciso parar e respirar. A refeição é um momento muito importante para ser feito na correria! Quando você mastiga bastante, você favorece uma boa digestão e o melhor aproveitamento dos nutrientes. Além disso, você engana o seu estômago e acaba comendo quantidades menores.

Encha seu estômago antes de comer

Se vinte minutos antes da refeição você consumir algo como um copo de leite ou então um pedaço de fruta, você estará informando o seu cérebro que você já comeu. Dessa forma, você já chega na mesa quase sem fome; ou pelo menos sem aquela fome desesperadora.

O processo de sentir fome dura cerca de 20 minutos. Depois disso, sua mente já recebeu a informação que você acabou de comer. Essa dica é usada muito pouco, mas é uma das melhores na perda de peso!

Tome nota do que você come ao longo do dia

Esse simples gesto pode fazer você controlar melhor o que come e em que horário você come. Você não precisa seguir os horários de refeição à risca, mas também não pode pular nenhuma.

Você vai se surpreender ao ler tudo o que você comeu no final da semana. Essa dica é ótima para controlar mais os impulsos alimentares. Muitas vezes comemos mesmo sem fome, quase como um gesto automático.

Perca seu controle remoto

Sim. Isso mesmo. Se você deseja perder 200 calorias a mais no dia, é só esconder o controle da TV e dos outros aparelhos. Procure fazer tudo à mão: coloque um filme, ligue a televisão, mude de canal, abra a porta da garagem, abra uma lata de comida.

Além disso, evite usar as escadas rolantes em shoppings centers ou no metrô. Aos poucos você vai notar que grande parte das invenções para facilitar nosso dia-a-dia acabam deixando as pessoas gordas e sedentárias, o que é extremamente prejudicial à saúde.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 DHT: Saiba aqui o que é e qual a importância desse hormônio! 🤔

O DHT é um hormônio androgênico que tem funções na diferenciação sexual de pessoas e também atua diretamente na calvície. Ele é gerado em grande parte na próstata e nos testículos, embora também seja produzido em outros tecidos do corpo humano.

O que é DHT?

É um androgênico ou metabólito da testosterona. Ele é o responsável pelas mudanças no organismo, atuando no desenvolvimento dos órgãos sexuais masculinos. DHT é a abreviação de di-hidrotestosterona, que desempenha um papel super importante na prevenção da calvície masculina e feminina.

Quais as funções do DHT?

O DHT é sintetizado em quantidades grandes na próstata, nos testículos, nos folículos pilosos e também nas glândulas suprarrenais. Ele tem uma relação direta com a enzima 5-α-redutase, visto que ele estimula a produção de hormônios androgênicos e estrogênios.

Ele pode ser regulado por meio de inibidores naturais de 5 alfa redutase, que atuam bloqueando parte de sua ação e dos seus efeitos no corpo. Portanto, pode-se dizer que as funções da di-hidrotestosterona são:

  • Manutenção dos cabelos;
  • Crescimento de pelos no corpo;
  • Crescimento da massa muscular;
  • Produção de voz grave masculina.

Algumas pessoas, quando apresentam um distúrbio nos seus níveis, ou seja, quando têm um alto nível de di-hidrotestosterona, percebem que os pelos crescem mais. Entretanto, ao mesmo tempo, o cabelos acabam sendo fracos e ralos.

Outra característica pela qual o DHT é responsável é ativar o mecanismo que produz uma voz mais grave. Esse é um sinal característico do sexo masculino, assim como um maior volume de massa muscular. O DHT também atua por meio de alguns mecanismos biológicos nesses pontos.

Di-hidrotestosterona Alto

Em grande parte dos casos, cerca de 5% da testosterona produzida é convertida em DHT de forma natural. Quando o corpo não é capaz de inibir a enzima 5-alfa redutase, isso pode aumentar a porcentagem e produzir efeitos colaterais, como a queda de cabelos ou o crescimento da próstata. O resultado disso é a chamada hiperplasia prostática benigna.

Ter altos níveis de di-hidrotestosterona pode ocasionar:

  • Queda de cabelo;
  • Crescimento de pelos faciais e corporais;
  • Aumento da próstata.

DHT e a calvície

Tudo está ligado à ação da 5 alfa-redutase no folículo piloso. No couro cabeludo, a presença dessa enzima converte a testosterona em di-hidrotestosterona. Isso inibe o crescimento do cabelo e, com o tempo, faz com que surja a calvície.

É muito importante manter sob controle a ação desses hormônios, caso contrário, isso irá impedir o nascimento de novos cabelos e resultar na perda total dos fios. Felizmente, já existem diversos remédios e pílulas para a queda capilar que apresentam bons resultados. No entanto, vale lembrar que os efeitos variam de pessoa para pessoa.

Influência do DHT na Próstata

A relação entre a DHT e a hiperplasia benigna da próstata não está completamente provada. Existem diversas indicações que o DHT promove o crescimento da próstata. Entretanto, também é possível que isso se deva a outros hormônios que variam de acordo com a idade.

No entanto, grande parte dos tratamentos para a próstata é feito a partir de inibidores do 5-alfa-redutase, para que possa prevenir o aumento de DHT.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Gel e creme de DHT

O gel de di-hidrotestosterona é conhecido por acelerar o crescimento genital masculino. Ele também é usado como medicamento para homens transexuais e em pacientes que tem micropênis. O uso do gel de 2,5% de di-hidrotestosterona age estimulando o desenvolvimento genital.

Os efeitos do gel DHT consistem em aumentar os níveis de testosterona no corpo. No entanto, isso pode gerar reações adversas, como o surgimento de pelos corporais e alterações na voz.

No entanto, ainda que sejam considerados como efeitos colaterais do gel de di-hidrotestosterona, esses fatores também podem ser considerados como benefícios, dependendo do caso.

A distribuição dos folículos propensos a DHT variam de pessoa para pessoa, no entanto, a maioria dos homens os tem na testa e no topo da cabeça. Os folículos presentes nas laterais e na parte de trás da cabeça geralmente apresentam imunidade ao DHT.

A relação entre o hormônio DHT e a perda de cabelos vem sendo demonstrada gradualmente. Existem diversos estudos clínicos que apontam o DHT como causa de até 95% dos casos de calvície. Além disso, os estudos mostram que essa doença é genética. A produção excessiva de DHT é hereditária.

Reequilíbrio natural do DHT

Existem produtos naturais no mercado que podem evitar esse processo e até mesmo impedir a produção de DHT no couro cabeludo, protegendo, dessa forma, os folículos.

Aparentemente o saw palmetto (Serenoa repens), que é comercializado em casas de produtos naturais ​​e lojas online, apresenta um efeito inibitório natural sobre o hormônio DHT.

Saw palmetto provém de  uma palmeira que cresce na América do Norte, em áreas como a Flórida, a Geórgia e o Delta do Mississippi e cujo composto terapêutico vem das bagas dessa planta.

Seu uso vem desde o tempo dos Maias, que o utilizavam como tônico. Além disso, os Seminoles (indígenas da América do Norte) usavam-no como expectorante e como antisséptico.

O Saw Palmetto impede que a testosterona seja convertida em DHT, oferecendo benefícios de forma segura, natural e sem efeitos colaterais. Ele bloqueia a formação de DHT e também a sua chegada ao núcleo das células. Alguns estudos apintem que a eficácia do Saw Palmetto pode ser comparada à de Propecia (1 mg de finasterida) ou Proscar (5 mg de finasterida).

De modo geral, o Saw Palmetto começa a apresentar resultados após 3 meses de uso contínuo e nas doses indicadas.  A dose indicada para homens é de 300 a 500 mg ao dia. Não é tóxico e seu uso prolongado é totalmente seguro.

Entretanto, seu uso pode produzir alguns efeitos colaterais leves. Casos de dores de estômago, enjôos e dores de cabeça já foram relatados. Outro possível efeito colateral é sua possível interferência na absorção de ferro.

Seja como for, o indicado é sempre consultar um médico antes de iniciar qualquer que seja o tratamento. Somente dessa forma você poderá garantir total segurança à sua saúde. Os prós e contras devem sempre ser analisados cuidadosamente e, havendo qualquer reação adversa, o uso deve ser interrompido e um médico consultado.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 O que é queratose pilar e qual o tratamento 🤔

A queratose pilar, é caracterizada pela produção excessiva de queratina pelo corpo. Isso resulta na obstrução do folículo piloso, local onde nascem os pelos. A queratina, por sua vez, é a responsável pela proteção da pele contra os agentes que prejudicam e causam infecções.

Como surge e qual a causa da queratose pilar?

É comum que, muitas vezes, o problema seja confundido com um quadro simples de espinhas. Como consequência disso, a pessoa acaba não realizando o tratamento que deveria ter feito.

A queratose pilar se manifesta na aparência de pequenas bolinhas de cor branca, marrom ou vermelha. Geralmente são ressecadas e causam um incômodo estético.

A probabilidade de desenvolver a queratose pilar é consideravelmente maior nas pessoas que já possuem algum tipo de doença de pele, como a dermatite atópica ou que tenha origem genética.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Como é feito o diagnóstico e qual o tratamento?

Somente um dermatologista é capaz de identificar e diagnosticar, se uma pessoa apresenta ou não a queratose pilar. Infelizmente, ainda não existe um tratamento específico. Existem apenas certos cuidados que a pessoa deve ter para  poder controlar e também amenizar as pequenas marcas na pele.

Dentre esses cuidados necessários, estão: a esfoliação de pele usando cremes, hidratantes, ou loções que possam remover as camadas da pele. Além disso, também existe a opção do peeling ou então o laser. Não existe cura para a queratose, no entanto, não é um problema grave. O máximo que ela causa é uma leve coceira e o espessamento daquela região da pele. O desconforto é, muitas vezes, mais estético do que físico.

Os cremes que são utilizados para o tratamento tem ação hidratante, além de diminuir e diminuir a visibilidade das bolinhas na pele. Além disso, o hidratante resolve também o problema do ressecamento.

Geralmente, os dermatologistas recomendam cremes que possuem por volta de de 30% de ureia e 0,05% de tretinoína em sua composição. De modo geral, esse creme é aplicado nos locais afetados durante o dia e antes de dormir. Depois de uma semana de uso, os primeiros resultados já podem ser vistos.

Além disso, o uso de cremes que apresentem ácido lático em sua composição também são uma boa opção para esse problema. Afinal, essa substância ajuda na quebra da queratina que está obstruindo o folículo piloso.

Vale lembrar que o ácido acetilsalicílico também é ótimo para acalmar a irritação, a coceira e a vermelhidão da pele.

Basta pegar alguns comprimidos de ácido acetilsalicílico, esmagar alguns acrescentando um pouco de água em um recipiente. Em seguida, aplique a mistura pela área afetada e deixe agir. Por fim, basta retirar com água morna ou fria.

Para hidratar a pele ressecada você pode usar óleo de coco. ele também é super eficaz na prevenção da inflamação e do desenvolvimento de bactérias na pele.

Existe, ainda, o vinagre de maçã, que também é um bom aliado contra a queratose pilar. Afinal, além de seu efeito anti-inflamatório, ele limpa profundamente a pele, eliminando os resíduos e o acúmulo de células mortas.

Pegue um algodão embebido em vinagre, passe-o nas áreas afetadas e deixe agir por alguns minutos. Depois é só remover com água morna ou fria.

Existem ainda certos dermatologistas que recomendam aos pacientes o consumo de cápsulas de óleo de fígado de bacalhau, ou então de vitamina D. Nos dias quentes, nosso corpo perde bastante água. Isso acaba causando o ressecamento e a desidratação da nossa pele.

Beba mais de dois litros de água por dia, além de sucos naturais, vitaminas e água de coco. Isso certamente ajudará o corpo a se manter hidratado tanto por dentro quanto por fora.

Sintomas comuns da queratose pilar

Primeiramente, vale frisar que os sintomas da queratose pilar não são graves, nem oferecem risco à saúde. São eles:

  • Pele ressecada, que quando se coça fica esbranquiçada e espessa;
  • Bolinhas brancas, marrons ou vermelhas por toda a pele;
  • Coceira moderada ou intensa, dependendo do clima. Em dias mais frios, a pele fica bem ressecada e a tendência é coçar mais;
  • Surge geralmente nas coxas, nos braços e no bumbum;
  • Em alguns casos raros, a queratose pilar pode afetar o rosto, onde a pele é mais sensível. Nesses casos, é importante ter mais cuidado.

Em média 40% das pessoas no mundo tem essa doença em algum nível. Além disso, ela é mais comuns nas mulheres. A queratina na pele, quando produzida em quantidades normais, também previne a desidratação da superfície.

Vale lembrar que essa doença não é infecciosa, nem contagiosa. As primeiras bolinhas na pele podem aparecer ainda durante a infância, e em certos casos, na adolescência. Existe ainda o fator hereditário: de os pais tem a doença, é possível que seus filhos também desenvolvam-na.

Pessoas que tem asma e rinite tem uma tendência maior a desenvolver a queratose pilar.

Além disso, os especialistas afirmam também que uma alimentação pobre em vitamina A agrava o problema. A vitamina A é encontrada nos seguintes alimentos:

  • Bife de fígado;
  • Leite de vaca;
  • Óleo de peixe;
  • Manteiga;
  • Queijo;
  • Ovo cozido;
  • Cenoura crua;
  • Batata-doce;
  • Manga;
  • Espinafre cozido;
  • Mamão formosa;
  • Vegetais no geral (pois apresentam beta-caroteno, que é convertido em vitamina A no intestino).

Além disso, a manteiga de gado de pasto, os peixes de água fria, como o atum, o salmão e cavala, bem como o tomate, ajudam a prevenir a queratose pilar.

A doença pode ser facilmente confundida com foliculite, acne ou então um simples ressecamento de pele.  Portanto, apenas uma investigação baseada em exames físicos e de sangue poderão determinar se o aparecimento das bolinhas refere-se a queratose pilar ou se é algum outro quadro.

A falta de vitamina A, D e K, também podem deixar o organismo sem energia e nutrientes suficientes. Isso irá  favorecer o aparecimento dessa doença. Entretanto, não é recomendado que a pessoa se automedique, ou que pare com o tratamento prescrito pelo médico.

Além de arriscado para a saúde, isso poderá piorar o quadro de queratose pilar. Agravando, assim, as irritações e correndo o risco de que os rins, o estômago e o fígado se sobrecarreguem de medicamentos sem necessidade (como no caso da automedicação).

É importante também evitar coçar essas lesões. Ao invés disso, a pessoa pode aplicar álcool em gel ou então cremes refrescantes à base de arnica ou aloe vera. Tome cuidado ao se depilar com lâmina, pois isso pode lesionar ainda mais a pele.  Utilize mais espuma ou creme, evitando assim que o aparelho agrida as bolinhas originadas pela queratose pilar na pele.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 O que é Queloide? Sintomas, Causas e Tratamento 🤔

Você tem uma mancha que surgiu por conta da cicatrização de um corte? Uma mancha vermelha, às vezes meio amarronzada que aparenta estar cheia de sangue? Você tem uma queloide.

Ela é uma cicatriz mais visível, que aparece depois dos cortes indiferente ao tamanho e, muitas vezes, faz com que as pessoas sofram constrangimento por conta da sua aparência grotesca.

Essa é a rotina das pessoas que tem queloide. Por mais que seja um problema simples, acaba interferindo com a autoestima das pessoas.

Contudo, você sabia que é possível curar queloide?Está afim de se livrar destas marcas tão indesejadas?

Então fique com a gente! Em apenas 5 minutos você vai saber exatamente o que fazer para acabar com a queloide e com o constrangimento que ela causa.

Afinal, o que é o queloide?

O queloide é caracterizado por um crescimento excessivo do tecido responsável por cicatrizar as feridas. Em geral, as cicatrizes em pessoas que sofrem com esse problema são maiores do que a ferida original, e levam até semanas ou mesmo meses para que se desenvolva por completo.

No queloide, podemos observar as seguintes características: espessura grande, endurecimento da cicatriz, cor avermelhada, além de coceira e dor.

Quem sofre de queloide tem mais chances que o problema apareça em áreas como ombros, costas e mamas, áreas com maior espessura. No entanto, ele pode aparecer também nas orelhas, depois da colocação de brincos ou piercings.

O que pode causar o queloide?

Primeiramente é importante dizer que qualquer tipo de ferimento pode gerar o surgimento de uma queloide.

Portanto, ela pode vir a aparecer por conta de processos como cicatriz de acne, queimaduras, cicatriz de varicela, piercings no corpo, arranhões e machucados, locais onde foram feitas incisões de cirurgias ou, ainda, locais onde as vacinas foram dadas.

Entretanto, uma grande parte dos especialistas acredita que o surgimento do queloide esteja ligado a questões genéticas. Portanto, quem tem casos de queloide na família pode estar sujeito a ter também com mais facilidade.

Quais pessoas tem mais chances de desenvolver queloide?

Via de regra este problema pode aparecer em qualquer pessoa. Contudo, existem alguns grupos que são considerados de risco e que estão mais próximos de sofrer com este problema.

Alguns grupos são: pessoas negras, pessoas entre 10 e 20, asiáticos e hispânicos tem mais chances de virem a  desenvolver queloide.

Veja Também: Herpes Genital – Prevenção, Sintomas e Tratamento

Quais são os sintomas do queloide?

Quem tem queloide pode vir a apresentar os seguintes sintomas:

  • Partes do corpo com mais rosada ou vermelha;
  • Áreas grumosas da pele;
  • Uma parte da pele onde está a cicatriz, que continua a crescer.

As lesões que ficam sobre o local do ferimento geralmente tornam-se protuberâncias salientes, duras e com superfície lisa e avermelhada, ou até escuras ou rosadas.

As queloides costumam aparecer mais na região dos ombros, tórax, orelhas e face. Você eventualmente pode sentir coceira na área próxima e sobre o queloide.

Queloide tem cura?

Primeiramente, antes de te responder isso é importante dizer que a cura vai depender do nível que o excesso de cicatriz se está.

Entretanto, existem várias formas de melhorar seu aspecto, reduzindo o impacto visual causado por elas.

Os queloides, via de regra são benignos e não precisam de muita preocupação. Contudo, caso o crescimento da cicatriz continue desordenadamente é importante ver um médico sim!

Como posso remover um queloide?

Lembra que estamos falando de um problema de cicatrização, talvez fazer uma cirurgia não seja a melhor opção! Em muitos casos, o ideal é o uso de medicamentos tópicos, como pomadas. Conheça algumas delas.

Pomadas para queloide

Cicatricure

Pomada criada para melhorar o aspecto da pele por conta de cicatrizes. Essa pomada permite a reparação da textura, diminuição e melhora da cor da cicatriz.

Skimatix

Essa pomada tem aspecto de gel e coloração transparente. Mantém a umidade da pele em equilíbrio, promove a manutenção da superfície que será cicatrizada.

Age aliviando as coceiras e desconforto causados pelo queloide, melhorando gradativamente a cor da pele na área lesionada.

Kelo-cote

Essa pomada pode ser usada como medicamento preventivo, dificultando a formação do queloide depois de cirurgias, traumas ou queimaduras. Ela deve ser aplicada na pele quando o ferimento já estiver fechado.

Contractubex

Originalmente pensada para diminuir o aspecto de cicatrizes por conta de queimaduras, amputações ou até em casos de intervenções cirúrgicas. Contudo, essa pomada pode vir a ser usada em queloides ou cicatrizes hipertróficas.

Tratamentos estéticos contra o queloide

Peeling

Um dos tratamentos mais conhecidos para o caso. Nesse tratamento, é aplicada uma solução química sobre a pele, que a ajuda se regenerar e combate outras cicatrizes que possam existir.

Injeção de cortisona

Este tratamento é indicado indicado para queloides pequenos ou que ainda estão no início. É feito uma injeção de cortisona que ajuda a diminuir a cicatriz e combate a irritação.

A aplicação é feita diretamente na lesão, com intervalos que variam entre quatro e seis semanas.

Criocirurgia

Um dos tratamentos mais caros. Nesse processo estético, a lesão é congelada com nitrogênio líquido, o que promove a diminuição do tamanho do queloide e o tornar cada vez mais liso e com menor protuberância.

No entanto, esse tratamento pode deixar a pele da região onde for aplicado mais clara do que o restante do corpo.

Laserterapia

Nesta terapia, a pele é exposta a um laser que aquece sua camada superficial, a epiderme, e parte da derme. Durante a aplicação, o laser se move por toda a extensão da cicatriz, removendo as camadas mais afetadas e deixando as camadas mais naturais à mostra.

Essa ação ajuda a clarear o queloide e diminuir o tamanho da protuberância da cicatriz.

Betaterapia

Esse procedimento pode ser feito antes de cirurgias feitas em pessoas que já tenham tendência a desenvolver o queloide. Neste caso, é aplicada radiação no local há a necessidade de desenvolver cortes, reduzindo assim o risco de cicatrizes.

Tratamentos caseiros contra queloides

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sempre tem um tratamento caseiro não é mesmo? Afinal, nossos antepassados também tinha queloides e ninguém sabia o que era Peeling não é mesmo?

Além do uso de pomadas e tratamentos estéticos, existem soluções caseiras que podem contribuir para acabar com os queloides.

Um deles é o pó de sândalo com água rosa.

Para utilizar o produto, basta fazer uma pasta com esses dois ingredientes e aplicar sobre a cicatriz todas as noites, até que a cicatriz comece a diminuir.

Assim como sândalo, o suco de limão.

Para isso, basta misturar um copo de água de rosas, duas porções de suco de limão e uma colher de terra. Mexa bem e aplique essa mistura em toda a cicatriz, fazendo massagens por dez minutos.

Em seguida, basta lavar com aguar fria e repetir o procedimento ao menos três vezes na semana.

Viu só como é fácil se livrar dessas marcas? Logo logo você vai estar por aí super feliz e contando para todo mundo que leu as dicas aqui no Mulher K.

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 O que é Artrose? Como tratar? Saiba tudo AQUI! 🤔

Olá meninas! O assunto de hoje é artrose. Você sabe o que é? Então fica comigo até o final para saber tudo sobre essa doença.

Primeiramente, a artrose é uma doença relativamente comum. Ela atinge cerca de 2 milhões de pessoas por ano aqui no Brasil.

A artrose também é chamada de osteoartrite, e é causada pelo desgaste nas articulações do corpo. Esse quadro causa muita dor e até mesmo dificuldade para andar normalmente. As articulações ligam um osso a outro, e são compostas por cartilagem.

A cartilagem, por sua vez, ajuda o osso a se movimentar junto com os ligamentos, a membrana sinovial e também o líquido presente nele. Ela evita que o osso entre em contato direto com o músculo.

 

Quais as causas da Artrose?

O desgaste dessa cartilagem que está presente nas articulações e nos ligamentos que a envolvem é o verdadeiro causador da artrose. No seu estágio inicial, a doença não apresenta muitos sintomas. No entanto, à medida que o desgaste vai piorando, surgem as dores e o desconforto.

O fator da hereditariedade também conta muito nesse caso. Se alguém apresenta a doença, é bem provável que seus descendentes também desenvolvam-na.

A obesidade, por sua vez, causa um desgaste maior nas articulações de todo o corpo. Como consequência do sobrepeso, as articulações sofrem maior pressão e a cartilagem não consegue aguentar por muito tempo.

Os hormônios também afetam. Mulheres durante a menopausa tendem a desenvolver essa doença. Isso se deve à falta de cálcio, que enfraquece os ossos.

A questão da idade acaba influenciando. O envelhecimento natural pelo qual o corpo passa pode aumentar ainda mais o desgaste já sentido. Isso acaba agravando as dores e ocasiona o inchaço no local.

Além disso, cirurgias nas estruturas articulares,  ou então anormalidades congênitas, gota, artrite, reumatismo e diabetes pioram o quadro de artrose.

A má formação de ossos, articulações ou cartilagens, bem como lesões nessa área vindas da prática de esportes intensos, ou acidentes influenciam diretamente.

Profissões que demandam movimentos repetitivos, intensos e que fazem com que a pessoa fique em pé por muito tempo, como professores, cabeleireiros, pedreiros, atletas, entre outras.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais os sintomas da Artrose?

  • Dor que se agrava quando a pessoa faz movimentos comuns na região das articulações. No estágio inicial da artrose, o corpo não manifesta nenhum inchaço ou vermelhidão na área. Isso acaba atrasando o diagnóstico do desgaste sofrido.
  • Articulações endurecidas: quando a pessoa permanece parada por muito tempo durante o dia. Vale lembrar que é importante um meio termo. Nem a falta, nem o excesso de exercícios.
  • Barulhos: assim que o desgaste vai aumentando, a pessoa passa a ouvir pequenos estalos nas articulações, devido à falta de cartilagem. Aliás, isso geralmente ocorre quando a pessoa se levanta, abaixa ou anda.
  • Fraqueza manifestada nos membros superiores ou então inferiores do corpo, bem como fraturas, traumas, pancadas e outros incidentes.

Existe algum tratamento definitivo?

Infelizmente não.  No entanto, existem alguns tratamentos contínuos que previnem a dor intensa. Um ótimo exemplo são os exercícios feitos com moderação e a fisioterapia.

Injeções de cortisona e soluções lubrificantes, como o ácido hialurônico vem se mostrando eficientes contra as dores e incômodos causados pelo desgaste nas articulações. No entanto, somente um profissional qualificado pode avaliar e prescrever essas medicações.

Aliás, danos nas cartilagens das articulações, causados pelas calcificações ou osteófitos (chamados de bico de papagaio), na coluna, acabam piorando a artrose nesses locais.

O ortopedista é o profissional ideal para diagnosticar a artrose. Aliado a ele, o fisioterapeuta poderá indicar exercícios para melhorar a dor e permitir que o paciente conviva com ela de forma normal.

Ademais, não deixe de mencionar na sua consulta os fatores hereditários de artrose e os problemas de saúde que você tem ou teve. Além do uso de medicamentos controlados (se você fizer) e qualquer outra informação que você julgue importante e que deve ser compartilhada com o médico.

Os exames necessário para o diagnóstico da artrose incluem radiografia com contraste, ressonância magnética, hemogramas completos (exames de sangue), e também exames físicos. Além disso, a retirada do líquido da articulação para análise também pode ser solicitada pelo médico. Dessa forma pode ser determinada a existência ou não de inflamações e infecções.

Se você tiver uma dor leve ou moderada, os analgésicos comuns podem resolver. Entretanto, vale lembrar que eles não removem a inflamação das articulações. É necessário usar anti-inflamatórios sem esteroides, para que se possa reduzir a inflamação e acabar com a dor.

Alguns anti-inflamatórios podem provocar dores no estômago, zumbido nos ouvidos, problemas de coração, no fígado ou nos rins, além de náuseas, constipação e sonolência extrema.

As pessoas que possuem alergia a qualquer composto desses medicamentos, precisam ter o cuidado redobrado em relação às dosagens. Em alguns casos de artrose, as pessoas recorrem a uma cirurgia de realinhamento dos ossos e das articulações.

Nesse caso, são inseridas próteses de articulações de plástico ou de metal. Entretanto, a longo prazo, pode ser necessária a realização de nova cirurgia. Afinal, o desgaste pode continuar acontecendo com o passar dos anos e também da idade.

Pessoas com artrose devem sempre se movimentar com bastante cuidado, além de fazer atividades leves, alongar-se com frequência e controlar o peso. É importante deixar os detalhes mais fáceis e evitar dores. Um bom exemplo é substituir as maçanetas das portas, para evitar a dor de girá-las.

Além disso, é muito importante não carregar objetos pesados, usar facas, escovas de dente e de cabelo elétricas. Procure inserir barras de ferro nas paredes do banheiro, além de tomar cuidado com os tapetes em casa (devido ao risco de queda), e não ficar na mesma posição por muito tempo.

Primeiramente, siga com o tratamento e os medicamentos que o médico recomendou de forma contínua, assim como as consultas e os exames periódicos, para que você possa fazer o acompanhamento da doença.

Quem possui artrose, ou então convive diariamente com algum familiar que a tem, deve ter muita paciência, carinho e a compreensão da limitação ocasionada por ela. Pois assim evita-se conflitos desnecessários e aquela sensação de impotência ou então de que a pessoa é incapaz realizar qualquer atividade.

Aliás, o fator psicológico é muito importante.  Não só para os pacientes com artrose, mas como em qualquer outro caso de enfermidade. Todos nós temos nossas limitações, e tratar mal uma pessoa, ou com indiferença não vai ajudar a resolver o problema.

Faça com que a pessoa esteja cercada das pessoas que ela ama. Praticando atividades leves, mas que sejam prazerosas. Se informe sobre os medicamentos e os tratamentos que possam melhorar a condição de vida da pessoa.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Como identificar e tratar a dor de garganta 🤔

Olá meninas! Com o friozinho chegando, vem também aquele incômodo na garganta, não é? No artigo de hoje vou falar tudo sobre esse mal e como tratá-lo de forma eficaz.

Seja devido a uma gripe, um resfriado ou até mesmo à mudança do clima, a dor de garganta surge e pode se tornar bastante incômoda. Em algumas pessoas, isso ocorre com uma frequência bem maior do que com outras pessoas.

Quais as causas para o surgimento da dor de garganta?

As dores de garganta podem surgir tanto nas crianças quanto nos adultos. As razões para que isso aconteça geralmente se devem a inflamações das amígdalas, da faringe ou então da laringe.

A consequência dessa inflamação é a dificuldade para engolir, febre, dores de cabeça, indisposição, vômitos e até mesmo o inchaço, que é provocado por bactérias ou vírus. No entanto, de modo geral, esse quadro melhora no período de uma semana.

Já nos casos mais graves, quando a febre não abaixa ou então o paciente não consegue nem mesmo tomar água ou se alimentar, é importante procurar a ajuda médica. Existem também algumas outras causas para o surgimento da dor de garganta. São elas:

  • As gripes e resfriados;
  • Quadros de laringite ou faringite;
  • Amigdalite e inflamação da epiglote;
  • Casos mais raros de doenças sexualmente transmissíveis, como a clamídia e a gonorreia, também podem causar dor de garganta.
  • Dores de ouvido e garganta juntas, podem indicar um problema no ouvido médio. Nesse caso um otorrinolaringologista deve ser consultado.
  • Dor de garganta frequente: isso pode significar que o seu sistema imunológico está enfraquecido. Nesse caso é extremamente necessário uma dieta com mais nutrientes, para que você possa fortalecer o sistema de defesa do seu corpo.

Prevenção e tratamento das dores de garganta

Uma forma bastante simples de evitar as dores de garganta é evitar locais fechados com muitas pessoas reunidas e pouca ventilação natural.

É bastante normal que no inverno e com o clima seco a garganta pareça um pouco seca e passe aquela sensação de estar arranhando. Lembre-se de sempre lavar muito bem as mãos e, se possível, desinfetá-las com álcool gel. Seja ao andar de ônibus, depois de usar o banheiro, quando voltar para casa, é fundamental higienizar bem as mãos. Vale lembrar que também é super importante higienizar muito bem os alimentos e objetos com os quais você se alimenta.

Além disso, o consumo de alimentos ricos em vitamina C ajudam a prevenir e combater dores de garganta, resfriados e gripes.

Nos casos de dor de garganta de origem bacteriana (quando você consegue enxergar pontinhos brancos, que são placas de pus), o tratamento é geralmente feito à base de antibióticos e anti-inflamatórios, que devem ser prescritos por um médico.

Remédios caseiros para dor de garganta

Nos casos de dor de garganta de origem viral, não existe nenhum medicamento específico contra ela, visto que não terá efeito algum. No entanto, os gargarejos caseiros com água, sal, vinagre ou bicarbonato de sódio, se mostraram bem eficazes nesses casos.

Aliás, fiz uma lista com alguns tratamentos que você pode fazer em casa para aliviar a dor de garganta. Mas, caso não se resolva em uma semana, procure um médico, ok?

  • Gargarejo com água morna, limão e sal:

Basta fazer gargarejos 4 ou 5 vezes por dia usando água morna, suco de limão e um pouquinho de sal. Isso vai ajudar na desinflamação da sua garganta.

  • Chá de gengibre:

Corte e descasque cerca de 5 gramas de gengibre fresco em formato de cubos e coloque em 500 ml de água fervente. Espere o chá esfriar e beba ao longo do dia. O gengibre é um ótimo remédio natural, que ajuda na desinflamação e desinfecção da sua garganta.

  • Dente de alho:

Basta triturar um dente de alho e mastigá-lo. O alho tem propriedades naturais anti-inflamatórias e curativas.

  • Pastilhas que tenham mentol, hortelã e ação refrescante, irão te ajudar a aliviar a dor de garganta.
  • Tome 2 colheres de mel junto com 5 gotas de própolis. Isso vai aliviar a dor de garganta e desinflamá-la.
  • Junte 6 gramas de casca de romã a 150 ml de água fervente. Espere até que esfrie e beba duas vezes por dia.
  • Comer chocolate amargo alivia a dor. Ele possui flavonoides, que são conhecidos como anti-inflamatórios naturais. O cacau, por  possuir um tipo de gordura boa, lubrifica a garganta e ajuda a diminuir a dor.
  • Chá de orégano e limão

Em um recipiente, acrescente três colheres de sopa de orégano a um pouco de água fervente. Coe o chá, e acrescente o suco de um limão. Espere até que fique morno e beba.

  • Vinagre de maçã com água morna:

Ajuda a desinflamar e amenizar a dor de garganta.

  • Bicarbonato de sódio com água:

Basta aquecer uma xícara de água, meia colher de chá de sal e meia colher de bicarbonato de sódio. Em seguida, faça um gargarejo com a mistura, sem engolir, assim que a água estiver morna.

  • Mastigar alguns cravos na boca

Isso também poderá aliviar a dor na garganta, devido ao eugenol, que é o óleo que está presente no cravo. Ele é antibacteriano e não é prejudicial à saúde, caso engolido.

Seja qual for o tipo da dor de garganta, é recomendado consumir alimentos gelados, como sucos e sorvetes. Isso irá ajudar a aliviar o incômodo e a inflamação do local.

Em alguns casos, é necessário a cirurgia de remoção das amígdalas, par que se possa cortar pela raiz a infecção.

Vale lembrar que a inflamação e infecção dos sisos também pode contaminar a garganta e provocar a inflamação do local.

Aliás, as infecções e inflamações dos dentes devem ser tratadas de forma adequada, para não espalhar as bactérias para outros órgãos no corpo, como o coração, pulmão e cérebro. Essas bactérias podem causar sinusite e, em casos mais graves, podem causar uma infecção generalizada que leva ao óbito.

Para evitar isso, recomenda-se visitas regulares ao dentista. Além disso, esses casos devem sempre ser acompanhados do uso de antibióticos, para tratar e combater as bactérias.

Pode parecer até improvável, mas uma única bactéria ou vírus invisíveis a olho nu, podem causar graves problemas à saúde, caso não sejam diagnosticados e tratados de forma adequada.

Gengivas e dentes sangrando com frequência, surgimento de pus, febre baixa, secreção saindo do nariz, dores de cabeça constantes, diminuição do olfato, mal-estar, além de crescimento desregulado dos dentes também merecem atenção extra.

Caso a infecção ou inflamação não passem, procure um médico. Afinal, podem surgir diversos tipos de doenças no ouvido, nariz e garganta. Essas doenças, por sua vez, podem resultar em infecções e inflamações as quais somente um otorrinolaringologista pode diagnosticar e tratar de forma adequada.

Aliás, se o problema for frequentemente nas amígdalas, considere uma cirurgia de remoção o quanto antes. Principalmente nas crianças, pois a sua capacidade de cicatrização é maior e mais rápida.

Vale lembrar também que é preciso evitar as bebidas quentes, como café, leite e chás. Afinal, elas podem atrapalhar a produção das defesas do corpo.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Diane 35: Conheça Esse Método Contraceptivo 🤔

A gente que é mulher tem que estar atenta a um mundo de informações, não é mesmo? Todos os dias vivemos à base de escolhas que só quem é mulher sabe como são difiíceis de fazer.

Entre todas essas escolhas, temos que pensar sobre qual é o melhor método contraceptivo para nós. De acordo com aquilo que o nosso corpo precisa.

Para tanto, um dos métodos de contracepção mais usados por mulheres que não querem engravidar são os anticoncepcionais. Dentre eles, existe o Diane 35 que foi lançado no Brasil em meados dos anos 90.

Entretanto, até hoje ele é um dos anticoncepcionais mais indicados pelos ginecologistas brasileiros. O motivo é simples: ele pode ser usado por mulheres de todas as idades que precisam exercer controle sobre sua reprodução.

Portanto, o Mulher K separou as perguntas mais frequentes sobre o Diane 35 e destacou as respostas abaixo. Se você tem dúvidas sobre qual anticoncepcional usar, leia este artigo até o final.

Qual o valor do Diane 35?

Via de regra cada caixa tem um valor inferior a R$45,00, mas você deve analisar bem as farmácias de sua região antes de comprar pois poderá haver diferenças entre os as farmácias.

E se pesquisar bem, você encontra redes de farmácias que vendem este anticoncepcional em grandes quantidade e com descontos bastante altos.

As caixas contam com com uma cartela de 21 comprimidos, contudo através das nossas pesquisas encontramos farmácias que vendem até 3 cartelas do Diane por R$37,40  o que representa um desconto de mais da metade do valor original.

Diane 35 possui uma versão genérica?

Tem sim. E a versão genérica pode ser encontrada facilmente em farmácias e até em sites online. As garantias de funcionamento do remédio não mudam por ser uma versão genérica, entretanto o preço sim!

Portanto, se você quer buscar uma versão genérica, basta fazer a sua busca digitando o nome dos princípios ativos: acetato de ciproterona e etinilestradiol. Algumas marcas genéricas são a Artemidis, Diclin, Lydian e Repopil.

Diane 35 se vende sem receita?

Sim, vende sem receita. Mesmo se tratando de um medicamento, ele não é tarjado em níveis muito elevados portanto você pode chegar na farmácia e comprar sem receita: simples assim.

Veja mais:Herpes Genital: Prevenção, Sintomas e Tratamento

Como tenho acessa à bula do Diane 35?

A bula do Diane 35 estará presente na caixa do anticoncepcional, entretanto você também pode ter acesso a ela pesquisando online. Digite em seu navegador “Diane 35 bula” e acabe com todas as suas dúvidas.

Esqueci de tomar anticoncepcional:o que fazer?

Assim como todo medicamento anticoncepcional, se você quer que o Diane 35 faça o efeito desejado é importante ressaltar que você deve seguir à risca a forma de tomar esse anticoncepcional.

Se por acaso vier a esquecer de tomar ele algum dia, observe as seguintes situações:

  • Se você esqueceu de tomar o comprimido no horário habitual e ainda não se passaram 12 horas desde o horário que deveria ter tomado, você não corre risco de engravidar. Portanto, tome o quanto antes e administre a próxima dose no horário correto;
  • Contudo, se o esquecimento passou de 12 horas do horário habitual, o anticoncepcional já não funciona. Portanto se você manteve relações sexuais nesse período é importante buscar outra forma de se prevenir.

Entretanto, as condições do esquecimento dependem das variáveis. Se você esqueceu de tomar na primeira semana do início da medicação, está mais suscetíveis a resultarem em uma gravidez.

Esquecimento esporádico na segunda semana de administração tem menos chances de resultarem em uma gravidez não planejada, pois o anticoncepcional já está agindo em seu organismo.

Se você teve relações sexuais desprotegidas o ideal é tomar o comprimido assim que lembrar e continuar a tomar nos horários habituais dos dias seguintes.

Agora se houve esquecimento na terceira semana, você também não corre risco de engravidar, mas para que não haja dúvidas, interrompa a administração do anticoncepcional e espere 7 dias para que a menstruação se manifeste.

É importante ressaltar que essas hipóteses levam em consideração o esquecimento de 1 dia, se houveram mais situações o efeito do anticoncepcional está comprometido e não é indicado manter relações sexuais desprotegidas nesse período se você quiser evitar uma gravidez.

Onde encontro a fórmula do Diane 35?

Primeiramente é importante dizer que essas informações podem ser consultada na bula que vem dentro da caixa do Diane 35, mas também poderá ser encontrada na versão online da bula.

O Diane 35 é produzido nos laboratórios da Bayer. Cada caixa com 21 comprimidos possui: 2 mg de acetato de ciproterona e 0,035 mg de etinilestradiol.

É o acetato de ciproterona que contribui para o controle do desenvolvimento acelerado dos pelos, queda dos fios e auxilia na suavização de acnes e seborreia

Como devo tomar esse anticoncepcional?

Todas as orientações sobre como administrar o Diane 35 estarão presentes na bula que vem junto com cada caixa.

De maneira geral, o uso indicado é iniciar o consumo no primeiro dia do ciclo menstrual e tomar as 21 pílulas sem interrupção.

Indicamos que não haja escapes e que o anticoncepcional seja ingerido no mesmo horário todos os dias. Seguindo todas as orientações há mais chances de eficácia do Diane 35.

Após o término da cartela o fluxo menstrual da mulher deverá surgir em até 7 dias. O uso do anticoncepcional deverá ser retomado no 8ª dia, mesmo que o período da menstruação ainda não esteja encerrado.

Lembrando que qualquer falha na administração poderá comprometer os resultados esperados.

Terei alteração de peso após começar a tomar o Diane 35?

Mulheres que possuem tendência a ter retenção de líquidos relataram percepção do aumento da massa corporal após iniciar o uso de Diane 35.

Também há relatos de pacientes que sentiram a sensação de perda de peso durante a administração. Geralmente esses sintomas desaparecem após alguns meses.

A quais efeitos colaterais estarei exposta?

Qualquer medicamento que altere e atue diretamente com os hormônios poderá apresentar algum efeito colateral. Contudo, pessoas que tomam Diane 35 relatam:

  • Dores corporais;
  • Náusea;
  • Tontura;
  • Vômito;
  • Alteração do humor;
  • Retenção de líquidos;
  • Aumento de massa corporal;
  • Sinais de depressão;
  • Diminuição da libido;
  • Reações alérgicas;
  • Trombose;
  • Risco de derrame;
  • Pressão alta;
  • Urticária;
  • Alguns tipos de tumores e cânceres;
  • Pedra vesicular;
  • Lúpus;
  • Doença de Cronh;
  • Colite ulcerativa.

Portanto, qualquer que seja a reação adversa que levante qualquer tipo de dúvida deve ser levada prontamente ao conhecimento de seu médico, e você deverá cessar imediatamente a administração do Diane 35.

 

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Suco de couve – Benefícios à saúde! 🤔

Olá meninas! Hoje o artigo é super saudável. A couve é super versátil, cheia de nutrientes e também ajuda quem quer emagrecer. Da mesma forma que os outros vegetais de folhas verdes, a couve fornece grandes quantidades de vitaminas e minerais. Eles são fundamentais para o bom funcionamento do nosso organismo. Além de ser saborosa,  a couve tem poucas calorias, traz saciedade e diversos nutrientes.

As folhas verdes

Grande parte das folhas verdes são perfeitas para fornecer nutrientes com poucas calorias. Elas são uma ótima fonte de cálcio, que é livre de gordura e também é facilmente absorvida.

As folhas verdes são uma excelente fonte de vitamina A, na forma de betacaroteno. Aliás, elas protegem contra o câncer, doenças cardíacas, catarata e outras doenças. Isso se deve às suas propriedades antioxidantes,o que faz com que o sistema imunológico mantenha-se em forma.

Muitas delas são ricas em magnésio e ácido fólico, o que auxilia na saúde dos ossos e do coração. O ácido fólico, por sua vez, oferece benefícios adicionais. Ele ajuda na produção de glóbulos vermelhos, bem como nas atividades do cérebro. Além disso,  reduz os níveis de homocisteína do sangue, mantendo o corpo protegido de fraturas ósseas.

Você sabe o que são os fitonutrientes?

Primeiramente, saiba que os fitonutrientes, também chamados de fitoquímicos, são um grupo de nutrientes que trazem melhoria no sistema imunológico. Além disso, possuem ação anti-inflamatória, antiviral, antibacteriana, e antioxidante, reparando dessa forma o tecido das células.

A couve possui fitonutrientes carotenoides que cuidam da visão, prevenindo a degeneração das células responsáveis pela visão. Isso sem falar que também são antioxidantes, ajudam a repor as vitaminas C e E e também produz mais energia para o corpo.

Quais os benefícios da Couve?

Inegavelmente, a couve traz diversos benefícios à saúde! Separei uma lista com os principais deles:

  • Ela é excelente no combate ao colesterol, visto que possui a maior capacidade de redução dos níveis de colesterol de todos os vegetais geralmente consumidos.
  • A couve é rica em vitamina K. Isso faz com que beneficie os ossos, o sistema nervoso, a coagulação do sangue e também aumente a massa óssea e ajude os pacientes com a doença de Alzheimer.
  • Previne o câncer, pois seus compostos contêm enxofre. Isso impede a proliferação do câncer de pulmão, colorretal, de mama e de próstata, em diferentes estágios.
  • Combate a diabetes, pois suas fibras diminuem os níveis de glicose. Para diabéticos tipo 2, melhora os níveis de lipídios e de insulina no sangue. A couve também é rica em ácido alfa-lipóico, que diminui os níveis de glucose e aumenta significativamente a sensibilidade à insulina.
  • As fibras que ela possui ajudam a manter a quantidade de água no intestino e previnem as constipações, promovendo a regularidade e mantendo o sistema digestivo saudável.
  • As folhas de couve são ótimas para a pele e o cabelo, pois apresentam muita vitamina A.  Ela produz o sebo que mantém a hidratação das células. A couve é importante, também, para o crescimento e a renovação de todos os tecidos corporais. Isso inclui os da pele e do cabelo. Já a vitamina C ajuda a produzir e manter o colágeno na pele, enquanto o ferro atua na prevenção à queda de cabelo.
  • O ácido fólico presente na couve possui a função de produzir novas células. Além disso, diminui o risco de problemas cardíacos e o surgimento de lábio leporino nos bebês.
  • Limpa o organismo de toxinas nocivas.

O suco de Couve

O suco de couve vem sendo cada vez mais utilizado em dietas para perder peso. Afinal, ele é um dos melhores desintoxicantes para corpo, pois tem o poder de eliminar toxinas e gordura do organismo, sendo uma rica fonte de vitaminas e minerais.

Seu suco é “detox”, ou seja, é um suco que ajuda a desintoxicar o organismo. Aliás, o suco de couve também ajuda na perda de peso. Além disso, é super fácil de ser preparado, barato, rico em fibras e vitaminas do complexo B, que regulam o funcionamento do intestino.

Receitas de suco de couve

Primeiramente, é importante frisar que o indicado é que os sucos sejam tomados pela manhã, em jejum, e sem utilizar nenhum tipo de adoçante.

Suco de couve com laranja

Ingredientes: 2 laranjas, 2 folhas de couve, mel, 1 l de água

Modo de preparo: Lave as folhas e retire os talos. Corte as laranjas em rodelas e retire as sementes. Bata no liquidificar por 30 segundos e coe.

Suco de couve com limão

Ingredientes: 1 folha de couve, ½ limão, 1 l de água

Modo de preparo: Lave bem as folhas e retire os talos, coloque a couve no liquidificado com o suco de limão, acrescente a água e bata todos os ingredientes. Use mel, caso deseje adoçá-lo.

Suco de couve com cenoura

Ingredientes: 4 folhas de couve, 2 cenouras, 2 l de água, mel

Modo de preparo: Lave as folhas de couve e pique a cenoura. Bata tudo no liquidificador com a água e adoce a gosto.

Suco de couve com laranja e gengibre

Ingredientes: 1l de água, 1 folha de couve manteiga, suco de 3 laranjas, 2cm de gengibre, mel

Modo de preparo: Bata no liquidificador a couve manteiga, sem o talo, junto com o suco de 3 laranjas, o gengibre picado e a água. Adoce com mel se desejar.

Suco de couve com limão e hortelã

Ingredientes: 250 ml de água, 2 folhas de couve manteiga, o suco de 1 limão, folhas de hortelã, mel

Modo de preparo: Bata os ingredientes no liquidificador e adoce se quiser.

Suco de couve com cenoura, maçã e limão

Ingredientes: 3 folhas de couve, 4 cenouras, 2 maçãs, 2 limões, mel

Modo de preparo: Coloque a couve, as cenouras e a maçã picadas no liquidificador e acrescente o suco de limão. Adoce se quiser.

Suco de couve e pepino

Ingredientes: 5 folhas de couve, 3 maçãs, 1 limão, 1 pepino, mel

Modo de preparo: Lave os ingredientes, tire os talos da couve, pique a maçã, corte o pepino em rodelas depois de descasca-lo e esprema o limão. Coloque tudo no liquidificador e bata. Adoce se quiser.

Suco de couve com melancia

Ingredientes: 3 fatias de melancia, 2 folhas de couve,1 colher de gengibre ralado, 1 colher de linhaça triturada, 250ml de água.

Modo de preparo: Retire o talo da couve, acrescente os demais ingredientes e bata tudo no liquidificador.

Suco de couve com melancia e açaí

Ingredientes: 2 fatias de melancia 1 folha de couve, 1 colher de açaí, 1 limão, 1 colher de gengibre ralado.

Modo de preparo: Retire o talo da couve, retire o suco do limão, junte com o açaí e o gengibre ralado. Bata tudo e adoce com mel, se desejar.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Clomid – O que é? Saiba TUDO sobre esse medicamento! 🤔

Olá meninas! Estava fazendo uma pesquisa recente na internet e li que o número de mulheres que vem enfrentando problemas para engravidar tem aumentado. Os problemas de infertilidade podem ter várias causas, o que acaba comprometendo a vontade de engravidar e também de ser mãe.

Essa situação pode até mesmo levar a casos de crises de ansiedade e até depressão. Entretanto, nos dias atuais existem muitas formas de tratamento.

O que é Clomid?

O Clomid é um medicamento bastante usado para tratar os casos de infertilidade, quando é causada pela dificuldade de ovular. A sua indicação é restringida a pacientes que não conseguem ovular. Além disso, é indicado apenas às mulheres cujo organismo consegue fazer a absorção do citrato de clomifeno sem problemas.

Esse medicamento auxilia no surgimento dos óvulos, permitindo então que eles sejam liberados do ovário para que possa haver a fecundação. Com o uso do Clomid, a ovulação acontece geralmente de 6 a 12 dias, depois da administração do medicamento.

Como é feito o Tratamento?

O tratamento consiste em 3 ciclos que, dependendo das orientações do médico, pode ser de uso contínuo ou  então alternado. Somente após o tratamento é que deve ser feita a tentativa de engravidar. No entanto, caso a gravidez ocorra durante tratamento, o uso do Clomid deve ser imediatamente interrompido.

No primeiro ciclo, a pessoa toma 1 comprimido por 5 dias. Para as mulheres que menstruam, essa etapa deve ser iniciada a partir do 5º dia do seu ciclo menstrual. Caso a ovulação aconteça, não é necessário aumentar a dosagem.

Caso não ocorra a ovulação durante o 1º ciclo, a pessoa inicia o 2º ciclo, no qual a dosagem deve ser de 100 mg pelo período de 5 dias, após aguardar um mês do fim do 1° ciclo. A dosagem não deve ultrapassar as 100 mg diárias. Se, mesmo com o tratamento, a mulher não apresentar ovulação durante 3 ciclos, deve considerar um outro tipo de tratamento.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Aborto espontâneo

O percentual de mulheres que usaram o Clomid e que sofreram um ou mais abortos espontâneos é de 21,4%.

É possível engravidar de gêmeos?

Sim. É importante frisar que o tratamento com o Clomid irá aumentar as chances de engravidar de mais de um bebê. Essa possibilidade e também os possíveis riscos que a gestante poderá correr no seu período de gravidez devem ser analisados e abordados entre médico e paciente, antes que seja feito o tratamento com esse medicamento.

Essa tendência a engravidar de gêmeos se deve ao estímulo no corpo, que acaba liberando mais de um óvulo durante o período fértil. No entanto,  não há garantias reais disso ocorrer.

Vou engordar ao tomar Clomid?

Infelizmente não existe uma resposta definitiva para essa pergunta. Afinal, você deve levar em conta o fato de que cada organismo reage de uma forma diferente quando está sob efeito desse medicamento. Entretanto, existem algumas pessoas que relataram ter ganhado peso ao utilizar. Fato é que ele age no corpo de forma a provocar um aumento na retenção de líquidos, o que resulta na sensação de inchaço.

Além disso, existem relatos de pessoas que fizem que o tratamento com o Clomid aumenta o apetite, provoca alteração hormonal e também ansiedade.

E se eu esquecer de tomar?

Se por caso, você esquecer ou passar da hora de tomar a medicação, nunca tome dois comprimidos juntos, como se fosse uma forma de compensação.

Ao esquecer de uma dose, você pode atrapalhar o tratamento e também o ciclo ovulatório. Por isso, caso isso aconteça, procure orientações do seu médico.

Cuidados especiais a serem tomados

É preciso ser muito cuidadosa, pois existem certos casos em que este tratamento é bastante recomendado: caso haja suspeita de pouca sensibilidade à gonadotrofina pituitária, como é o caso de pacientes que apresentam síndrome do ovário policístico.

Se você utilizar Clomid por um tempo além do recomendado, pode haver alterações na síntese do colesterol, devido ao aumento do índice sanguíneo.

O uso desse medicamento durante gravidez e lactação é totalmente prejudicial. Por isso, para que você possa evitar o uso do Clomid logo no início da gravidez, é bem importante fazer testes ao longo dos ciclos do tratamento, para saber se ocorreu a ovulação. Os testes ajudam ainda a medir a temperatura basal do corpo, observando a paciente cuidadosamente, assim, é possível saber se há algum sinal de ovulação. Um teste de gravidez também precisa ser feito antes de passar para o próximo ciclo de tratamento.

Avisos importantes!

Há alguns registros de que durante o tratamento com Clomid, algumas pacientes apresentaram a Síndrome de Hiperestimulação Ovariana. Com sintomas como o acúmulo de líquidos ao redor do coração, edemas, hidrotórax, dor abdominal aguda, insuficiência renal, acúmulo de líquidos no pulmão, sangramento nos ovários, trombose, torção do ovário, entre outros.

Para maior precaução é bastante indicado a ingestão de uma dose menor.

É imprescindível se consultar sempre com o seu médico caso haja qualquer sintoma diferente, como dor abdominal ou pélvica, aumento de peso, desconforto acompanhado ou não de aumento do abdômen.

Se você sentir que houve alguma mudança no organismo com o uso de Clomid, é muito importante que seja feita uma análise para verificar se surgiram cistos ovarianos através de um exame ginecológico. No entanto, caso isso tenha ocorrido, o tratamento deve ser suspenso até que haja uma regressão total.

Contraindicações

Clomid é contraindicado:

  • A mulheres que já estejam grávidas ou amamentando;
  • A mulheres com doenças no fígado;
  • Problemas de cistos ovarianos;
  • Mulheres com metrorragia;
  • Mulheres que são alérgicas ao citrato de clomifeno ou outro componente;
  • Pacientes com doença no fígado ou histórico de disfunção;
  • Mulheres com tumores hormônio-dependentes;
  • Pacientes com sangramento uterino;
  • Mulheres com cisto no ovário, exceto no caso de ovário policístico;
  • Não deve ser usado se for dirigir veículos ou operar máquinas pesadas.

Efeitos colaterais

Todo medicamento apresenta as suas contraindicações e efeitos colaterais, podendo ser mais fortes em algumas pessoas do que  em outras. Tudo vai depender do organismo de cada um. A posologia e dosagem devem sempre ser prescritas por um médico.

Os principais efeitos colaterais são:

  • Aumento nos batimentos cardíacos.
  • Inchaço no corpo;
  • Desconforto no abdômen;
  • Calor repentino;
  • Dores de cabeça;
  • Falta de lubrificação;
  • Visão embaçada;
  • Reações alérgicas de asma brônquica;
  • Aumento do tamanho dos ovários;
  • Dor ao urinar;
  • Catarata;
  • Convulsão;
  • Ansiedade, depressão;
  • Mudanças de humor;
  • Nervosismo, insônia;
  • Dermatites, urticária;
  • Redução na espessura endometrial;
  • Náuseas.

Primeiramente, é muito importante frisar que você não deve nunca se automedicar. Somente um médico pode receitar o Clomid, caso haja real necessidade. Além disso, os efeitos colaterais devem ser considerados antes de você tomar a decisão de iniciar o tratamento.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Cloreto de Magnésio: Benefícios, Propriedades e Mais 🤔

Você vive com dores de cabeça? Todos os dias é uma dor diferente no seu corpo? Parece que os seus ossos doem o tempo todo?  Talvez você precise de algo chamado Cloreto de Magnésio.

O Cloreto de magnésio é um composto de cloro e magnésio que proporciona benefícios incríveis a saúde. Descubra as suas propriedades e quais as contraindicações que apresenta aqui.

 O que é Cloreto de magnésio?

O Cloreto de magnésio é um remédio totalmente mineral e natural feito por por cloro e magnésio. Embora seja um elemento muito usado em indústrias, ele age como um remédio excelente.

Entretanto, para isso é necessário estar em conformidade com uma série de funções importantes no corpo.

Muitas doenças que nós lidamos no nosso dia a dia surgem como pela simples falta de cloreto de magnésio na nossa alimentação.  Entretanto, a ausência de quantidades adequadas também influencia, de modo que o próprio organismo não é capaz de aproveitar.

Quais são os benefícios do cloreto de magnésio?

É justamente a composição de cloreto de magnésio que não pode faltar na sua alimentação.  O cloreto de magnésio é muito eficiente tratando diversas debilidades do organismo, como:

  • Aumento das funções cerebrais;
  • Fortalece os ossos;
  • Combate infecções;
  • Prevenção e tratamento contra enxaquecas e dores de cabeça;
  • Prevenção ou tratamento contra perda de audição;
  • Ameniza o estresse;
  • Prevenção e tratamento contra depressão e ansiedade;
  • Reduz a intensidade de vícios;
  • Diminui o risco de hipertensão e doenças cardiovasculares;
  • Combate asma em crianças.

Agora você entende por que ele é tão bom? Vamos ver em detalhes alguns dos seus benefícios.

Cloreto de Magnésio é bom para a saúde renal

O cloreto de magnésio é uma excelente opção natural para tratar e restaurar os rins para que eles cumpram com as suas funções peculiares. Ele é indicado no estímulo do funcionamento renal, afim de que ele sempre funcione.

Além disso,  ele tem uma importante atuação na eliminação do ácido que se acumula nesses órgãos.

Cloreto de Magnésio no combate a fadiga

Não é difícil sentir-se cansado durante o dia a dia não é mesmo? São muitas coisas para organizar e constantemente estamos ocupados. Contudo, se você precisa dar uma relaxada nos músculos  o cloreto de magnésio é adequado para resolver a questão.

Primeiramente porque ele ajuda a curar lesões musculares, entretanto age profundamente como um excelente preventivo de cansaço, fadiga muscular e cãibras

Portanto consumir regularmente é interessante para todos os atletas que realizam atividades físicas de alto desempenho. E para te convencer de vez: esse mineral também trabalha para fortalecer os músculos, ajudando a manter e corrigir o desenvolvimento.

Cloreto de Magnésio na redução do colesterol

Se este é o seu caso e você está lidando com o colesterol alto, saiba que o cloreto de magnésio é útil na redução dos altos níveis de colesterol LDL (conhecido como colesterol ruim), e ele é ainda mais eficaz quando o ingerimos constantemente.

Cloreto de Magnésio purifica o sangue

O Cloreto de magnésio é um bom purificador do sangue, e age para manter um sangue limpo, equilibrando o PH do sangue e eliminando as impurezas.

Cloreto de Magnésio promove equilíbrio mental

Ele é excelente contra a depressão e a ansiedade. Ajuda a revitalizar as diferentes funções do cérebro, bem como a transmissão de impulsos nervosos, é ótimo para proporcionar equilíbrio mental. Ao mesmo tempo, combate a depressão, o estresse e a ansiedade de uma maneira completamente natural.

Cloreto de Magnésio é bom para ossos e contra osteoartrite

O cloreto de magnésio cura a osteoartrite causada pela descalcificação, e contribui para a manutenção dos ossos e dentes em condições normais, agindo ativamente na formação e no fortalecimento dos ossos.

Cloreto de magnésio para perda de peso

Temos visto que cloreto de magnésio é muito eficiente na perda de peso. Sendo comum observar que o cloreto de magnésio é usado em dietas de emagrecimento, devido às suas qualidades para a redução de medida.

É possível mencionar uma série de benefícios que tornam o cloreto de magnésio eficaz na perda de peso, especialmente quando consumido como suplemento dietético. Os mais interessantes são os seguintes:

Reduz a ansiedade e evita excessos: o Cloreto de magnésio é útil para aliviar a ansiedade que pode se sente ao comer e que leva você a consumir mais e compulsivamente alimentos ruins. Além disso, faz os nervos funcionar adequadamente e agir como um relaxante natural.

Atua como um laxante suave: esta qualidade significa que naturalmente ajudar no combate a prisão de ventre, para que ele seja útil para evitar inchaços.

Como tomar o cloreto de magnésio?

Pode se encontrar cloreto de magnésio em diferentes formatos como em comprimidos, em spray, em pó cristalizado ou em alimentos.

Comprimidos

Recomenda-se tomar 5 comprimidos por dia, distribuindo a ingestão nas 3 refeições principais. Eles podem ser tomados com líquido para ajudar a ingestão.

Formato de spray

O uso é tópico e é usado para problemas de pele, então sprays são aplicados na pele. É o formato menos comum para usar este composto mineral.

Pó cristalizado

Tem uma aparência semelhante ao sal e você pode fazer em casa. Existem várias opções quando se trata de preparar e tomar cloreto de magnésio. A mais fácil, é comprar o cloreto de magnésio cristalizado para montar a preparação em casa.

Para preparar se você optar por comprar cloreto de magnésio cristalizado, você só precisa de 30 gramas de cloreto de magnésio cristalizado e 1 litro de água. Em uma panela ferver o litro de água, e quando ferver desligar o fogo e deixe esfriar um pouco. Em seguida, coloca a água em um recipiente de vidro e dissolva o cloreto de magnésio cristalizado. Misturar bem, tampar e guardar.

O consumo é recomendado após a idade de 35 anos, embora também possa ser tomado antes. Em caso de ter menos do que esta idade, é aconselhável tomar meia colher de cloreto de magnésio. Enquanto, a partir dos 35 anos, é recomendado tomar entre uma a duas colheres de sopa por dia.

Quais são os alimentos que contêm cloreto de magnésio?

Este componente também pode ser tomado através da comida. Sem dúvida, esta é a ingestão mais natural de cloreto. Os alimentos que o contêm são:

  • Pinhão: Contém 235 mg deste componente por 100g de alimento
  • Gergelim: É o alimento que tem mais cloreto; 351 mg por 100 g.
  • Avelãs: 100g deste alimento contém 163 mg de cloreto de magnésio
  • Feijão branco: 190 mg por 100g
  • Sementes de girassol: 325 mg por 100g
  • Amêndoas: 270 mg por 100g
  • Quinoa: 197mg por 100g
  • Aveia: 177mg por 100g
  • Caviar: 300mg por 100g
  • Espinafre: 79mg por 100g
  • Salsa: 50mg por 100g
  • Milho: 127 mg por 100 g

Contraindicações do cloreto magnésio

São várias as contraindicações apresentadas pelo cloreto de magnésio. Entre as mais importantes pode se mencionar principalmente duas a insuficiência renal, apesar de ser um bom ingrediente ativo para o bom funcionamento dos rins, mas pode formar pedras nos rins, por isso não é recomendado para quem tem insuficiência renal.

A outra contraindicação é para quem esta com diarreia e colite sendo um laxante natural, o consumo não é recomendado nesse caso.

Viu só quantos benefícios? Portanto, que tal ir correndo na farmácia mais próxima e comprar agora mesmo?

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Psicoterapia Ajuda? Como Saber se Preciso de Terapia? 🤔

Você acorda pela manhã e sente que está cansado mesmo tendo dormido bem? Todos os dias você percebe que a sua mente tem estado cada vez mais agitada com coisas simples?

O seu coração tem batido cada vez mais rápido quando você pensa nas coisas que você tem que fazer? Você passa o dia todo lembrando de um tempo bom da sua vida que não volta mais?

Você é assim? Conhece alguém assim? Estes são alguns sintomas de ansiedade e depressão. Sintomas de duas das doenças que mais matam pessoas no mundo anualmente.

Saúde mental é o assunto de hoje e você é o nosso convidado. Será que você precisa de terapia?

O que é Psicoterapia?

A ideia principal da psicoterapia é analisar os problemas de uma pessoa à medida em que eles são apresentados e ajuda-las a se desatarem destes problemas sozinhas.

Basicamente, ela acontece quando você fala sobre as coisas que preocupam você com um profissional adequado, o psicólogo. A partir deste diálogo, é capaz de surgir uma compreensão mais detalhada do problema atual, suas causas e consequências e como resolver.

Esses diálogos são fundamentadas em experimentos que o terapeuta propõe ao o paciente afim de validar o que eles aprenderam a ponto de gerar uma mudança no mundo real do paciente, fora da terapia.

Além disso, a medida em que o processo da terapia avança, o terapeuta informa a cada passo se você está indo na direção certa.

E é este movimento que garante a relevância e a eficácia do trabalho dos dois envolvidos, corigindo rapidamente abordagens erradas e possibilitando cura.

Como saber se devo fazer Psicoterapia?

Essa é uma pergunta muito feita, e ela tem várias respostas. Quando você deve fazer terapia?

A resposta mais simples é: quando algo que deveria ser natural, não é. Quando algo que deveria ser simples, se torna complicado dentro de nós. Desde pegar um ônibus até lembrar da nossa infância. Se te causa dor, a terapia ajuda a resolver.

Um exemplo claro disso é quando vemos uma criança agindo com rebeldia: o que ela realmente precisa tomando aquela ação? Possivelmente algo está acontecendo em casa e ela precisa chamar atenção de alguém para isso.

Ou ainda quando vemos uma pessoa que lava as mãos toda hora: o que está acontecendo por trás daquele movimento tão escravizante?

O que uma pessoa que prefere se trancar em casa a sair está querendo nos dizer? E se esse comportamento perpetuar por meses e anos? Qual é a mensagem por trás desta ação?

O terapeuta é capaz de ler as mensagens que ninguém escreveu.

E existem situações mais pontuais como: estar sempre estressado, ficar irritado com tudo, mudanças repentinas de humor, pensamentos suicidas, isolamento constante, melancolia extrema.

Portanto, respondendo a pergunta definitivamente seria algo como: está doendo por qualquer motivo que seja? Terapia!

Psicoterapia realmente funciona?

A psicoterapia é ciência. Assim como um médico estuda o corpo humano anos a fio para poder abrir o peito de alguém e operar um coração, um psicólogo estuda a mente afim de esquadrinhar a psiquê humana.

Quão grave é a dor emocional? Qualquer dor emocional que te impeça de ser feliz com o que você vive hoje é uma dor emocional aguda, forte e precisa de tratamento.

Imagine um país que está sofrendo um ataque inimigo. Quanto maior o território ocupado pelos exércitos invasores, mais tempo levará para os defensores se organizarem, reunir soldados e suprimentos para vencer a batalha e expulsar os oponentes.

O mesmo ocorre na terapia. Quanto mais tempo você levar para buscar ajuda, mais áreas da sua vida terão de ser tratadas. E mais tempo você dedicará para solucionar os problemas.

Duração da sessão psicoterápica

A duração de uma sessão comum é de uma única hora, dependendo do caso isso pode ser repetido uma vez por semana, a cada 15 dias ou ainda uma vez por mês.

Contudo, não é possível precisar quantas sessões alguém necessita para resolver seus problemas. Alguns percebem melhora significativa logo nas primeiras 10 sessões, entretanto, para outros, talvez sejam necessárias mais sessões afim de encontrar respostas.

Quatro razões pelas quais você deveria fazer terapia

Talvez você ainda não esteja convencido sobre a quantidade de benefícios que fazer terapia te trás. Portanto, aí vão 4 benefícios incríveis que só a terapia pode te oferecer!

A terapia te ajuda a conhecer você mesmo

Não é que você não sabe seu nome ou quem são seus pais. Você talvez não saiba o que fazer da sua vida. Como agir diante de algumas pessoas, o que você realmente quer para o seu futuro.

E se você está se fazendo algumas dessas perguntas agora, talvez seja um ótimo momento para procurar ajuda psicológica.

No mundo que vivemos nós simplesmente não conseguimos parar para pensar nos nossos sonhos, crenças, medos, valores e dores. Aprendemos a seguir não importa o que e a todo custo. Mas para onde?

Se você tem vivido dias em que está sempre ocuado, sempre fazendo algo, sempre rodeado de pessoas e percebe que não sabe porque faz tudo isso a terapia vai te ajudar com certeza.

Além de conseguir tempo para pensar sobre todas essas coisas, o psicólogo vai te ajudar a identificar coisas que te ajudem a entender melhor seus desejos, suas preocupações, seus medos e inseguranças.

E melhor parte: ele vai te ajudar a entender quem você é e como você pode tomar ações para concretizar os seus sonhos.

A terapia te ensina a resolver conflitos

Nós, como indivíduos, temos um jeitinho único de ver o mundo. E isso muda de pessoa para pessoa.

Este jeito único de ver o mundo não precisa mudar, contudo, se ver o mundo como você vê gera muitos conflitos, um psicólogo poderá te ajudar a ver o mundo com outros olhos.

Olhos que te enxergam no meio do escuro.

Portanto a terapia ajuda você a se relacionar com você mesmo e com os outros. E nós sabemos que pouca coisa importa mais do que isso: você saber como agir e quando agir.

Além disso, o profissional também pode ajudar a ver os conflitos de uma nova perspectiva, para que eles não o afetem tanto e que você possa aprender com eles.

Enfim: a terapia pode te ajudar a resolver problemas que você nem sabia estarem lá.

A terapia nos faz inteligentes emocionalmente

A forma como nós administramos nossas emoções é o que separa pessoas inteligentes emocionalmente das que não são. Entretanto, como ser inteligente emocionalmente com tudo o que vivemos hoje em dia?

Saber quem você é, amar a si mesmo, aceitar o mundo como ele é, usar as melhores armas para alcançar seus objetivos são alguns marcos de uma pessoa que tem inteligência emocional.

Entretanto, o ponto de conflito aqui é que as pessoas são ensinadas desde cedo sobre inteligência emocional. E isso não é realidade para a maior parte de nós.

Nós não somos ensinados a resolver conflitos internos. Sequer conseguimos fazer contas básicas de matemática, quem dirá poder falar sobre nós mesmos com segurança emocional.

Portanto, aprender as bases para melhorar a inteligência emocional nos ajudará em nossa vida, e também nos dará as qualidades para educar nossos filhos da mesma maneira.

E enfim, indo a terapia você poderá voltar a se amar mais e aprenderá a desenvolver o seu amor, a aceitar que há coisas na vida que acontecem e você não pode muda e usar as melhores qualidades para ter sucesso na vida.

A terapia pode alterar a forma do seu cérebro

Estudos neurológicos recentes determinaram que a terapia psicológica pode produzir mudanças no cérebro, como a meditação.

A terapia tem o poder de mudar as estruturas cerebrais e melhorar. São sessões que podem ajudar você a se sentir melhor física e emocionalmente. Desenvolvendo assim, uma saúde mental estável.

Portanto vença os seus preconceitos. A terapia é indicada para todo mundo, ninguém está ileso neste mundo. Não caia neste pensamento ignorante de que isso é coisa de “louco”.

Terapia é para todo mundo que quer poder viver uma vida mais leve e melhor.

Para mais conteúdo, clique aqui.

 

🥇 Salonpas: Indicações, Efeitos Colaterais e Muito Mais! 🤔

Salonpas é um remédio em forma adesiva que atua em dores pontuais, promovendo alívio imediato causado por dores crônicas, eventuais, por acidentes e até por mal jeito.

Esse remédio uma boa opção de tratamento para a dor, contudo existem diversos outros que fazem o mesmo.

Portanto, antes mesmo de decidir se o Salonpas é algo que vai te ajudar ou não é importante conhecer como ele funciona e quais são os possíveis efeitos colaterais.

O que é e o que faz Salonpas?

Salonpas oferece uma muitos adesivos curativos que tratam de aliviar a dor temporariamente. Mesmo que ela seja uma dor leve e moderada, e não é necessário ter receita médica para comprar.

Os adesivos de Salonpas são finos, elásticos e trazem em sua composição ingredientes anti-inflamatórios.

Os principais ingredientes são mentol em 3 por cento e salicilato de metila com 10 por cento. Juntos, ele atuam como um analgésico pontual, pronto para ser aplicado. Um único adesivo de Salonpas pode ser usado por até 12 horas.

Outra variação que o Salonpas contém é a capsaicina ao invés de salicilato de metila. Existem diferentes de formas que o remédio pode se apresentar como a verão gel e spray.

Quando Salonpas deve ser usado?

Salonpas deve ser usado para aliviar dores e tensões quando você torce um pé, uma perna, bate forte na escada.

Também é indicado em situações mais profundas como distensões de músculos ou articulações, dor nas costas, pescoço ou ombros, causadas por má postura e até em batidas leves nas coisas.

Se você é desastrado, ter Salonpas em casa é uma mão na roda.

Como Salonpas age no corpo?

Os adesivos para dor de Salonpas contêm ingredientes ativos que são o levomentol e salicilato de metila. Quando eles são aplicados na pele, aliviam dores e tensões musculares, articulares e entorses.

O medicamento é absorvidos devagar pela pele, entretanto, mesmo sendo devagar, o levomentol funciona dilatando os vasos sanguíneos na área local. E é este movimento que causa uma sensação de frescor e também efeito analgésico.

O Salicilato de metila tem ações anti-inflamatórias e analgésicas.

Funciona da seguinte forma: ele tem um efeito de contrairritação, quando ele toca na pele, causa uma vermelhidão e produz uma sensação de calor.

É neste momento que o cérebro se esquece da dor principal e reduz a percepção da dor constante.  Contudo, ele também tem um efeito anti-inflamatório que ajuda a reduzir qualquer inflamação nos músculos e articulações.

Como usar os adesivos do Salonpas?


Para conseguir usar 100% os benefícios de Salonpas, você tem que ter alguns cuidados:

  1. Cuidados com aplicação: Adultos com 18 anos ou mais devem aplicar um adesivo Salonpas em uma área limpa e seca da pele sobre a área dolorida.
  2. Cuidados com o filme plástico: o filme plástico do adesivo deve ser removido e o adesivo deve ser aplicado diretamente na pele.
  3. Cuidados na repetição da aplicação: aplique o adesivo sobre a região afetada e deixe no lugar por até 8 a 12 horas. Se a dor persistir após 12 horas, remova o emplasto e aplique um segundo adesivo. Use apenas um adesivo de cada vez.
  4. Cuidados na preparação do adesivo: os adesivo podem ser cortados menores, se necessário, para se adaptarem ao local da sua dor.
  5. Quando não usar: não use mais de dois adesivos em 24 horas.

Enfim aqui vai a última orientação: os adesivos nunca devem ser usados ​​por mais de três dias seguidos.

Portanto se a dor piorar ou não apresentar melhora, vá ao médico rápido!

Salonpas tem contraindicações?

Por mais simples que Salonpas pareça, ele é um medicamento como todos os outros. Portanto existem algumas contraindicações que são:

  • Pessoas nas quais a aspirina ibuprofeno ou diclofenaco causam alergias, não devem usar;
  • Pessoas que já tiveram ou que têm uma úlcera péptica ou ainda sangramento no intestino, não podem usar;
  • Pessoas que sofrem de indigestão a longo prazo ou azia, não podem usar;
  • Pessoas com histórico de asma, não podem usar;
  • Pessoas com insuficiência cardíaca grave, não podem usar;
  • Pessoas com insuficiência renal grave, não podem usar;
  • Insuficiência hepática grave, não podem usar;
  • Crianças e adolescentes menores de 18 anos, não podem usar;
  • Mulheres grávidas, não podem usar;
  • Mulheres em período de amamentação, não podem usar.

Este medicamento não deve ser usado se você for alérgico a qualquer um dos seus componentes. Se perceber que teve uma reação alérgica, pare de usar o produto imediatamente.

Cuiados Extras com Salonpas

Primeiramente lembre-se: Salonpas é um remédio! Portanto Use com cuidado e apenas na pele.

Nunca aplique o adesivo em áreas feridas ou inflamadas na pele. Muito menos em áreas infectadas ou doentes, incluindo regiões afetadas por acne ou eczema.  Em hipótese alguma os adesivos devem ser usados ​​nos genitais, no rosto ou perto dos olhos.

É importante consultar um médico ou ter atenção redobrada com pessoas idosas, histórico de alergias ou distúrbios que afetam o estômago ou intestinos.

Pessoas com problemas de coagulação do sangue ou tomando medicamentos anticoagulantes, como a varfarina não devem usar.

Salonpas tem efeitos colaterais?

Como Salopnas é um remédio, ele tem efeitos colaterais. Entretanto, estes efeitos podem variar de pessoa para pessoa. Contudo, alguns efeitos colaterais conhecidos são:

  • Vermelhidão, calor, comichão ou dor no local de aplicação do adesivo.
  • Erupção cutânea ou descoloração da pele no local de aplicação do adesivo.
  • Reações de hipersensibilidade (alérgica) podem ocorrer com o uso prolongado ou repetido dos adesivos. Se a sua pele está muito dolorida ou inflamada depois de aplicar um adesivo, você deve parar de usar os emplastros.
  • Dor de cabeça.
  • Sensação de zumbido nos ouvidos.

Só lembrando que um efeito colateral que é declarado não significa que todas as pessoas que usam este medicamento terão esse efeito ou qualquer efeito colateral como:

Os efeitos colaterais que foram listados aqui podem não corresponder a todos os efeitos colaterais informados pelo fabricante do remédio.

Portanto, para mais informações sobre qualquer outro risco que esteja associado a este medicamento, é importante ler as informações da Bula ou ainda falar com seu médico.

Salonpas tem interação medicamentosa?

Uma vez que Salonpas fica apenas na parte externa da pele e não entra em contato diretamente com a corrente sanguínea, não existe motivo para se preocupar com interações medicamentosas com remédios tomados via oral.

Contudo a orientação de ver um médico é sempre válida quando nos resta qualquer dúvida com relação a usar ou não tal medicamento. Eles estudam para isso e sabem como nos cuidar como ninguém!

Para voltar ao menu inicial, clique aqui.

🥇 Testosterona – Como Aumentar os Níveis Naturalmente? 🤔

Você não tem conseguido transar como antes? Sente que está mais para baixo, não consegue mais ter disposição sexual? Está tentando fazer exercícios na academia mas percebe que não esta crescendo como antes?

Seus níveis de testosterona podem estar baixos. Hoje nós vamos te falar sobre como você pode aumentar estes níveis de forma natural.

O que é testosterona?

Ela é o principal hormônio masculino produzido nos testículos. Ela promove o crescimento dos órgãos masculinos, traça as características masculinas nos homens e faz com que o corpo reaja à mudanças que sem elas não aconteceriam.

Por mais que associemos apenas ao sexo masculino, as mulheres também produzem uma quantidade de testosterona nos vários, entretanto em quantidades menores.

O que faz a testosterona?

É por conta da testosterona que:

  • Os órgãos sexuais se desenvolvem;
  • A musculatura aumenta;
  • O cabelo começa a aparecer em todo o corpo;
  • Engrossa a voz;
  • Produz desejo sexual;
  • Tem função de tonificação muscular;
  • Ajuda a realizar atividades físicas;
  • Aumenta resistência corporal;
  • Ajuda a produzir glóbulos vermelhos;
  • Previne a osteoporose aumentando a densidade mineral óssea;
  • Favorece a memória;
  • Melhora a pele;
  • Faz o fígado funcionar melhor;
  • Melhora a ação da insulina e muito mais.

Contudo, apesar de existirem diversas outras funções da testosterona. Apenas a associamos com o fato sexual.

O que é muito normal, afinal de contas ele é o hormônio que mantém o desejo sexual, produz esperma em quantidades suficientes e combate a disfunção eréctil.

Como saber se tenho menos testosterona do que devia?

Alguns sintomas específicos podem mostrar se um homem está com os níveis de testosterona muito baixos. São eles:

  • Mostrar menos interesse em sexo
  • Perda de pelos no corpo.
  • Sentir-se mais cansado fisicamente e mentalmente, irritado e deprimido.
  • Diminuição ou ausência de perda de força e músculo.
  • Problemas de memória e diminuição da velocidade mental habitual.
  • Barriga estufada.

Claro que estes também são sintomas de outros problemas de saúde, entretanto definitivamente estão relacionados a falta de testosterona.

Como melhorar os níveis de testosterona?

Cada vez mais os homens ao redor do mundo vem buscando alternativas para aumentar os níveis de testosterona. E neste sentido, a medicina tem avançado rapidamente.

Contudo, em primeiro lugar, rápida seria usar medicação. Entretanto, para tal, é necessária a aprovação e receita de um médico que te oriente em todos os riscos.

Via de regra são usados dois métodos diferentes: adesivos e géis que liberam testosterona e devem ser consumidos​​diariamente ou injeções intramusculares, que têm a aplicação mais distanciada por trimestre.

Como aumentar os níveis de testosterona naturalmente?

A opção de manter os níveis de testosterona altos naturalmente é ter uma vida ativa. Ser um homem que faz exercícios todos os dias, que cuida do corpo e que não engorda pois a obesidade diminui os níveis de testosterona.

Além disso, a realização de exercícios aeróbicos e anaeróbicos ajuda a estimular a produção em massa de testosterona.

É sempre  indicado que você durma pelo menos 8 horas por dia. Dessa forma você acaba encorajando o seu corpo a produzir mais e mais testosterona, bem como ajuda ele a diminuir o estresse.

Além disso, os hábitos alimentares precisam ser renovados. E existem alguns alimentos que podem te ajudar a estimular a produção de testosterona. Alguns deles são:

  • Alimentos ricos em proteína: como carne com baixo teor de gordura (especialmente carne de porco e presunto), soja, laticínios, bacalhau, amendoim, atum, ervilhas;
  • Alimentos ricos em zinco: como chocolate, sementes de melancia, espinafre, cordeiro, ostras, abóbora, cogumelos;.
  • Produtos com muita vitamina D: como cereais, pão, salmão, cavala, sardinha enlatada, ovos, são exemplos.
  • Alimentos comuns:  como feijão, alho, café, castanha do Brasil, amêndoas ou vegetais crucífero, couve-flor, brócolis, repolho e uvas: todos colaboram com o estímulo de testosterona.

É possível aumentar os níveis de testosterona com suplementos?

É sempre  possível recorrer à suplementação de testosterona também. Basicamente, eles ajudam você a tomar  quantidades adequadas de diferentes fontes que estimulam a produção de testosterona.

Contudo, antes de tomar alguma suplementação é importante consultar um especialista antes. Apenas ele poderá verificar se é este o caso e qual é o mais adequado para o seu caso, possíveis contraindicações e uso ideal.

Quais vitaminas aumentam os níveis de testosterona?

Primeiramente, seguem abaixo algumas vitaminas que podem ajudar:

  • Ácido D-aspártico: libera hormônios como o luteinizante e o hormônio do crescimento. Além disso, funciona nos testículos, onde ajuda a síntese da testosterona.
  • Andina maca: raiz de maca é considerado não só um poderoso afrodisíaco, mas também aumenta a produção de esperma, ajuda a prevenir hipertrofia da próstata, protege o cérebro, melhora a saúde óssea e melhora a capacidade cognitiva.
  • Ashwagandha: uma planta que age como um anabólico. Ajuda a aumentar os níveis de testosterona em até 15%, dependendo da pessoa.
  • Akarkara ou Anacyclus pyrethrum: é uma erva que ajuda a melhorar a fertilidade, virilidade e libido. Além de ter funções que ajudam a combater problemas de memória e é anticonvulsivo.
  • Vitamina D: não só aumenta os níveis de testosterona, também ajuda o sistema imunológico e os ossos e reduz o risco de câncer e doenças cardíacas, bem como diabetes e esclerose.
  • Zinco: entre suas funções mais importantes está a cura de feridas e a produção de esperma e testosterona.
  • Magnésio: necessário para participar no metabolismo e na formação do sistema ósseo, e ajuda na síntese de testosterona.
  • Avena sativa: tenta promover a resistência sexual, dando mais energia e ajudando a produzir testosterona.
  • Saw Palmetto: é uma mistura de ácidos graxos que impede a testosterona de se transformar em DHT (uma enzima que, entre outras coisas, é a principal culpada da alopecia masculina). Também é usado em casos de hiperplasia prostática benigna.

Vitaminas mais fáceis de encontrar

Enquanto algumas dessas vitaminas são mais difíceis de encontrar, outras são bem tranquilas como:

  • Gengibre: leva ao aumento da testosterona e entre seus benefícios digestivos está evitar náuseas e facilitar a digestão.
  • Hibiscos maranhos: é uma erva que ajuda a aumentar os níveis de testosterona e promove a fertilidade masculina.
  • Cogumelo Thistle ou Pleurotus eryngii: este suplemento ajuda a aumentar a quantidade do hormônio da testosterona e também serve como um antipirético.
  • Capim-cabra no cio ou Epimedium: usado para desencadear o desempenho sexual, seja aumentando o apetite sexual ou lutando contra a disfunção erétil e a ejaculação precoce.
  • Tribulus terrestris: ajuda a secreção de testosterona e a virilidade e vitalidade do homem, através do aumento da libido e a qualidade da rigidez das ereções.
  • Ecdisteroide: tem como principais funções promover o desenvolvimento muscular, reduzir os níveis de colesterol e glicose no sangue, além de proteger o fígado e intestinos, aumentando a taxa de síntese proteica.

O mais importante quando falamos de suplementação é consultar um médico. Apenas ele poderá te orientar com certeza no que você precisa.

Portanto, para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Doença celíaca: Será que você tem? Causa, Tratamentos e Dieta Aqui 🤔

Você está sempre indo ao banheiro? Constantemente você percebe que está fraco? Tem muita dificuldade para engordar? Quase nunca tem apetite para uma refeição saudável?

Talvez você não saiba, contudo quase três em cada quatro pessoas com doença celíaca não sabem que sofrem dessa doença digestiva.

E sem seguir uma dieta sem glúten, acabam prejudicando seriamente a saúde.

Portanto saiba agora como identificar e quais alimentos você deve evitar.

O que é doença celíaca?

A doença celíaca é  uma doença moderna, algo que foi recém descoberto no mundo. Trata-se de uma enfermidade crônica do trato digestivo e é de origem imunológica.

Caracteriza-se como uma intolerância permanente a glúten, que está amplamente presente em diversos alimentos da nossa dieta diária como trigo, aveia, cevada ou centeio.

Entretanto, quando uma pessoa celíaca consome alimentos que tem glúten, o revestimento do interno do intestino delgado é ferido, o que não permite que ela absorva nutrientes.

Sem tratamento, as pessoas afetadas por esse transtorno sofrem desnutrição e várias doenças associadas, mas nem todas as pessoas que sofrem desta doença têm sintomas e, portanto, podem passar despercebidas por muito tempo.

Todo alimento que ingerimos passa por processos de digestão que servem para degrada-lo em partes ainda menores, facilitando a absorção dele pelo nosso organismo.

A absorção desses nutrientes é feita no intestino delgado e, entretanto, para que isso aconteça é importante que existam vilosidades, que são como raízes pequenas penduradas no intestino.

Quando o comprimento dessas “raízes” é reduzido, a absorção é também reduz. E o resultado é uma pessoa potencialmente desnutrida.

Isto é o que acontece na doença celíaca, em que há uma redução no tamanho das vilosidades intestinais, como resultado da intolerância ao glúten.

A frequência da doença celíaca ocorre é de aproximadamente 1 em cada 200/300 nascimentos.

Entretanto os especialistas advertem que esta condição é sub-diagnosticada, e que menos de um quarto das pessoas  celíacas sabem que têm a doença.

Quem pode ter doença cefálica?

Primeiramente é preciso dizer que ela é capaz de atingir crianças e adultos, contudo às vezes as manifestações da doença podem variar de pessoas para pessoa, de acordo com o nível da doença.

Um fato interessante é que pessoas com síndrome de Down têm um risco cem vezes maior do que o resto da população a sofre intolerância ao glúten.

Da mesma forma, é a probabilidade de um portador da cefálica ter parentes de primeiro grau com o mesmo problema é de 5 a 15%.

O que causa a doença celíaca?

A causa exata da doença celíaca foi e até hoje é um assunto a ser discutido.

Entretanto, alguns consideram que a  doença celíaca é uma reação exagerada do sistema imunológico ao glúten, proteína encontrada em cereais como o trigo, o centeio, a cevada e o malte.

De origem genética, pode causar diarreia, anemia, perda de peso, osteoporose, câncer e até déficit de crescimento em crianças.

Além disso, sabe-se que os existem alguns genes específicos que apenas são encontrados nas pessoas que sofrem de doença celíaca.

Portanto toda atenção é necessária.

Quais são os sintomas da doença celíaca?

Primeiramente é importante dizer que os sintomas variam de pessoa para pessoa e que eles são muito abrangentes. Entretanto alguns sintomas são bem claros em crianças e adultos.

Sintomas celíacos em Crianças

Via de regra a doença celíaca aparece em crianças logo após o início da alimentação com cereais, entretanto nada impede de descobrir que a criança é celíaca mais tarde. Portanto, os sintomas incluem:

  • Má absorção de nutrientes;
  • Doença crônica;
  • Diarreia persistente;
  • Crescimento retardado;
  • Barriga saliente;
  • Edema;
  • Inchaço das pernas por falta de proteína eliminadas na diarreia.

Sintomas celíacos em Adultos

Os adultos, geralmente apresentam fadiga, desconforto abdominal (dor, inchaço, inchaço) e anemia. Entretanto, estes sintomas podem variar. Contudo, as manifestações mais características da doença celíaca são:

  • Diarreia
  • Perda de peso.
  • Anemia
  • Fezes frequentes, moles, gordurosas, pálidas e fétidas.
  • Dor abdominal.
  • Inchaço, gás, indigestão.
  • Mudança de caráter
  • Ossos e dor nas articulações.
  • Cãibras musculares.
  • Fadiga
  • Depressão
  • Vômito e constipação.
  • Menstruações irregulares.
  • Unhas frágeis, perda de cabelo.

Como tratar a doença celíaca?

O tratamento base da doença celíaca é apenas seguir uma dieta sem glúten para o resto vida. Apenas este movimento permite uma recuperar as vilosidades intestinais, que voltam  a ter um tamanho normal.

Depois eliminar o glúten da dieta, é notória a melhora dos sintomas em apenas um mês, e em poucos meses a pessoa apresentará um estado nutricional ideal.

A eliminação do glúten da dieta não é fácil, uma vez que ele está amplamente presente em produtos do nosso consumo diário como molho de tomate, pães, molhos, temperos e farinhas.

E para complicar ainda mais: esse tipo de dieta geralmente custa muito mais para as famílias – devido ao preço mais elevado dos produtos sem glúten.

Para todos os pacientes com doença celíaca, recebem suplementos vitamínicos e de ferro geralmente adicionados ao tratamento devido à deficiência.

Quais são as complicações da doença celíaca?

Aquelas pessoas diagnosticadas que decidem não seguir a dieta a risca ou decidem parar o tratamento podem sofrer complicações severas que podem ser irreversíveis. Algumas das complicações são:

  • Algum tipo de câncer intestinal.
  • Distúrbios autoimunes, como diabetes, doenças da tireoide, doenças hepáticas e biliares.
  • Distúrbios neurológicos, como ataxia do cerebelo.
  • Fraturas
  • Osteoporose
  • Aborto espontâneo.
  • Infertilidade
  • Anemia

Por isso se você foi diagnosticado é importante que siga uma dieta equilibrada e sem glúten não importa o que.

Quais são os alimentos proibidos para celíacos?

Abaixo estão alguns alimentos que contêm glúten e que não devem ser consumidos por pessoas que são celíacas:

  • Alimentos que contêm glúten (proibido para celíacos);
  • Pão e farinha de trigo, cevada, centeio e aveia;
  • Bolos, bolachas, bolachas, muffins, pastelaria em geral;
  • Massa italiana (macarrão, macarrão, pizza…);
  • Macarrão de sopa;
  • Sêmola de trigo;
  • Produtos manufaturados com farinhas de glúten;
  • Leites de malte e alimentos maltados;
  • Chocolate;
  • Bebidas ou infusões preparadas com cereais: malte, cerveja, água de cevada;
  • Processados em geral (mortadela, presunto, linguiça, presunto ou empada de carne);
  • Queijo derretido, queijo em folhas. Também outros queijos sem marcas de garantia;
  • Enlatado (latas de mexilhões, amêijoas, ensopado enlatado, etc.);
  • Patês;
  • Doces;
  • Café instantâneo
  • Chá;

Contudo, respire! Existem algumas variedades que você pode consumir sem medo. E se você for bem criativo, vai encontrar saídas perfeitas para a sua nova dieta.

Quais são os alimentos permitidos para celíacos?

Sei que parece que muito da sua dieta está comprometida, mas a verdade não é bem assim. Existem alguns alimentos que você pode consumir e a criatividade em combinar eles tem que ser muito grande:

  • Leite e produtos lácteos (queijo, manteiga, queijo cottage, creme…).
  • Carne, peixe e marisco fresco.
  • Ovos
  • Frutas
  • Legumes, verduras e legumes.
  • Feijão de Soja
  • Arroz, milho e tapioca (farinha e amido).
  • Açúcar
  • Mel
  • Petróleo
  • Margarina
  • Sal, pimenta, vinagre.
  • Levedura sem glúten.
  • Corantes
  • Café e chá natural (não instantâneo).
  • Camomila

Claro que nem todos os alimentos proibidos e permitidos estão listados aqui, contudo, essa é uma boa base para que você possa começar a pensar sobre a sua dieta.

Entretanto, o mais importante é você se amar e cuidar de você. É chato, ninguém pediu para ficar doente ou desenvolver algo assim. Contudo, enquanto você estiver viva o seu compromisso com você mesma é se cuidar e se amar.

E se precisar de alguma coisa, deixa um comentário aqui que eu te respondo o quanto antes.

Para voltar ao menu inicial, clique aqui.

🥇 Centrum Mulher Funciona? → Anvisa, Bula e Onde Comprar 🤔

Você é uma mulher que acorda super cedo e sempre está fazendo algo do começo do dia até deitar a cabeça de novo no travesseiro? Todos os seus dias são sempre cheios de coisas e quase não sobra tempo para você?

Bem vinda ao clube das mulheres que vivem a vida de todo mundo: marido, filhos, mãe, amigos e que acabam esquecendo completamente que elas são ser humaninhos também.

E é nessa correria do dia a dia que a gente acaba esquecendo de coisas triviais como cuidar da nossa alimentação, cuidar da nossa saúde, fazer uma dieta, exercícios e principamente se amar.

Portanto este objetivo deste texto hoje: te ajudar a cuidar da sua saúde com Centrum Mulher.

Quer saber como ele pode te ajudar a recuperar o controle da sua vida? Leia este artigo até o final.

O que é Centrum Mulher?

Centrum Mulher é um suplemento vitamínico completo de A a Zinco com fórmula balanceada especialmente desenvolvida para atender as necessidades nutricionais específicas das mulheres.

Ele é um produto voltado para o público feminino. E cuida da saúde de todo o corpo da mulher, agindo sempre de dentro para fora.

Indicado para qualquer mulher que precisa recuperar a vitalidade, e a melhor parte sem engordar.

Possui níveis ajustados de vitaminas e minerais necessários para a saúde da mulher, entretanto, respeitando dos limites diários recomendados.

Como Centrum Mulher funciona no organismo?

A atuação de Centrum é muito ampla. Por se tratar de um composto natural, ele age de dentro para fora. Sempre cuidando dos órgãos internos, dos fluidos corporais, das plaquetas sanguíneas e ainda da circulação do sangue.

Este processo poderia se dar naturalmente caso alguém conseguisse realmente cuidar da alimentação, contudo, com a vida agitiada que todas nós temos, quem é que para mesmo para comer?

Entretanto, quando come, quem é que vai se dar ao trabalho de preparar salada, carboidratos complexos e carnas magras para ajudar a equilibrar a saúde do seu corpo?

Enfim: não estamos te orientando a deixar de fazer essas coisas. Você pode e deve continuar cuidando da sua alimentação, contudo com Centrum você vai ter mai disposição para a sua vida muito mais fácil.

Por que devo tomar Centrum Mulher?

Primeiramente é importante dizer que várias coisas podem fazer com que você não tenha a quantidade de vitaminas necessárias no seu dia a dia.

Entretanto, nenhum destes fatores deve ser uma desculpa para você abandonar os cuidados com você mesma.

Desde que você consiga ter uma dieta equilibrada, é possível suprir a necessidade de certas vitaminas com grupos de alimentos ricos em minerais,.

Contudo, todo mundo sabe como é raro conseguir manter uma alimentação saudável todos os dias. Portanto, essa é a resposta para a sua pergunta:

Você deve tomar Centrum Mulher se você não consegue ter uma rotina de alimentação adequada.

Qual a diferença entre Centrum e Centrum Mulher?

A grande maioria dos complexos vitamínicos ou multivitamínicos, hoje em dia, são apenas suplementos alimentares que compensam as dietas pobres ou com poucos nutrientes.

Na mesma linha temos os multivitamínicos que também são suplementos que se destacam por combinar diferentes vitaminas, promovendo a recuperação muscular, combatendo a sensação de fadiga, melhorando o sistema imunológico e mais.

Entretanto, até Centrum Mulher chegar no  mercado, nada se falava sobre um suplemento vitamínico para mulheres.

E este complexo vitamínico Centrum é uma das das alternativas mais completas para as mulheres modernas que precisam conciliar tudo, o tempo todo.

Consumir um comprimido por dia do Centrum Mulher pode ajudar a prevenir deficiências das vitaminas e minerais de que seu corpo de mulher precisa.

Ele conta com 13 vitaminas e 11 minerais em dosagem perfeita e que consideram as características das pessoais do corpo da mulher.

Qual é a composição do Centrum Mulher?

As vitaminas e os minerais são elementos indispensáveis para o funcionamento do organismo e o Centrum cuida da saúde da Mulher.

Isso porque mulheres passam por momentos muito especiais na vida, como por exemplo engravidar e muito mais do que isso: ser multitarefas a ponto de conseguir coordenar uma empresa com 200 funcionário, chegar em casa e fazer jantar para o filho que chegou da escola.

É entendendo situações como essas que o Centrum mulher se destacou por trazer em sua composição:

  • Vitaminas e minerais;
  • Vitamina A;
  • Cobre
  • Cálcio;
  • Acido fólico;
  • Vitamina C;
  • Fósforo;
  • Magnésio
  • Iodo.

Sendo essa a maior parte da composição deste remédio.

Bula de Centrum

Os detalhes da composição você pode verificar na bula disponível junto com o produto. Entretanto, aqui está a composição original de Centrum Mulher:

  • Vitamina A: 667 pg
  • Cobre: 500 pg
  • Cálcio: 320 mg
  • Ácido Fólico: 300 pg
  • Vitamina C: 120 mg
  • Fósforo: 105 mg
  • Magnésio: 100 mg
  • Iodo: 100 pg
  • Biotina: 62,5 pg
  • Molibdeno: 50 pg
  • Crómio: 40 pg
  • Selénio: 30 pg
  • Vitamina K: 24,5 pg
  • Vitamina E: 16 mg
  • Niacina: 16 mg
  • Ácido Pantoténico: 7,5 mg
  • Ferro: 5 mg
  • Zinco: 5 mg
  • Vitamina D: 5 pg
  • Vitamina B12: 3 pg
  • Vitamina B2: 2,1 mg
  • Magnésio: 2 mg
  • Vitamina B6: 1,75 mg
  • Vitamina B1: 1,32 mg

Quais são os Benefícios de Centrum Mulher?

Existem benefícios que apenas Centrum trazem para o corpo feminino e isso muda de mulher para mulher. Entretanto, os benefícios bases de Centrum são:

Ter mais energia para vencer o dia a dia:  já que tem complexo de vitamina B e ajuda a estimular o metabolismo. Graças aos seus antioxidantes, como betacaroteno, selênio, zinco e vitamina C e E,

Ter um corpo mais forte: graças a esses mesmo elementos, você pode fortalecer as defesas do seu corpo.

Ter ossos mais fortes: a versão de Centrum paras mulheres têm fósforo, cálcio e vitamina D que seus ossos precisam para ser fortes e saudáveis.

Ter cabelos mais bonitos: A vitamina A, E, biotina e zinco, você melhora a aparência da pele e do cabelo, além de prevenir o envelhecimento precoce da pele.

Não engordar: há uma crença de que as vitaminas aumentam o apetite, mas é um erro muito comum.

As vitaminas e os minerais do Centrum não modificam o apetite, nem a vitamina, nem engordam, porque não contribuem com calorias para o seu corpo.

Cuida de você na sua melhor idade: Se você já tem 50 anos, deve saber que suas necessidades nutricionais mudaram.

Para isso, o Centrum uma versão especial chamada Centrum Mulher 50+.

Ela foi especialmente desenvolvida para suprir as deficiências de vitaminas e minerais nessa linda fase da vida da mulher.

Cuida do seu ciclo feminino: ajuda regular a menstruação que pode sofrer variações devido a baixa ingestão de ferro e ácido fólico.

Como tomar Centrum Mulher?

Nada complicado, tudo seguro. Para que você possa garantir que os resultados sejam os melhores possíveis, o consumo adequado também é importante, mas no caso do Centrum Mulher não tem complicações.

Basta ingerir 1 cápsula com agua no café da manhã ou no almoço regularmente.

Para que tipo de Mulher Centrum é indicado?

Primeiramente, Centrum Mulher é indicado para todas aquelas mulheres agitadas que não param um minuto para cuidar da própria vida.

Elas que não conseguem ter uma dieta equilibrada e que raramente conseguem fazer uma refeição completa.

Também é indicado para senhoras que vem demonstrando maior falta de certos nutrientes. Algo que é comum por conta do avanço da idade.

E claro, por conta de patologias digestivas, alergias a diferentes alimentos, pacientes oncológicos e aqueles que seguem uma dieta hipocalórica rigorosa.

Contudo, para todos esses casos um médico é deve orientar o uso, mesmo que não haja necessidade de receita afim de não prejudicar ou sobrecarregar algum órgão.

Quem não pode tomar Centrum Mulher?

O excesso de nutrientes pode levar a problemas. Foi provado que algumas vitaminas em doses altas podem causar sérios problemas de saúde.

Este é o caso, por exemplo, do ácido fólico que é administrado a mulheres que querem engravidar reduz os defeitos do tubo neural em 70%.

Entretanto, a ingestão excessiva de ácido fólico pode atuar como um intensificador de lesões pré-malignas.

Centrum não deve ser utilizado por pessoas com hipersensibilidade (alergia) conhecida aos componentes da fórmula.

Vale a pena comprar Centrum Mulher?

Portanto, se você percebe que o seu corpo já não está mais naquelas condições de antigamente, sente que os seus cabelos estão cada vez mais fracos, que as suas unhas estão frágeis: vale sim.

Certamente, Centrum Mulher é indicado para aquelas mulheres modernas que não deixaram de ser femininas, mas que aprenderam que é importante lugar sem deixar de cuidar da sua saúde.

Inegavelmente, se você for uma mãe que cuida dos filhos o tempo todo sabe que precisa se cuidar não é?

Afinal, se você ficar doente quem é que vai cuidar deles?

Deixa Centrum cuidar de você.

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Micose nas unhas – Causas e Tratamentos 🤔

Olá meninas! Hoje trouxe algo que é bastante comum, mas que geralmente acabamos não comentando. Isso faz com que a gente não busque uma solução e só agrave as coisas: a micose. A Onicomicose é um dos nomes da conhecida micose, que é uma infecção causada pela proliferação de fungos. Esses fungos pertencem a um grupo chamado de dermatófitos, que causam outras infecções, como nos pelos do corpo e na pele. Um outro exemplo disso são as frieiras.

Existem outros fungos que também causam micose na unha, como as leveduras. De modo geral, elas causam onicomicose nas unhas das mãos e os dermatófitos  são os responsáveis por provoca a onicomicose nas unhas dos pés.

A onicomicose é uma doença bastante comum, cujo sintoma costuma ser mais estético do que clínico. Geralmente nota-se o escurecimento e o engrossamento das unhas. No entanto, é possível sentir dor, desconforto e  até mesmo ocorrer o apodrecimento da unha.

Quais os tipos de Onicomicose?

Existem diversos tipos, mas os mais comuns deles são:

  • Onicomicose subungueal proximal

São menos comuns e se parecem com a subungueal distal. A diferença é que ela começa pela área da cutícula e se estende em direção à ponta das unhas. Ela ocorre geralmente em pessoas imunossuprimidas, sendo mais comum em pessoas que possuem o vírus HIV.

  • Onicomicose subungueal distal

É o tipo mais comum de micose, onde a infecção começa pela ponta da unha. Começa com o dedão, levando a uma descoloração esbranquiçada, amarelada ou de coloração castanha na ponta ou nas laterais da unha. Ela se estende até à cutícula e em alguns casos, a unha costuma até mesmo cair.

  • Onicomicose superficial branca

É mais comum em crianças. Ela causa o aparecimento de manchas esbranquiçadas na unha, geralmente mais perto da cutícula. Se não for feito o tratamento adequado, as manchas se espalham por toda unha, que se tornará áspera e quebradiça.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

As unhas

As unhas são células mortas, formadas principalmente por queratina, que é diferente da queratina presente na superfície da pele e dos cabelos.

As unhas começam a se formar já no útero. Cada uma tem uma raiz, na base da dobra com a cutícula. As células das unhas são formadas e acumulam camadas de queratina no seu interior. A função das unhas é cuidar das partes externas dos dedos e ajudar nos movimentos, como pegar pequenos objetos. Além de ter um papel fundamental na sensibilidade dos dedos.

É muito importante saber que as unhas podem servir como indicadores de como anda a sua saúde. Quaisquer mudanças na coloração, no formato, na velocidade de crescimento ou na espessura podem ser sinais de doenças na tireoide, diabetes, psoríase, baixa imunidade, HIV, uso de drogas imunossupressoras, além de problemas de circulação das pernas. Portanto é super importante estar atenta a elas sempre.

Como nos contagiamos com a micose?

O tipo de fungo que causa a micose é encontrado, quase sempre, em ambientes úmidos e quentes, que oferecem o ambiente propício para o seu crescimento. um exemplo disso são os banheiros, chuveiros e piscinas. Por esse motivo não é nada recomendável ficar descalça nesses locais.

O contato com o fungo, geralmente, não é o suficiente para contrair micose. Ela se desenvolve quando há algum tipo de lesão entre a unha e a pele. Desse modo o fungo consegue entrar por baixo da unha. Além disso, é preciso mais de uma exposição da pele para que o fungo da micose possa se multiplicar e atingir novas áreas.

O contágio é mais comum nas unhas dos pés, visto que elas geralmente ficam mais expostas do que as mãos a locais úmidos com fungos. Calor, sombra e umidade é o que um fungo necessita para que possa se proliferar.

Os dedos dos pés são a parte do corpo mais distante do coração. Por esse motivo, não costumam ser bem vascularizados. Isso torna mais difícil para os anticorpos chegarem com facilidade às unhas dos pés.

As unhas contaminadas geralmente apresentam manchas brancas ou amarelas, e também podem assumir uma aparência espessa e se tornarem facilmente quebradiças e deformadas.

Sintomas da micose

  • Alterações na aparência das unhas, seja na espessura ou na coloração;
  • Infecções secundárias;
  • Espessamento das unhas;
  • Unhas quebradiças;
  • Unhas distorcidas.
  • Unhas opacas e sem brilho.
  • Escurecimento das unhas.
  • Mau cheiro nas unhas.

Micose dói?

As micoses na unha geralmente não costumam causar dor. No entanto, é possível que isso aconteça em casos bem avançados do problema.

A Micose de unha é contagiosa?

Sim. A micose pode ser transmitida de uma pessoa para outra, no entanto, é pouco provável que isso aconteça. Compartilhar objetos usados para cortar ou lixar as unhas pode se tornar um meio de transmissão. Portanto, procure higienizar muito bem esses objetos antes e depois do uso.

Diagnóstico

Os sintomas da onicomicose são parecidos com lesões na unha causadas por determinadas doenças, como psoríase, eczemas, traumas, líquen plano, deficiência de ferro, entre outras.

O fato é que metade das lesões na unha não são causadas por essa doença. Há alguns casos em que não basta só olhar para descobrir se o paciente possui onicomicose ou não.

Nesses casos, é preciso provar que existem fungos antes de começar o tratamento antifúngico. Uma raspagem na unha deve ser feita, para que seja colhida uma amostra para fazer exames à procura de fungos.

Micose tem cura?

Sim.  O fungo que causa a micose pode ser exterminado com o uso de remédios antifúngicos e também de tratamentos caseiros. No entanto, é preciso ser paciente, visto que o tratamento é um pouco demorado.

Quais os tratamentos?

A micose de unha acaba sendo difícil de ser tratada devido ao crescimento lento e do pouco fluxo sanguíneo na região. Nos últimos anos, os tratamentos tem melhorado cada vez mais, com a introdução de medicamentos orais que se mostraram mais efetivos.

O tratamento para micose nas unhas pode ser feito com o uso de remédios específicos que devem ser receitados por um médico, como o Fluconazol e o Itraconazol.

No entanto, existem tratamentos tópicos, com aplicações de pomadas ou esmaltes como o Loceryl, Micolamina, Fungirox, entre outros. Além disso, existem tratamentos feitos com laser de raios infravermelhos.

Por fim, também, existem alguns tratamentos naturais que já se provaram bastante eficazes.

Quais os tratamentos caseiros?

Esses tratamentos podem ser feitos quando você não tem tempo ou dinheiro para consultar um médico. Podem também ser feitos junto com o uso de medicamentos que você esteja tomando para esse problema.

  • Suco de limão

Um bom método é deixar as unhas afetadas pela micose de molho no suco de limão por alguns minutos.

  • Óleo de melaleuca

Basta misturar uma gota desse óleo com uma colher de outro óleo, como o de soja ou de oliva. Em seguida, é só aplicar nas unhas afetadas.

  • Vinagre de maçã

Junte uma colher de bicarbonato de sódio a meio copo do vinagre de maçã. Em seguida, é só deixar as unhas afetadas pela micose de molho nesta mistura por alguns minutos.

Caso opte por fazer esses tratamentos caseiros, procure fazê-los diariamente, por um período de uma a duas semanas.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

🥇 Alimentos para baixar a pressão 🤔

O que é pressão alta?

A pressão alta é uma doença bastante comum, que atinge cerca de 2 milhões de brasileiros por ano. Ela faz com que o sangue circule com maior pressão do que o normal. É fundamental mantê-la controlada sempre, pois o aumento da pressão pode causar problemas cardiovasculares e levar à morte. Quando o quadro de pressão alta é diagnosticado logo no começo, pode ser tratado rapidamente.

O maior vilão por trás do aumento da pressão arterial é o sódio. No entanto, reduzir o consumo de sódio para baixar a pressão arterial nem sempre resolve.

Nesse caso é indicado incluir alimentos que ajudam a baixar a pressão, pois, além de possuir pouca quantidade de sódio, também fornecem bons índices de cálcio, magnésio e potássio.

Separei uma lista com os alimentos mais indicados para baixar a pressão arterial. Dessa forma, você poderá levar uma vida mais saudável trazendo ainda mais sabor às suas refeições!

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Frutas

  • Banana

o consumo de banana baixa a pressão arterial e também ajuda a repor as energias que você gasta. Além disso também diminui a sensação de stress. A banana é uma fruta muito versátil e pode ser usada em diferentes tipos de refeições, tanto nos pratos salgados quanto nas sobremesas.

  • Abacate

Só a metade de um abacate já possui uma alta presença de minerais e gorduras saudáveis para o coração. Esses minerais e gorduras boas também melhoram a saúde como um todo. O abacate pode ser utilizado em receitas doces e salgadas, desde amassadinho no prato com um pouco de açúcar, até o delicioso guacamole.

Um abacate também pode ser misturado a saladas, molhos, mousses de abacate ou até mesmo shakes.

  • Kiwi

Essa fruta fornece cálcio, magnésio e potássio em uma quantidade ideal para o dia a dia. De moro geral, pode ser encontrado durante a maior parte do ano.

Além de baixar consideravelmente a pressão, o kiwi possui uma boa quantidade de vitamina C. Aliás, o Kiwi é ainda mais poderoso do que as laranjas na quantidade de vitamina C. Pode ser usado para fazer pratos doces e salgados, bem como sucos, sorvetes e saladas de fruta.

  • Uva-passa

Apesar de geralmente ser consumida apenas em época natalina, a uva passa é indicada para os hipertensos. Ela reduza pressão arterial devido aos antioxidantes que são encontrados na casca da uva. O consumo ideal é uma colher de sopa de uva-passa diariamente.

  • Pêssegos e nectarinas

Um pêssego ou nectarina tem a quantidade certa de cálcio, magnésio, e potássio para uma pessoa. Fatias de pêssego fresco são deliciosas. Os pêssegos podem ser congelados, assim como as nectarinas, e podem ser usados para fazer sucos, vitaminas, ou até mesmo acompanhar outras refeições.

Verduras e legumes

  • Pimentão Vermelho

Um copo com pimentão vermelho equivale a 1% de cálcio, 4% de magnésio, e 9% de potássio. Você pode armazenar o pimentão vermelho na geladeira por até 10 dias. Procure mantê-lo sempre seco, mas sem deixar que ele desidrate. O pimentão vermelho pode ser congelado, para que possa ser usado futuramente.

Uma dica é deixá-lo já picado em cubinhos e congelado. Dessa forma fica bem mais fácil de usar em suas receitas. Esse é um legume que vai super bem em diversas receitas, como sopas, arroz, carnes, molhos de tomate e omeletes.

  • Beterraba

A beterraba é uma forte aliada no tratamento da pressão alta, pois diminui a pressão do coração, quando ele se contrai. Ela pode ser consumida cozida, em saladas, bolos e sanduíches, crua ou cozida. Seu suco também é uma ótima opção e pode ser usado como corante em bolos e doces.

  • Couve

A couve pode ser consumida crua ou cozida. Em qualquer uma das opções ela continuará fornecendo bons níveis de cálcio, magnésio e o potássio necessários para o dia-a-dia. A couve é muito consumida, pois tem uma grande quantidade de antioxidantes que ajudam a proteger as células.

O ácido alfa-linolênico, que está presente nela, é uma ótima fonte de gorduras que atuam como anti-inflamatório.

  • Brócolis

O brócolis é rico em cálcio, magnésio e potássio na quantidade ideal para o dia-a-dia. Ele é uma ótima fonte de fitonutrientes que ajudam a combater o câncer. Por possuir uma grande quantidade de fibras, o brócolis é um alimento importante, que sacia e diminui a sensação de fome.

Ele pode compor saladas ou até mesmo ser servido acompanhando carnes, massas ou molhos.

Peixes

  • Salmão

O salmão contém grandes quantidades de potássio. Além disso, possui diversos elementos benéficos à saúde, como ácidos graxos, ômega 3, etc. Eles ajudam a estabilizar o colesterol no sangue, diminuindo as chances de desenvolver doenças cardiovasculares.

  • Tilápia

Uma porção de 113 g irá fornecer boas porcentagens de magnésio e potássio na quantidade ideal para o dia. A tilápia tem um sabor suave e pode ser encontrada o ano todo nas versões fresca ou congelada. Ela pode ser assada ou cozinhada com temperos que realcem ainda mais o sabor.

Esse peixe apresenta níveis super baixos de toxinas ambientais e é uma ótima escolha sustentável.

Sementes

  • Sementes de girassol

Elas baixam a pressão arterial e são uma grande fonte de magnésio. No entanto, é importante frisar que as sementes de girassol devem ser consumidas sem sal, visto que sua finalidade é baixar a pressão. As sementes podem ser usadas em saladas, em iogurtes ou com quinoa.

  • Soja

Essa é mais uma incrível fonte de potássio, que pode incorporar as mais diversas receitas com diferentes temperos. Altamente nutritiva, a soja pode ser consumida de diversas formas saudáveis.

  • Oleaginosas

As nozes, amêndoas e avelãs ajudam muito a baixar a pressão arterial, pois apresentam uma grande concentração de polifenóis e ácido alfa linolênico. Procure fazer um mix delas e consumir pequenas porções ao longo do dia. Isso tornará sua saúde ainda melhor.

Demais alimentos

  • Chá-verde

Ele possui os polifenóis que são os principais agentes indicados no combate à pressão alta. No entanto, pessoas muito sensíveis à cafeína ou outros elementos que compõem o chá verde devem evitá-lo. Especialmente se for consumido à noite, visto que a cafeína presente nele pode fazer com que a pessoa perca o sono.

  •  Lombo de porco

O lombo de porco é benéfico para quem sofre de hipertensão. No entanto, é muito importante escolher um corte magro, com pouca gordura.

O ideal é comer o lombo cozido em uma panela de pressão ou assada no forno, com alguns condimentos.

  • Iogurte natural

Ele possui uma boa fonte de cálcio, magnésio e potássio.  Pode ser consumido em qualquer hora e qualquer refeição. Além disso, pode ser acrescentado a ele sementes ou granola, para deixar essa opção ainda mais saudável.

  • Feijão branco

Duas colheres cheias de feijão branco fornecem a porcentagem ideal de cálcio, magnésio e potássio.

O feijão branco tem muito destaque entre os vegetarianos, sendo cozido e usado nos principais pratos da dieta dos brasileiros.

  • Chocolates

O chocolate possui elementos chamados de flavonoides. Eles formam o óxido nítrico, que dilata os vasos sanguíneos, o que ajuda o coração a se manter saudável sempre.

  • Batata doce

Meia batata doce com casca proporciona quantidade necessária para um dia. A batata doce possui um elevado teor das vitaminas A, C, E e vitaminas do complexo B, que são essenciais para a pele e para a formação do colágeno.

A batata doce pode ser usada em saladas ou acompanhando os pratos principais.

  • Clara de ovo

Não tem nada de colesterol e também ajuda a acabar com as enzimas que estreitam os vasos sanguíneos. Ela age como os medicamentos usados por hipertensos.

No entanto, vale ressaltar que não deve ser consumida em excesso, pois pode acabar prejudicando os rins. É uma questão de equilíbrio.

Espero que tenha gostado dessa lista que separei. Tenho certeza que agora você pode incorporar alguns desses alimentos à sua dieta e torná-la ainda mais saudável, nutritiva e saborosa.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Saiba tudo sobre a Levotiroxina sódica – Suas aplicações e possíveis efeitos colaterais 🤔

Olá meninas! Hoje vou falar sobre a levotiroxina sódica. Ela é um medicamento sintético da tiroxina, que é indicado para o tratamento do hipotireoidismo.

Primeiramente, antes de continuar, vamos entender como ocorre o hipotireoidismo. A glândula da tireoide desempenha um papel super importante no corpo: ela é responsável pela produção de hormônios.

No entanto, algumas vezes essa glândula começa a produzir menos hormônios do que o ideal. É aí que acontece o diagnóstico de hipotireoidismo (ou seja, o organismo fica lento). A glândula da tireoide, que faz parte do sistema endócrino, fica localizada na região anterior do pescoço, ao redor da traqueia.

Seu tamanho médio normal nas mulheres é de 10 a 15 mL. Ela produz dois hormônios importantíssimos: triiodotironina e a tetraiodotironina, (T3 e T4), que controlam a forma como cada célula do corpo irá gastar energia metabólica. Toda essa produção é comandada pela hipófise, uma glândula no cérebro.

Esses hormônios de T3 e T4 são controlados pelo TSH, que funciona como se fosse uma espécie de alarme. Ele sinaliza quando esses dois hormônios estão em baixa ou em alta. Em suma, seus níveis devem estar sempre normais, nunca em menor ou maior quantidade.

E quando essa glândula produz uma quantidade de hormônios maior do que o necessário, provoca no organismo o chamado distúrbio do hipertireoidismo.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

A levotiroxina sódica emagrece?

A maioria das pessoas que usam esse medicamento de forma contínua e receitada pelo médico, afirmam que sim, conseguiram emagrecer. No caso do hipotireoidismo, o organismo fica lento, e portanto mais propenso ao acúmulo de gordura.

Uma vez que os hormônios estejam estabilizados com a levotiroxina sódica, o corpo passa a queimar as gorduras que estavam acumuladas, dando a ideia de emagrecimento. Portanto, esta é apenas uma consequência do remédio, e não a seu foco principal.

Qualquer pessoa pode usar?

Definitivamente não. Algumas pessoas que estão acima do peso acreditam que podem usar o medicamento para emagrecer, sem  nenhum risco. No entanto, isso pode ser extremamente perigoso para a saúde. A levotiroxina sódica é indicada somente para pacientes que apresentem  hipotireoidismo.

O uso excessivo e indiscriminado desse medicamento pode não somente causar efeitos colaterais perigosos para a saúde, como também desregular os hormônios de uma pessoa que estava saudável.

Quais os efeitos colaterais da levotiroxina sódica?

Assim como qualquer medicamento químico, a levotiroxina sódica também pode apresentar efeitos colaterais. Vai depender de como cada organismo reage, mas os  principais sintomas podem ser:

  • Reação alérgica;
  • Urticárias (grande irritação na pele, coceira);
  • Inchaço no rosto, nos lábios, na língua ou na garganta e dificuldades em respirar normalmente;
  • Batimentos cardíacos descompassados ou rápidos;
  • Febre;
  • Hipertermia;
  • Insônia;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Alteração de apetite;
  • Ciclo menstrual afetado;
  • Em casos raros, pode causar até mesmo a perda óssea.

Vale ressaltar que esse medicamento é contraindicado para pessoas que tiveram infarto recentemente, glândula da tireoide com produção excessiva de hormônios, bem como insuficiência da glândula suprarrenal.

É importantíssimo que gestantes, lactantes, crianças e idosos sejam imprescindivelmente orientados pelo médico, antes de fazerem uso desse medicamento. Nos casos de pacientes com histórico de hipertensão arterial, tuberculose, asma ou diabetes, antes de começar o uso do medicamento, é preciso que essas patologias sejam tratadas.

Alguns pacientes acabam associando o ganho de peso descontrolado com o uso desse medicamento, no entanto, os médicos e especialistas afirmam que essa informação não procede.

O que realmente faz com que o peso aumente é o problema na tireoide (hipotireoidismo). Como já citei, o metabolismo fica mais lento que o normal, e isso favorece o acúmulo de gorduras no corpo.

Por fim, o hipotireoidismo e o hipertireoidismo, são condições bastante delicadas, e que precisam ser tratadas de forma correta, fazendo sempre um acompanhamento e também fazendo uso dos medicamentos prescritos pelo médico de sua preferência.

Fatores de risco do hipotireoidismo

Existem alguns fatores como doenças autoimunes (condição onde o próprio corpo ataca as suas células), que podem estar relacionadas ao distúrbio da produção de hormônios. Essa é uma condição em que os médicos ainda não sabem explicar e determinar as causas com precisão.

Existem casos em que o paciente precisa passar por um procedimento cirúrgico, para que possa ser retirada uma parte da tireoide. Nesse caso, porém, é necessário fazer uma reposição hormonal pelo resto da vida, para que a perda dessa parte da glândula possa ser compensada.

Além disso, outros fatores de risco são:

  • Ser do sexo feminino;
  • Ter 60 anos de idade ou mais:
  • Possuir alguma doença autoimune;
  • Possuir histórico familiar de doença autoimune;
  • Fazer uso de algum medicamento que afete a produção dos hormônios da glândula tireoide;
  • Ter passado por sessões de radioterapia;
  • Ter realizado alguma cirurgia de retirada de parte da tireoide;
  • Ser gestante, lactante ou ter dado à luz no período dos últimos seis meses.

Quais os sintomas do hipotireoidismo?

  •  Fadiga;
  •  Sensibilidade grande ao frio;
  •  Prisão de ventre;
  •  Pele ressecada em excesso;
  •  Ganho de peso em curto espaço de tempo;
  •  Rosto inchado;
  •  Rouquidão;
  •  Sensação de fraqueza nos músculos;
  •  Colesterol alto;
  •  Rigidez, dores e sensibilidade nos músculos;
  •  Queda de cabelo;
  •  Batimentos cardíacos acelerados e descompassados;
  •  Ansiedade ou depressão;
  •  Problemas relacionados à memória;

Os sintomas do hipertireoidismo, geralmente são o extremo oposto ao hipotireoidismo: perda de peso rápida, taquicardia, arritmia, palpitações cardíacas, aumento da fome, ansiedade, nervosismo, irritabilidade, tremor nas mãos.

Além disso, suor excessivo, intolerância ao calor, funcionamento do intestino alterado, glândula tireoide visivelmente alterada, fadiga e fraqueza nos músculos, pressão alta, insônia, cabelo quebradiço, inquietação, dentre outros.

O que deve ser feito?

Nesses casos, você deve consultar um endocrinologista, para que ele possa recomendar o tratamento mais adequado e realizar os exames necessários para que possa ser feito o controle dos hormônios. Nos dois distúrbios, o médico deve ser consultado frequentemente, para que os hormônios se mantenham controlados.

Não só a levotiroxina sódica, mas qualquer medicamento não deve ser usado por conta própria, tampouco tomar uma dose acima do recomendado.  Além de ser extremamente prejudicial à saúde, isso pode desencadear outros problemas no organismo que antes estavam em perfeitas condições.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

You cannot copy content of this page