Categoria: Alimentação

🥇 Vigorexia: O que é? Como é feito o Tratamento? 🤔

Olá meninas! Hoje o post é sobre um distúrbio causado pelos padrões de beleza atuais. Já estive acima do peso durante muitos anos da minha vida e sei como é difícil se manter inabalável diante de tantas críticas. No entanto, me surpreendi recentemente em saber que um amigo meu estava tratando um quadro de Vigorexia.

Ele sempre foi aquela pessoa super fitness, que acorda cedinho para ir correr no parque, sabe? Mas notei que ele começou a pegar cada vez mais pesado na academia, para ganhar mais e mais massa muscular. No começo achei que fosse algo normal, mas depois comecei a me assustar.

Lembro que quando nos vimos ano passado ele parecia muito abatido. Perguntei se estava tudo bem com ele, se estava doente, e ele me disse que estava tudo certo. Só o corpo dele é que insistia em não chegar na forma ideal. Achei que era brincadeira porque, sinceramente, dava para ver de longe que ele era um daqueles caras fortões que vivia na academia.

Por via das dúvidas perguntei se ele estava brincando e ele me disse que não. Que sempre que se olhava no espelho não gostava do que via, e que tinha muita coisa para corrigir ainda. Aquilo soou um alarme na minha cabeça. Tentei de todas as formas fazer com que ele percebesse que não tinha nada para mudar, mas não adiantou.

Dei um jeito de mudar de assunto e disse que estava indo ao psicólogo e que aquilo estava me fazendo muito bem. Disse que tinha sido a minha melhor decisão, e que, ainda que existisse ainda um preconceito sobre ir a um psicólogo, eu não tinha vergonha nenhuma.

Afinal, saúde mental é sempre muito importante.

Ele disse que andava se sentindo meio para baixo e perguntou se eu podia passar o número. Passei na mesma hora, feliz por ele ter entendido meu recado. O resultado? um m~es depois ele me ligou dizendo que queria marcar um café comigo e com meu marido para agradecer.

Quando nos encontramos, reparei logo de cara que o aspecto dele estava muito melhor. Ele foi logo me agradecendo por indicar o psicólogo. Admitiu que tinha sido diagnosticado com Vigorexia e nos explicou sobre oque se tratava. Disse que se eu não tivesse indicado o psicólogo, ele corria graves riscos à saúde, porque estava, na ápoca, fazendo uma dieta maluca que deixou a saúde dele totalmente comprometida.

Fiquei pasma, porque, para mim, as únicas pessoas que sofriam com as pressões do corpo ideal eram as que estavam acima do peso. Isso serviu como uma lição para mim de que todo mundo enfrenta batalhas diariamente as quais não temos a mínima ideia. Fiquei felicíssima por ter ajudado meu amigo a se recuperar desse transtorno, sinceramente.

Isso me levou a pesquisar ainda mais sobre esse distúrbio e trazer aqui para você, minha amiga leitora, tudo o que eu aprendi sobre ele. Portanto, se você quer saber mais, é só continuar lendo até o final!

O que é vigorexia?

A Vigorexia é também chamada de Síndrome de Adônis. Em termos científicos, é conhecida como Transtorno Dismórfico Muscular (TDM). Seja qual for o nome pelo qual as pessoas conhecem, essa síndrome é algo que precisa ser tratado.  Ela é definida como uma enfermidade psicológica e tem como principal característica uma constante insatisfação com a própria forma física.

Essa disfunção é responsável por fazer com que a pessoa passe a ficar dependente de atividades físicas. Além disso, as pessoas também costumam ficar extremamente obcecadas em aumentar a musculatura corporal. Não é nada incomum que essa disfunção chegue a levar até mesmo a quadros de depressão e ansiedade.

De modo geral, pode-se dizer que esse distúrbio acaba afetando mais os homens. Especialmente aqueles que tem uma rotina de exercícios e que buscam sempre um corpo ideal. O problema é que a Vigorexia surge quando essas pessoas excedem seus limites e nunca se dão por satisfeitos com sua forma física.

Ainda que seja bem mais comum em homens, nada impede que essa disfunção acabe atingindo também as mulheres. Afinal, a pressão da sociedade para que nós, mulheres, tenhamos sempre um corpo perfeito, com tudo no lugar ainda se faz presente.

Aliás, vale ressaltar que a vigorexia é tida como uma desordem psicológica e é muito parecida com a anorexia. Nos dois casos existe uma preocupação exacerbada com a forma física e o desejo de alcançar algo diferente.

Quais as causas da Vigorexia?

De modo geral, pode-se dizer que a Vigorexia surge quando o psicológico de uma pessoa é afetado. Isso pode surgir quando a pessoa recebe críticas sobre seu corpo, sobre a demora para ganhar massa muscular, entre outros. Os próprios padrões irreais de beleza e saúde são um dos motivos. Pessoas mais propensas acabam sendo afetadas por não conseguirem alcançar aquele exemplo de perfeição.

Existem ainda alguns indícios de que a doença tenha um cunho genético, mas são casos mais raros. De modo geral ela é causada quando a pessoa tem seu psicológico abalado e sente-se sempre insatisfeita com o próprio corpo, por mais musculoso que seja.

Quais os sintomas da Vigorexia?

O sintoma que mais caracteriza a Vigorexia é o fato de uma pessoa ter uma imagem distorcida do próprio corpo, mas há outros aspectos que levam a um diagnostico desse transtorno como:

  • Treino para desenvolvimento dos músculos de forma excessiva;
  • Preocupação desmedida com o próprio corpo;
  • Uso descontrolado de anabolizantes;
  • Passar a fazer restrição de alimentos;
  • Falta de apetite;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade em excesso;
  • Depressão;
  • Quadros de insônia;
  • Uso excessivo de suplementos;
  • Uso de automedicação;
  • Excesso de cirurgias plásticas;
  • Baixa autoestima;
  • Cansaço persistente.

Um ponto chave é que, geralmente, certos detalhes mínimos no corpo, os quais as outras pessoas geralmente não reparam, ganham uma atenção muito maior pelas pessoas com vigorexia. Essa pessoa sempre fica ansiosa para corrigir logo esses pequenos defeitos que somente ela enxerga. Essa ansiedade vai se agravando cada vez mais, ocasionando a Vigorexia.

Quem pode identificar a Vigorexia?

Primeiramente, de modo geral, a pessoa que apresenta esse distúrbio muito raramente percebe o que está se passando. Na maioria das vezes a pessoa simplesmente acredita realmente que seu corpo precisa melhorar cada vez mais. O que geralmente acontece é alguém próximo à pessoa que percebe os sintomas desse transtorno. Na maioria dos casos a outra pessoa percebe quando o indivíduo descreve o próprio corpo de uma forma distorcida.

Outra forma de reconhecer a pessoa que tem vigorexia é notar que ela passou a fazer exercícios físicos com  muita frequência. Geralmente chega ao ponto de abandonar quaisquer outras atividades importantes da sua vida para ir em busca da forma física ideal.

É justamente por essa razão que todas as pessoas precisam aprendam a identificar os sintomas da vigorexia. Quanto mais rápido é feito o diagnóstico dessa doença e o tratamento for iniciado, maiores serão as chances de cura.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais as consequências da Vigorexia?

Quando a pessoa começa a buscar um corpo perfeito, praticamente inatingível, ela começa a se cobrar ao extremo. Essa atitude leva a pessoa a mudar bruscamente seus hábitos alimentares. E o problema é que, infelizmente, essa mudança acaba sempre sendo prejudicial.

Isso porque, ao mudar os hábitos alimentares, muitas vezes essa pessoa deixa de consumir certos alimentos que são essenciais para a saúde.

Ao deixar isso de lado, a pessoa fica com a saúde comprometida e ainda por cima aumenta o risco de doenças e infecções.

Afinal, deixando de consumir os nutrientes e as vitaminas necessárias., o sistema imunológico enfraquece e torna a pessoa mais suscetível a problemas relacionados à saúde.

Outras consequências que esse distúrbio traz consigo são a baixa autoestima e a dificuldade extrema da pessoa conseguir socializar com as outras. Para as pessoas que sofrem de vigorexia, o próprio corpo passa a ser a coisa mais importante de todas.

Assim, tudo o que acontece no mundo exterior acaba perdendo a importância. Ao logo do tempo essas pessoas passam a se isolar cada vez mais e fazer dos treinos o seu único objetivo de vida.

Nos casos ainda mais graves, a pessoa com vigorexia começa a praticar exercícios muito pesados sem nenhum descanso. Além disso, elas também passam a realizar cirurgias plásticas desmedidamente.

Todas essas questões acabam levando a complicações futuras para o corpo e também para a mente.

É muito comum que essa sobrecarga nos treinamentos acabe sendo prejudicial aos músculos, ossos e articulações, muitas vezes de forma irreparável. Caso a pessoa faça uso regular de anabolizantes durante longos períodos, estará propensa a diversas complicações.

Seu fígado e seus rins podem sofrer severos danos e além disso a pessoa pode desenvolver hipertensão e até mesmo aumentar as chances de um ataque cardíaco. Vale ressaltar que o consumo de anabolizantes também tem outras complicações. As principais delas são  os problemas de infertilidade, impotência e também o aparecimento de ideias suicidas.

Além disso, esse transtorno pode afetar não somente a saúde, mas diversas outras áreas da vida da pessoa. Aliás, na maioria dos casos os portadores desse transtorno acabam reduzindo o número de horas de trabalho ou de estudo. Isso é bastante sério e geralmente leva a problemas também nessas áreas.

Portanto, como resultado dessas atitudes, não é incomum que a pessoa se sinta mais e mais solitária. Com isso, a depressão encontra um ambiente propício para se instalar. Vale ressaltar que por volta de 58% das pessoas que tem vigorexia relatam também sintomas de depressão.

Como é feito o tratamento da Vigorexia?

O tratamento do quadro de Vigorexia se dá principalmente por meio do acompanhamento com um psicólogo ou então um psiquiatra. Esse o profissional irá ajudar o portador da Vigorexia a se aceitar e também voltar a ter uma autoestima elevada. Ainda que não seja um processo rápido, é preciso ser persistente e não desistir do tratamento. O acompanhamento de um profissional é imprescindível para que haja a reversão desse quadro.

Saiba que por meio da terapia, a pessoa aprende a se amar e aceitar seu corpo. Além disso, a forma como a pessoa enxerga seu próprio corpo também sofre uma mudança.

Depois de um tempo de tratamento ela vai parar de reparar somente naqueles pequenos defeitos corporais e poderá se focar no que realmente importa, que é sua saúde. Aliás, vale lembrar que mediante o acompanhamento de um profissional a saúde se restabelece como um todo. Juntamente com o psicólogo, a pessoa também pode ter a assistência de um nutricionista, que poderá indicar uma dieta saudável, mas que inclua as vitaminas e elementos necessários à saúde.

O auxílio de um nutricionista é muito importante, pois, como foi mostrado, muitos portadores de Vigorexia acabam adotando uma dieta extremamente pobre em nutrientes. O acompanhamento profissional permite que a pessoa recupere sua saúde e permite ao seu sistema imunológico um restabelecimento.

Além disso, nos casos em que a pessoa estiver com alguma lesão causada pela pela rotina desmedida de treinos, é super recomendado o acompanhamento de um fisioterapeuta. Com toda essa ajuda, a pessoa estará pronta para recuperar seu corpo e sua mente.

Casos de Vigorexia entre as Mulheres

Justamente por se tratar de uma doença relacionada aos padrões estéticos, a vigorexia também pode acontecer, como já foi dito, nas mulheres. Ainda que ocorra com uma frequência menor, não deixa de ser importante falar sobre isso.

Existe uma quantidade enorme de elementos que influenciam diretamente o desenvolvimento da vigorexia nas mulheres. Existem os fatores emocionais, os fatores socioeconômicos e também os fatores psicológicos. Justamente por isso, a Vigorexia não pode ser denominada como um transtorno que ocorre apenas entre o público masculino.

A vigorexia feminina é uma desordem que surge da mesma forma em que ocorre nos homens. Ou seja, aqueles padrões de corpo inatingíveis, que levam à prática desordenada de esportes, que por sua vez levam a transtornos alimentares e por fim levam à perda da vida social e da vida profissional da mulher.

Isso é muito sério e ouso dizer que ainda que ocorra com uma frequência menor nas mulheres, acaba sendo ainda pior.

Isso porque nós mulheres somos alvo de inúmeras pressões diariamente. Seja a forma como nos vestimos, como falamos, ou como temos que parecer.

Sempre tem alguém querendo participar com uma opinião sobre qualquer assunto. Isso tudo nos leva a almejar padrões que são impossíveis de alcançar.

A principal diferença entre a Vigorexia nos homens e nas mulheres está no que a pessoa almeja. No caso dos homens, como no exemplo do meu amigo, ocorre uma vontade interminável de ganhar mais e mais massa muscular. Enquanto isso, no caso das mulheres a Vigorexia se caracteriza por um transtorno alimentar, como a anorexia e a bulimia. Nesse caso a busca é de um corpo mais magro, da famosa “barriga chapada”.

Seja como for, a Vigorexia sempre surge da pressão externa por um corpo ideal. É extremamente importante se dar conta de que não existe nem nunca existirá um corpo ideal. Sabe aquelas modelos nas revistas? A imagem é completamente tratada e corrigida, para anular qualquer imperfeição. A vida real é muito diferente do padrão que a indústria impõe. Ter imperfeições não nos faz piores, nos faz simplesmente humanos.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Clara de ovo pasteurizada: O que é? Para que serve? Quanto custa? 🤔

Para as pessoas que procuram uma dieta rica em proteínas, como os atletas, os fisiculturistas entre outros, uma ótima escolha é a clara de ovo. Ela contém uma proteína chamada albumina, diversos aminoácidos e também um alto valor biológico.

O problema, no entanto, é que o consumo de ovo cru pode aumentar a possibilidade de transmissão da Salmonela. Essa é uma doença que pode ocasionar infecções graves, visto que para matar as bactérias do ovo, deve-se cozinhar bem o alimento. Existe, no entanto, uma opção bem melhor, mais saudável e também mais prática do que consumir ovos crus: a clara de ovo pasteurizada.

Você conhece essa opção? Sabe das suas vantagens? Se qualquer uma das respostas for não, então esse artigo foi feito para você! Basta ler até o final para saber tudo sobre a clara de ovo pasteurizada, suas vantagens e formas de utilizar. Vamos lá?

O que é clara de ovo pasteurizada?

A Clara de ovo pasteurizada foi criada por meio de um processo totalmente mecânico, que separa as gemas das claras e então submete-as a um processo térmico a cerca de 72º C, para que possa ser feita a pasteurização.

Todo o processo de limpeza passa por essas altas temperaturas, eliminando dessa forma as bactérias e outros microrganismos que possam ser prejudiciais ao organismo.

Portanto, esse processo elimina todos os microrganismos patogênicos e os parasitas que podem estar presentes na clara do ovo. Se esse processo não for feito, as claras podem conter uma bactéria chamada salmonela. Essa bactéria transmite a salmonelose: uma doença que provoca diarreia, febre e vômitos. As claras de ovo pasteurizadas são vendidas em embalagens semelhantes às de leite.

Quais os benefícios da clara de ovo?

Ela é uma fonte alternativa de alimento, que não somente melhora a saúde, como também traz inúmeros benefícios para o bem estar geral. Separei as principais vantagens em seu consumo, para que você considere incluir as claras de ovo na sua alimentação:

Sem colesterol

O colesterol presente nos ovos é concentrado somente na gema. Ao consumir somente a clara, você estará eliminando essa concentração significativa de colesterol da sua dieta.

Alto teor de proteína

A clara de ovo também é uma incrível fonte de proteína, considerada a principal e seguida da carne magra, frango e peixe. As claras de ovo pasteurizadas contribuem para o aumento das proteínas no organismo sem contribuir com colesterol ou outras substâncias que possam ser nocivas.

Baixas calorias

O ovo branco contém somente 16 calorias, enquanto a gema pode conter cerca de 55 calorias. Se você fizer exercícios físicos regularmente, poderá eliminar essa quantidade em pouco tempo.

Clara de ovo pasteurizada vs não pasteurizada

A clara de ovo pasteurizada e a clara de ovo não pasteurizada tem as mesmas propriedades do ovo. No entanto, em relação aos benefícios para o consumo diário, são totalmente diferentes.

Clara de ovo pasteurizada é mais saudável

O benefício com maior destaque em relação ao ovo normal é o fato de que o consumo do produto pasteurizado está livre de qualquer tipo de bactéria, especialmente a salmonela;

Livre de odores

Devido ao processo de pasteurização em altas temperaturas pelo qual o produto passa,  não existe aquele famoso cheiro desagradável de ovo. Afinal, isso é totalmente relevante para quem costuma consumi-lo cru.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Produto de qualidade

Consumindo a clara de ovo pasteurizada, você tem a certeza de que, mesmo antes do processo de pasteurização, os ovos usados foram bem selecionados. Afinal, ovos estragados não servem.

Sem desperdício

Evita o desperdício, especialmente para quem costuma consumir apenas a clara do ovo. Pense em quantas gemas seriam desperdiçadas nesse processo.

Mais tempo para consumo

As embalagens com as claras de ovos pasteurizadas possuem uma data de validade bem maior do que os ovos naturais.

Economia de tempo

Sem precisar fazer aquele processo de separação entre clara e gema, você poupa muito mais tempo.

Melhor momento para consumir a clara de ovo pasteurizada

É possível consumir a clara de ovo pasteurizada a qualquer momento, por pessoas comuns e também por atletas. Elas podem, inclusive, ser consumidas no pós-treino. Para os praticantes de musculação, é ideal que seu consumo seja feito antes de ir dormir.

Dessa forma, você ajudará o organismo no processo de catabolismo. Esse processo é a degeneração do tecido muscular após o cansaço dos músculos. Isso pode ser devido a exercícios mais pesados, falta de descanso e até mesmo devido à má alimentação.

Além disso, seu consumo também ajuda no processo de anabolismo e no processo de construção de tecido muscular. Isso tudo é feito à noite, durante o sono.

Entretanto, existem profissionais que recomendam seu consumo no cafe da manhã. As pessoas que consomem clara de ovo durante o café da manhã apresentam maior atividade nas áreas do cérebro que controlam a sensação de satisfação e recompensa.

Pode se comer várias claras de ovo por dia?

Não existe nenhuma razão para evitar isso, embora também não haja nenhuma recomendação, exceto para os atletas e fisiculturistas. A única dificuldade é saber quantas claras estão contidas, visto que a embalagem mostra somente o peso total.

Aliás, diversas marcas não apresentam um indicador ou a informação de quanto se deve consumir em peso do produto para saber o equivalente em ovos. Se você deseja 8 claras de ovos, por exemplo, como pode saber a quantidade de claras de ovos que deve ser retirada da embalagem?

Para resolver questão, você pode recorrer à balança de cozinha (digital) para pesar as claras. Essa é, de longe, a maneira mais precisa para saber quantas claras você está consumindo. Se você não tiver uma balança digital, pode fazer o cálculo conforme mostrado abaixo:

1 clara de ovo de tamanho médio = 30 gramas

2 claras de ovo = 60 gramas

3 claras de ovos = 90 gramas

5 claras de ovo = 150 gramas

10 claras de ovo = 300 gramas

Como consumir as claras de ovo pasteurizadas?

Do jeito que vem na embalagem, o gosto da clara de ovo pasteurizada não é um dos melhores, por isso é indicado juntar as claras a outros alimentos. Você pode fazer diversas coisas: bater até atingir o ponto de neve, despejar canela e um pouco de suco de limão ou então outras frutas e colocar o microondas.

Outra opção é, depois que bater a clara em neve, misturar com fatias de banana e aveia. Pode acrescentar também canela e mel e bater mais tarde com um mixer ou liquidificador para fazer um shake nutritivo e delicioso.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Kefir: O que é? Quais os benefícios? Veja a receita! 🤔

Olá meninas! Hoje vou falar sobre o Kefir. Essa é uma ótima opção para fazer em casa e aproveitar todos os benefícios que ele oferece. Além disso, essa é uma opção maravilhosa para as pessoas intolerantes a lactose.

Ficou curiosa? Quer saber como cultivar o seu Kefir? Então leia esse artigo até o final para saber tudo sobre o Kefir. Vamos lá?

O que é Kefir?

O Kefir tem sua origem na Europa Oriental e no sudoeste da Ásia. Seu nome provém da palavra turca keyif, que significa “sentir-se bem” logo depois de comer. Kefir é o nome utilizado para chamar tanto o conjunto de microrganismos que é utilizado para fazer o Kefir, quanto o próprio Kefir pronto para consumo.

Os grãos do Kefir são formados pelas culturas de leveduras e bactérias do leite. Eles geralmente são brancos e semelhantes visualmente a uma couve-flor.

Ao adicionar esses grãos ao leite de vaca ou então ao leite de cabra, esses microrganismos agem fermentando os açúcares contidos no leite. Dessa forma surge a bebida do Kefir, que tem um tempo de fermentação de, em média, 24 horas. Também é bastante comum, ao invés de utilizar leite, prepará-lo com água.

Quando todo esse processo é finalizado, você pode remover os grãos. Dessa forma, poderá utilizá-los novamente para obter mais Kefir.

Quais os benefícios do Kefir de leite?

Grande parte dos benefícios que o Kefir oferece deriva da sua natureza probiótica e também das mudanças que ele produz no leite. No entanto, existem ainda diversas outras vantagens, como:

  • Auxílio a Problemas Digestivos:

Os alimentos probióticos, como o Kefir, geralmente contêm microrganismos vivos que se hospedam no intestino e ajudam a manter as bactérias intestinais equilibradas.

Aliás, você sabia que a fonte de probióticos mais conhecida pelas pessoas é o iogurte, mas que o Kefir tem um número ainda maior de probióticos do que o iogurte?

É justamente por esse motivo que o Kefir é muito eficaz no combate a certos problemas digestivos, como diarreia, a síndrome do intestino irritável, além das infecções bacterianas, entre outras.

  • Combate a osteoporose e auxilia na saúde óssea:

A osteoporose tem como principal característica a deterioração do tecido dos ossos e é bastante comum entre as mulheres mais idosas. O Kefir do leite é uma incrível fonte de cálcio e de vitamina K2. Esses nutrientes são imprescindíveis para manter os ossos saudáveis e também ajudam a prevenir o desenvolvimento da osteoporose.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

  • Previne infecções bacterianas:

Devido à grande quantidade de probióticos contidos nele, o Kefir é capaz de proteger o organismo contra determinadas infecções causadas por bactérias.

  • Alivia sintomas de asma e alergias:

De modo geral, as reações alérgicas são uma resposta inflamatória resultante da luta do nosso organismo contra algumas substâncias ambientais que podem parecer ofensivas. De acordo com estudos realizados em animais, o Kefir é capaz de eliminar estas respostas anti-inflamatórias e, desse modo, melhorar os sintomas de alergias e da asma.

  • Intolerância a lactose

O organismo das pessoas que tem intolerância à lactose, geralmente é incapaz de decompor e digerir adequadamente a lactose contida nos produtos derivados do leite. Quanto ao Kefir, ele contém bactérias do ácido láctico, que fazem com que a lactose seja convertida em ácido láctico. Além disso, o Kefir também contêm enzimas que ajudam na decomposição da lactose.

Desse modo, as pessoas que apresentam intolerância a lactose, geralmente não tem problemas ao consumir o Kefir.

De qualquer forma, também é possível fazer Kefir com outros líquidos, como suco de frutas, chá, água de coco etc.

  • Inibe o câncer

Foram realizados alguns estudos que mostraram que o Kefir é capaz de inibir o crescimento das células cancerígenas. Os probióticos contidos no Kefir tem a capacidade de reduzir a formação de compostos carcinogênicos e, dessa forma, inibir o crescimento dos tumores.

Como fazer o Kefir de leite em casa

Geralmente, você consegue encontrar bebidas de Kefir em supermercados e também em lojas de produtos naturais, mas também tem a opção de fazer em casa. Se você não possui os grãos do Kefir e também não conhece ninguém que tenha, pode encontrar na internet. Sempre existem pessoas doando Kefir.

Ingredientes:

  • 1 ou 2 colheres de sopa de grãos de Kefir
  • 1 frasco com tampa
  • 2 xícaras de leite, de sua preferencia vaca, cabra etc.

Modo de preparo:

Coloque os grãos de Kefir no frasco e adicione o leite. Tente não encher o recipiente, deixe 2/3 livre.

Feche a garrafa e deixe descansar entre 12 e 36 horas à temperatura ambiente.

Quando começar a ter uma consistência irregular, coe com filtro ou peneira de plástico. Nunca use utensílios de alumínio para manipular o Kefir, nem mesmo talheres. Se você quiser beber fresco, deixe na geladeira por um tempo para esfriar e sirva depois.

Quais os benefícios do Kefir de Água?

O Kefir de Água é bem menos utilizado, quando comparado ao Kefir de leite, mas seu consumo frequente também traz diversos benefícios ao organismo.

O efeito do Kefir de água sobre o corpo é incrível, pois melhora a saúde por meio do fortalecimento do sistema imunológico e do sistema digestivo. Além disso, ajuda a eliminar as toxinas do corpo e a eliminar mais facilmente as gorduras e os elementos residuais, fazendo com que não se acumulem no corpo.

O Kefir de água ajuda também a reduzir a vontade de comer alimentos açucarados. Existem diversos estudos mostrando que as  pessoas que consomem frequentemente chocolate ou doces possuem uma composição bacteriana intestinal diferente das pessoas que não tem essa vontade. Além disso, seu consumo também inibe o desejo de consumir carboidratos.

Assim como ocorre com o Kefir de leite, o Kefir de água é desintoxicante e depurativo. Os microrganismos probióticos contidos nele melhoram a digestão e eliminam as toxinas e substâncias nocivas que percorrem o intestino.

Como fazer o Kefir de água em casa?

Primeiramente, vale ressaltar que os grãos do Kefir de água são os mesmos grãos que os do Kefir de leite. O que muda é a forma de prepará-los. Veja:

Ingredientes:

  • 1 frasco de vidro
  • 1 litro de água mineral
  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 1/2 limão
  • Suco da metade de um limão
  • 3 colheres de sopa de grãos de Kefir
  • 3 frutas secas podem ser ameixas, tâmaras, damascos secos, figos etc..

Modo de preparo:

Coloque no frasco de vidro todos os ingredientes, a água, os grãos, as frutas, a metade e o suco do meio limão mais o açúcar e agite bem.

Coloque uma gaze ou um papel toalha na parte superior com um elástico, para evitar que a poeira entre no frasco.

Nunca feche o recipiente completamente (com uma tampa). Deixe fermentar por 2 ou 3 dias.

Após o tempo de fermentação, coe com um filtro de plástico (nunca use coador de alumínio).

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

 

🥇 Alimentos Ricos em Fibras: saiba tudo AQUI! 🤔

Olá meninas! Atualmente, grande parte das pessoas já sabe que uma quantidade elevada de fibras no organismo é imprescindível para se manter saudável. Afinal, as fibras têm como principal função auxiliar no trato intestinal, evitando que ocorra o inchaço abdominal, a dor de cabeça e as outras consequências do intestino preso.

Existem diversos produtos que prometem a reposição de fibras, como os iogurtes. No entanto, é possível ingerir esse nutriente por meio de alimentos. Basta acrescentá-los pouco a pouco na dieta. Se você deseja saber mais sobre alimentos que são fontes de fibra, esse artigo é para você! Vamos lá?

Por que as fibras são importantes?

Não é nada incomum encontrar nos rótulos, sejam de produtos industrializados ou naturais avisos sobre a presença de fibras, para que os consumidores fiquem atraídos. Realmente, esse nutriente é super importante para o funcionamento saudável do corpo, inclusive para o emagrecimento.

As pessoas que não têm um intestino ativo tendem a ficar com o abdômen inchado e reter líquidos. Isso é solucionado pela  ingestão de fibras, que tornam a flora intestinal mais saudável.

Além disso, os alimentos ricos em fibras também costumam reduzir a fome.  As fibras deixam o estômago saciado por mais tempo. Com a menor ingestão de alimentos, o emagrecimento é facilitado. As fibras também ajudam a equilibrar os níveis de açúcar no corpo. Isso faz delas grandes aliadas no combate à diabetes.

Além de tudo isso, o consumo regular de fibras ajuda a melhorar o humor. Todos sabemos que os problemas intestinais costumam deixar as pessoas desconfortáveis e irritadiças. Com o trânsito intestinal normalizado, o bom humor pode ser restaurado.

Quais são os alimentos ricos em fibras?

As leguminosas são uma ótima fonte de fibra. Principalmente o feijão preto, que também contém magnésio e altos níveis de cálcio. Além disso, é importante consumir lentilhas para repor as fibras. Você encontra 8 g de fibras a cada 100g de lentilha, que, aliás, também contém vitamina C.

Diversos grãos beneficiam a saúde por serem ricos em fibras, como a aveia. Ela contém vitamina do completo B e é ótima para manter o peso. A quinoa é outro grão bastante consumido por quem busca uma vida saudável. Aliás, ela pode substituir o arroz branco.

Os alimentos integrais também são uma ótima forma de incluir as fibras na alimentação, como o pão integral. Ele é ideal para quem gosta de pão, mas não quer engordar, pois apresenta 1,1 g de fibras. O arroz integral também possui um alto nível de fibras e é muito mais saudável que o arroz branco. Aliás, ele melhora a saciedade e contém cálcio.

As frutas são uma ótima pedida para quem precisa consumir fibras.

Muitas frutas contam com esse nutriente e são ótimas para consumir cruas ou para fazer receitas. A maçã, por exemplo, tem altos níveis de fibra, além de vitamina A e ferro. Para aproveitá-la completamente, você pode comer em pedaços assados, com um pouco de canela ou de aveia. Outra receita incrível é consumi-la juntamente com iogurte natural.

O morango é uma opção mais doce, mas que também contém bastante fibra: meia xícara d morangos somam 3 g. É ideal para fazer vitaminas naturais ou então para ser comido sozinho. Além disso, pode-se adicionar linhaça em cima ou até mesmo aveia.

As amêndoas possuem um número incrível de fibras: cada porção de 100 g apresenta 12 g desse nutriente. Portanto, é muito importante não abusar. No entanto, pode-se comer algumas como lanche ou então acrescentá-las em bolos light, por exemplo. Aliás, a amêndoa também possui gorduras boas para a saúde e muita proteína.

O consumo regular de pera também é muito indicado para a reposição de fibras. Entretanto, é preciso comê-la com a casca. Assim, você estará ingerindo 5,5 g de fibra. Escolher as mais aguadas é uma boa opção para quem deseja comer a pera crua, podendo-se também assá-la com canela.

A banana é muito conhecida por ser uma fonte incrível de potássio, mas ela tem mais de 3 g de fibras. Por isso, comer banana picada com aveia é um ótimo café da manhã para o dia-a-dia.

A uva passa não precisa ser consumida apenas no Natal: é muito importante comê-la durante todo o ano, pois ela concentra 3,6 g de fibras a cada porção de 100 g. Isso sem falar que também possui vitamina C.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

https://youtu.be/bAfCDhhQR8Q

Qual é a diferença entre fibra solúvel e fibra insolúvel?

Elas são duas categorias de fibras e as duas trazem benefícios ao corpo: as fibras insolúveis são as que não se dissolvem na água e sua função é melhorar o funcionamento do intestino. Além disso, elas também reduzem as doenças comumente associadas ao sistema excretor, como as hemorroidas.

As fibras solúveis, por sua vez, são as que se dissolvem na água. Elas criam uma espécie de gel que ocupa uma parte do estômago. Por esse motivo, geralmente diminuem a fome. Existem ainda outros benefícios das fibras solúveis, como: baixar o nível de açúcar e também de colesterol ruim.

Como incluir as fibras na alimentação?

Consumir descontroladamente alimentos ricos em fibras, no entanto, pode fazer mal ao intestino. Por ser muito estimulado, pode gerar flatulência e outros desconfortos. Sendo assim, é preciso incluir a fibra na dieta aos poucos. Uma ótima forma de fazer isso é verificar os rótulos dos produtos. Ao invés de comprar o biscoito que não fibras,  por que não levar um semelhante, mas que tenha uma quantidade maior de fibras?

Existem ainda alguns alimentos que devem ser consumidos em menor quantidade quando se pretende ter uma dieta rica em fibras. São eles: o polvilho, a semolina, a farinha de trigo refinada, a maisena, o fubá e, acima de tudo, o arroz branco.

Além de consumir alimentos ricos em fibras, é indispensável consumir muita água diariamente. Independentemente se a sua intenção for melhorar o trânsito intestinal ou conseguir saciedade. Saiba que nenhum dos efeitos vai ser alcançado se você não consumir os níveis apropriados de água.

Caso você procure aveia em flocos, você encontra na sessão de cereais do supermercado. Além disso, você também encontra em lojas de produtos naturais, que oferecem várias versões da aveia, até mesmo em farinha. Essas lojas também costumam vender quinoa e amêndoas, além de balas dietéticas, com boas concentrações de fibras.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Óleo de Peixe – O que é? Quais os seus benefícios? Saiba tudo AQUI! 🤔

Olá meninas! Estamos sempre buscando uma vida mais saudável, com mais proteínas e vitaminas, não é?  Para isso, muitas pessoas consomem mais suplementos alimentares. Eles prometem reposição dos nutrientes perdidos e alguns outros benefícios, como a perda de peso.

Um desses suplementos incríveis é o óleo de peixe. Ele é rico em vitaminas e minerais e traz benefícios não somente para a saúde, mas para o uso cosmético. Afinal, ele é capaz de melhorar a beleza, atuando de dentro para fora.

Se você procura um suplemento alimentar que te ajuda em vários aspectos, definitivamente precisa descobrir o óleo de peixe. Tenho certeza que esse artigo será de grande ajuda para você, minha amiga leitora! Quer descobrir tudo sobre esse suplemento? É só ficar comigo até o final do testo. Vamos lá?!

 

O que é o óleo de peixe?

O óleo de peixe é um tipo de gordura extraído de peixes marítimos como o salmão, o atum e o bacalhau. Ele possui diversas vitaminas e minerais em sua composição. Saiba que cada uma delas atua em diferentes partes do corpo, garantindo uma saúde de ferro.

Para você, minha amiga, ter uma ideia, o óleo de peixe contém:

  • Gorduras saturadas;
  • Gorduras poli-insaturadas;
  • Gorduras monoinsaturadas;
  • Vitaminas A, B6, B12, C;
  • Cálcio;
  • Ferro;
  • Magnésio;
  • Carboidratos;
  • Sódio.

Aliás, ele pode inclusive ajudar quando alguma delas estiver em falta, funcionando como uma suplementação ao organismo.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais os benefícios do óleo de peixe?

O óleo de peixe possui diversos benefícios à saúde. Ele auxilia, por exemplo, no tratamento de doenças graves, como o Alzheimer e o mal de Parkinson. Além disso, previne:

  • Doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos e o AVC;
  • A diabetes;
  • O reumatismo;
  • E pode também reduzir a pressão arterial.

Além disso tudo, o consumo frequente de óleo de peixe:

  • Melhora as funções cognitivas;
  • Aumenta a saúde das unhas, dos cabelos e da pele;
  • E ajuda também a perder peso!

Veja agora um resumo dos seus principais componentes e os benefícios de cada um deles:

Ômega 3

O óleo de peixe é extremamente rico em ômega 3. Esse componente aumenta a saúde dos olhos, protegendo-os contra a degeneração macular (DMRI). Essa doença causa a perda do centro do campo de visão e pode acontecer tanto de forma seca (quando o centro da retina acaba se deteriorando), como na variedade úmida (na qual vasos sanguíneos com vazamentos se espalham sobre a retina).

Ao consumir o óleo de peixe, você previne, também a síndrome do olho seco. Essa é uma doença mais comum em mulheres de meia-idade ou então na fase da menopausa. Ela é caracterizada por olhos secos, avermelhados e inflamados, que se tornam bastante sensíveis à luz.

O ômega 3 presente no óleo de peixe ajuda também a fortalecer o sistema imunológico, prevenindo o surgimento de doenças mais comuns, como resfriados, tosses e gripes.

Colesterol bom

O óleo de peixe vem se mostrando bastante eficiente também na proteção do sistema cardiovascular, visto que diminui os níveis de LDL, conhecido como colesterol ruim e dos triglicérides. Além disso, ele aumenta a concentração de HDL, chamado de colesterol bom, no organismo.

Essa combinação poderosa limpa as artérias, retirando os coágulos e prevenindo algumas doenças como derrames, AVC, infartos e também arritmias cardíacas.

Colágeno

Ao consumir óleo de peixe regularmente, você estimula a produção de colágeno. Ele é o responsável por deixar suas unhas, sua pele e seus cabelos bonitos e saudáveis. O colágeno devolve a eles a força e evita que eles se tornem quebradiços e sem vida.

Serotonina

Além de todos os benefícios já vistos, o consumo de óleo de peixe ajuda ainda a aumentar os níveis de serotonina, que é o hormônio da felicidade. Quando está presente em níveis adequados, a serotonina diminui os sintomas da depressão, da ansiedade e também os ataques de pânico, além de ajudar no combate ao stress.

O que é o ômega 3 e porque ele é tão importante?

Como você pôde perceber, em boa parte desse texto eu falei sobre o ômega 3, que está presente em grandes quantidades no óleo de peixe. Mas, afinal de contas, o que é esse composto e porque ele é tão importante para a saúde?

O ômega 3 é considerado um conjunto de gorduras que são encontradas somente em alguns peixes de água fria, como o salmão, a cavala, o atum, o arenque e a sardinha. É importante frisar que o Ômega 3 não é produzido pelo corpo humano.

Ele é formado por ácidos graxos poli-insaturados, e é considerado um incrível anti-inflamatório. Além disso, ele produz uma substância benéfica ao sistema cardiovascular e ao sistema circulatório, além de ter uma ação antioxidante e de ser ótimo para a memória.

O óleo de peixe emagrece?

A resposta mais rápida para a pergunta é: sim. Ele, de fato, ajuda a emagrecer. Aliás, isso ocorre porque ele tem ação antioxidante e também é capaz de exercer controle sobre o apetite e os picos de queda de insulina.

Além disso, o óleo de peixe reduz a frequência com que a pessoa sente vontade de comer doces. Isso, com toda a certeza, ajuda no controle do peso.

Entretanto, ele não é capaz de fazer milagres sozinho. Para que o óleo de peixe te ajude no emagrecimento, você precisa adotar uma dieta equilibrada e praticar exercícios com regularidade. Por meio dessa combinação, você vai começar a perceber os resultados em até um mês!

O óleo de peixe é seguro? Tem efeitos colaterais?

Por ser um produto totalmente natural, sem conservantes nem compostos artificiais, ele pode ser usado por praticamente qualquer pessoa. Basta querer uma vida mais saudável.

Porém, como todos os produtos, ainda que naturais, o óleo de peixe tem alguns efeitos colaterais. Geralmente eles estão relacionados ao consumo excessivo dele, e podem causar problemas como diarreia, vômito e cólicas abdominais.

Como tomar o óleo de peixe?

Para que você possa aproveitar todos os benefícios que o óleo de peixe pode oferecer, é preciso usar o produto seguindo sempre a orientação do fabricante e respeitando a dosagem diária recomendada.

Portanto, o aconselhável é tomar até duas cápsulas de um grama cada, diariamente, até 20 minutos antes do almoço ou do jantar, totalizando dois gramas diários. Dessa forma você não correrá nenhum risco de efeito colateral e estará colaborando para uma vida muito mais saudável.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Prisão de Ventre – Saiba AQUI tudo sobre esse distúrbio! 🤔

Olá meninas! O assunto de hoje já é bem conhecido pela maioria das pessoas: prisão de ventre. Afinal, quem já não passou ou ouviu falar de alguém que passou por uma situação assim. Sentar-se ao vaso sanitário, fazer força e não conseguir evacuar.

Essa sensação é simplesmente terrível e muito mais comum do que parece. Aliás, milhares de pessoas sofrem desse distúrbio diariamente.

Ainda que não seja uma sentença de morte, a prisão de ventre pode ser um verdadeiro incômodo. Além disso, se não for devidamente tratada, ela pode evoluir para quadros mais sérios.

Se você não sabe o que é a prisão de ventre, ou então sabe e quer aprender ainda mais sobre isso, está no lugar certo. Nesse post você vai ficar por dentro do assunto e descobrir tudo sobre esse distúrbio que acomete milhares de pessoas. É só continuar comigo até o final desse artigo. Vamos lá?

O que é a prisão de ventre?

A prisão de ventre afeta cerca de 20% da população mundial, principalmente as mulheres e os idosos. Trata-se de um problema relativamente simples, mas que pode causar enormes desconfortos.

As pessoas que sofrem desse mal, geralmente não conseguem evacuar. Ou então, quando evacuam, o processo não é completo ou, ainda, é caracterizado por fezes endurecidas. Essa condição nada mais é do que o reflexo de uma má alimentação.

Como acontece a prisão de ventre?

Quando ingerimos os alimentos, eles passam pelo sistema digestivo. Enquanto isso, os nutrientes e a água, que estão presentes nesses alimentos são absorvidos de forma progressiva pelo corpo.

O que não pode ser aproveitado nesse processo, transforma-se no bolo fecal.  Ele então é expelido para fora do corpo, com o auxílio das contrações musculares da parede do intestino.

Quando essas contrações se enfraquecem, o material que não foi digerido acaba se acumulando no intestino. Isso faz com que a água, que está ali presente, seja reabsorvida e isso torna os resíduos endurecidos.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais são os tipos de prisão de ventre?

Principalmente caracterizada pela dificuldade de evacuar, a prisão de ventre se diferencia em alguns tipos, que são denominados devido às suas características e aos sintomas que causam.

Prisão de Ventre Orgânica/brutal

Nesse tipo, o intestino acaba sofrendo um bloqueio mecânico devido à aderências, tumores no intestino, estreitamento do ânus ou devido a alguns processos inflamatórios.

Isso tudo ocorre quando o corpo sofre determinadas mudanças físicas. No entanto, esse tipo de prisão de ventre pode ocorrer devido ao uso de medicamentos, que favorecem a condição.

Prisão de Ventre Funcional/crônica

Nesse caso, a prisão de ventre surge devido aos maus hábitos intestinais e alimentares, distúrbios emocionais, sedentarismo, cólon irritável e também a colite espástica.

Esse tipo de problema não está associado à alterações de outras partes do sistema digestivo.

O que causa a prisão de ventre?

Primeiramente, de modo geral, a prisão de ventre está totalmente relacionada ao estilo de vida que uma pessoa leva. Ou seja, os principais motivos para desenvolver prisão de ventre são:

  • Consumir pouca água;
  • Não consumir quantidades suficientes de fibras;
  • Alimentar-se de muita proteína (principalmente consumir carne em excesso);
  • Consumir produtos ricos em amido;
  • Sedentarismo;
  • Fazer uso de alguns medicamentos que tem a prisão de ventre como efeito colateral.

Além disso, a prisão de ventre também pode aparecer devido a fatores psicológicos. Um exemplo bem comum disso é segurar a vontade de ir ao banheiro. Existem também os casos de não conseguir usar o sanitário fora de casa. Além desses fatores, sentar-se de maneira errada no vaso pode acabar piorando esse problema.

Entretanto, existem algumas doenças que acabam facilitando o surgimento da prisão de ventre, como a síndrome do intestino irritável, a diabetes e também o hipotireoidismo.

Passar grandes períodos com febre, estar com parasitas intestinais, ter diverticulite, fazer uso indiscriminado de laxantes ou então sofrer de colite também são fatores que facilitam o surgimento da prisão de ventre.

Quem tem mais chance de sofrer com prisão de ventre?

Ainda que esse problema afete praticamente todas as pessoas, nas mais diferentes idades, existem alguns grupos que  tem uma maior facilidade para desenvolver esse problema. Veja quais são eles:

Mulheres

Algumas mulheres desenvolvem a prisão de ventre durante o período menstrual. Isso se deve aos hormônios sexuais femininos. Além disso, a gravidez e a menopausa também são facilitadoras da prisão de ventre.

Durante a gravidez, o útero acaba pressionando o reto e a parte inferior do cólon. Isso prejudica a saúde do trânsito intestinal.

Além disso, as mulheres também costumam apresentar bastante timidez em usar o banheiro fora de casa. Por isso, muitas delas acabam facilitando o surgimento da prisão de ventre.

Idosos

Em relação aos mais velhos, o sedentarismo e o uso de certos remédios favorecem o quadro de prisão de ventre.

Pessoas com hipotireoidismo

Nas pessoas que apresentam hipotireoidismo, os baixos níveis do hormônio produzido pela tireoide prejudicam o movimento do intestino grosso. Isso torna a digestão mais lenta e facilita o surgimento da prisão de ventre.

Diabéticos

Diabéticos também podem sofrer com a prisão de ventre, especialmente os que não mantém seus níveis glicêmicos devidamente controlados.

Isso pode ocorrer porque a doença afeta os nervos do corpo e isso pode influenciar os estímulos recebidos pelo intestino.

Pessoas que usam alguns tipos de medicamentos

Pessoas que utilizam frequentemente medicamentos como analgésicos e antidepressivos também podem sofrer com a prisão de ventre.

Quais são os sintomas da prisão de ventre?

As pessoas que sofrem de prisão de ventre, geralmente precisam fazer um esforço excessivo para conseguirem evacuar. Além disso, os principais sintomas são:

  • Fezes ressecadas e endurecidas;
  • Sensação de evacuação incompleta;
  • Bastante dor ao evacuar.
  • Gases;
  • Indisposição;
  • Mau humor ;
  • distúrbios digestivos.

Como tratar a prisão de ventre?

O tratamento da prisão de ventre, em grande parte dos casos, não necessita do uso de medicamentos.  Geralmente é feita apenas uma mudança de determinados hábitos alimentares e de vida. Separei as principais formas de tratar a prisão de ventre, olha só:

Beba bastante líquido

Beber muita água ajuda na diminuição da frequência com que a prisão de ventre surge. Afinal de contas, 80% das fezes são compostas de água. No entanto, é muito importante tomar cuidado com o excesso de bebidas com cafeína e bebidas alcoólicas, pois elas provocam desidratação. Isso, consequentemente, pode facilmente levar a um quadro de prisão de ventre.

Consuma mais fibras

As fibras são extremamente importantes para combater a prisão de ventre, pois elas ajudam na formação do bolo fecal.

Portanto, considere aumentar o consumo de:

  • Frutas, como a ameixa e o mamão;
  • Legumes e verduras;
  • Cereais integrais, como semente de linhaça, aveia ou pão integral.

O ideal mesmo é consumir todos esses alimentos diariamente. Dessa forma você irá mobilizar o bolo fecal e combater a prisão de ventre de forma saudável.

Ademais, procure evitar:

  • Alimentos ricos em amido;
  • Alimentos processados;
  • Consumir laticínios em excesso;
  • Alimentos gordurosos ou muito apimentados;
  • Fazer dietas à base de proteínas.

Todos esses alimentos, além de apresentarem baixo teor de fibras, também irritam a mucosa intestinal e deixam o pH do intestino bastante ácido, o que acaba dificultando o seu funcionamento como um todo.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

🥇 Volkano – Saiba TUDO sobre esse termogênico natural! 🤔

Olá meninas! Hoje vou falar sobre o poder dos termogênicos, quais as vantagens e desvantagens e se realmente valem à pena. Se você não conhece o assunto, ou sabe e quer aprender ainda mais, é só ficar comigo até o final desse artigo. Vem comigo!

Como os termogênicos agem no corpo?

Os termogênicos agem de modo a queimar a gordura e inibir o apetite, oferecendo diversas vantagens para as pessoas que querem perder peso. Aliás, o consumo dos termogênicos faz com que o metabolismo se acelere. Em algumas pessoas eles agem diretamente no sistema nervoso central, impedindo ou então adiando a liberação de um hormônio chamado leptina. A leptina age no cérebro contribuindo para a saciedade e inibindo a sensação de fome. A Leptina pode ser encontrada na cafeína, na efedrina, no chá verde, nos óleos e em outros alimentos que aceleram o metabolismo.

Esses alimentos citados agem estimulando o Sistema Nervoso Central, deixando a pessoa mais alerta e em modo de ataque. Dessa forma, ocorre um maior estímulo pela ingestão dos alimentos e suplementos termogênicos.

Alimentos e complementos termogênicos

Os alimentos termogênicos apresentam a habilidade de acelerar o metabolismo do corpo, fazendo com que haja um aumento da atividade celular. Após a descoberta de todos esses benefícios, feita pelos cientistas, a indústria começou a produzir  termogênicos em cápsulas, em gel, entre outros. Em suma, são as mesmas propriedades dos alimentos que tem a cafeína como base.

No entanto, o grande problema dos termogênicos sintéticos está na quantidade de cafeína ingerida. Quando a dosagem é muito alta, ela pode levar a efeitos colaterais. São eles: insônia, dor de cabeça, agitação, falta de concentração, entre outros.

Esses alimentos não são contraindicados, afinal, para que provoque um efeito colateral é necessária a ingestão de uma grande quantidade. Existem diversos alimentos que são considerados termogênicos, como: a canela, alguns tipos de pimenta, o gengibre, o vinagre de maçã, o guaraná, o chá verde e o café.

No que se refere aos termogênicos sintéticos, é muito importante ter disposição e força de vontade. Assim você poderá seguir as instruções que irão te auxiliar durante todo o processo de perda de peso. No entanto, é muito importante lembrar que sem uma dieta balanceada você não chega a lugar algum.

Primeiramente, lembre-se que sem a prática de atividades físicas, os termogênicos não farão nenhum efeito. Aliás, nesse caso, eles podem até mesmo proporcionar mais malefícios do que benefícios à sua saúde.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais a quantidade ideal de termogênico?

As dosagens deverão ser feitas de acordo com as informações do rótulo do produto. Isso é fundamental para que você possa obter os resultados que tanto almeja.

Para perder peso usando os termogênicos é preciso também fazer exercícios e ter uma dieta equilibrada. Ainda que você comece a consumir termogênicos para perder peso, o seu corpo precisará se exercitar e também precisará de uma alimentação adequada, para que tenha a energia necessária e os resultados possam surgir. É preciso bastante cuidado para que não haja um efeito sanfona.

O horário ideal para fazer uso do termogênico é antes do treino. Dessa forma o corpo começa a se aquecer e estará melhor preparado para queimar aquela gordura indesejada durante a sua série de exercícios.

O que é o Volkano?

O Volkano é um gel termogênico, que é aplicado diretamente na pele limpa e seca antes de iniciar os treinos. Para removê-lo, basta tomar banho. Ele é muito mais eficaz que as cápsulas de suplementos, pois ele aumenta a atividade das células e também a temperatura corporal durante os treinos. Além disso, facilita o suor, o que aumenta ainda mais a quantidade de calorias perdidas ao longo dos exercícios. Volkano acelera os resultados dos treinos com ingredientes que possuem ação cientificamente comprovada. O melhor de tudo é que pode ser usado tanto por homens quanto por mulheres.

Como ele é usado?

Basta aplicar Volkano na pele limpa e seca, sem esfregar, antes de começar os seus exercícios.

Quais os benefícios do Volkano?

  • Aumenta a temperatura corporal durante os treinos;
  • Ajuda na queima de gorduras;
  • Diminui a retenção de líquidos e o inchaço;
  • Melhora significativamente a hidratação da pele;
  • Aumenta a quantidade de suor durante o exercício;
  • Provoca uma diferença da temperatura corporal, para emagrecer ainda mais;
  • Tem como foco a perda de peso e a queima de gorduras em poucas semanas;
  • Aumenta a disposição do corpo e também a energia para treinos mais intenso.

Quais os malefícios dos Termogênicos

Os malefícios, em grande parte das vezes, ocorrem por dois motivos: ou a dosagem ingerida foi muito maior do que o indicado, ou o tipo de organismo da pessoa que está usando-o é inadequado. A dosagem deve sempre ser de acordo com a especificação da embalagem do produto.  Sua escolha deve ser baseada na rotina da pessoa e em como o seu metabolismo funciona.

Em quanto tempo surgem os resultados?

O aumento de temperatura corporal e do suor são notados de forma nítida na mesma hora em que você usa o produto. A redução de gordura varia de pessoa para pessoa, afinal, cada organismo é único e tem sua própria maneira de reagir aos estímulos que recebe. No entanto, após algumas semanas é garantido que haverá resultados.

Volkano causa algum feito colateral?

Não. O Volkano foi dermatologicamente testado e aprovado pela ANVISA, e não causa nenhum tipo de efeito colateral. Entretanto, se você notar alguma reação diferente, descontinue seu uso e, caso os efeitos persistirem, procure um médico.

Quais as contraindicações de Volkano?

Não existe nenhuma contraindicação.  Entretanto, se você possui alguma doença, alergia ou uma forte sensibilidade na pele, é aconselhável realizar uma consulta com seu médico antes de começar a usar o Volkano.

Onde posso comprar o Volkano?

Se você pretende comprar esse termogênico, saiba que ele é vendido somente no site oficial. Dessa forma, você compra com segurança e comodidade, sem precisar sair de casa. Basta acessar o site e conferir as ofertas disponíveis no site.

Vale lembrar que o site oficial oferece 3 opções de ofertas para que você possa escolher a ideal para você. O pagamento pode ser feito através do cartão de crédito ou então de boleto bancário.

O tempo de entrega varia de acordo com o local em que você reside. No momento em que o pagamento é confirmado, Ao comprar uma das ofertas,  você ganha a garantia absoluta. Basta comprar o produto e testar por até 3 meses. Caso você não note nenhum resultado satisfatório nesse período de tempo, basta enviar um e-mail ao fabricante e solicitar seu reembolso.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

🥇 Polifenóis – O que são? Saiba todas as suas vantagens! 🤔

Todos buscamos uma melhor qualidade de vida, para que possamos ter uma vida mais saudável e duradoura, certo? Aliás, um dos pontos mais importantes a serem levados em conta é a alimentação. Não é possível levar uma vida saudável sem que você tenha uma alimentação balanceada, rica em todos os nutrientes necessários. Portanto, uma alimentação correta faz verdadeiros milagres no o seu dia a dia. Ela melhora o bem-estar, a animação e confere aquele sentimento de corpo descansado e revigorado. Afinal, como podemos almejar uma vida de boa qualidade, se levamos uma dieta inadequada, composta de hábitos alimentares nada saudáveis?

Para falar a verdade, a falta de uma dieta devidamente balanceada causa uma série de danos à saúde do corpo. Primeiramente, de não receber os nutrientes que precisa para a manutenção das atividades diárias, o corpo precisará gastar mais energia do que tem. Isso produz aquela conhecida sensação de cansaço constante. No entanto, vale lembrar também que, caso você se exceda do outro lado, consumindo alimentos ricos em gordura ou transgênicos, isso irá prejudicar igualmente a sua saúde, fazendo com que você ganhe muito peso e viva com uma constante sensação de mal-estar.

Para não viver com esse constante incômodo, basta evitar os dois extremos. Como dizia Aristóteles, a virtude está na moderação. Com toda a certeza isso vale também para a alimentação. Nessa busca constante por uma vida mais saudável, o que você não pode deixar faltar na sua dieta são os polifenóis.

O que são os polifenóis?

Com certeza você já ouviu falar dos polifenóis. Segundo a definição da química orgânica, os polifenóis são substâncias que contém uma ou mais hidroxilas ligadas a um anel aromático. Os polifenóis são encontrados em abundância nas plantas, como cacau e também em diversas ervas medicinais. Existem vários estudos que apontam uma correlação direta entre os benefícios para a saúde do nosso organismo e o consumo dos polifenóis na alimentação diária.

Dente vários dos seus benefícios e propriedades terapêuticas, pode-se citar o estímulo da ação antioxidante no corpo, o que combate os radicais livres. Além disso, a ingestão de polifenóis também garante um estoque maior de energia armazenada no corpo. Saiba que isso é de suma importância para as pessoas que sofrem os efeitos negativos dos hábitos alimentares ruins, como o cansaço e o desânimo constantes. Muitas vezes, uma simples mudança na dieta pode resolver o problema de uma vez por todas, sem grandes esforços. Aliás, o consumo dos polifenóis é bastante indicado para as pessoas que querem emagrecer e precisam de uma quantidade maior de energia para que possa praticar atividades físicas.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Para que servem os polifenóis?

Entre as principais vantagens que eles trazem, pode-se considerar em primeiro o já mencionado ganho de energia para o corpo, que contribui de forma direta  para o aumento da disposição diária. Além disso, outra função extremamente importante dos polifenóis inclui também a já citada contribuição para que o corpo tenha uma ação antioxidante. Aliás, os polifenóis são vistos como um tipo de antioxidante natural.

Ademais, não se pode deixar de mencionar sua atuação na prevenção de determinadas doenças, como o câncer, a diabetes e a osteoporose. Os polifenóis também trazem benefícios para a dieta de pessoas que sofrem de doenças cardiovasculares. Por último, mas não menos importante, os polifenóis são ótimos aliados de quem quer perder peso e precisa de mais disposição e energia para que possa realizar atividades físicas.

Quais são os alimentos ricos em polifenóis?

É possível alcançar toda essa lista de benefícios simplesmente consumindo alimentos ricos em polifenóis. Ou então, até mesmo consumindo suplementos alimentares, como detalharei melhor no próximo e último tópico desse artigo. Por terem uma variação muito grande em sua classificação, podendo ser diferenciados em mais de 500 tipos distintos, os polifenóis estão presentes em grandes quantidades de alimentos. Isso significa que não é preciso fazer uma mudança radical na sua alimentação para que você possa incluir esses nutrientes na dieta. Aliás, muito deles, provavelmente, você já consome e não tem nem noção disso.

Os principais alimentos que são extremamente ricos em polifenóis são:

  • Amora;
  • Ameixa;
  • Alcachofra;
  • Chocolate amargo ou meio amargo;
  • Maçã;
  • Iogurte de soja;
  • Diversas nozes;
  • Espinafre;
  • Cebola roxa;
  • Farinha de linhaça.

Existem também alguns temperos que contêm grandes quantidades de polifenóis. São eles:

  • Cacau em pó;
  • Cúrcuma;
  • Orégano mexicano desidratado;
  • Cravo da Índia.

Finalmente, existem ainda algumas bebidas  que são ricas em polifenóis. São elas:

  • Café;
  • Chá verde;
  • Vinho tinto.

Conheça o VITAL 4K

Se a sua mudança na dieta não se mostrar suficiente, você também pode optar pelo consumo de um suplemento alimentar. Existem diversas alternativas no mercado. No entanto, vou deixar a dica de um deles a você, minha amiga leitora: o VITAL 4K.

Primeiramente, o VITAL 4K é um suplemento feito com uma fórmula totalmente natural e rica em polifenóis. O suplemento age a fim de estimular o organismo, pois fornece um aumento da energia e, como consequência disso, aumenta a disposição para que você possa realizar tranquilamente as atividades de seu dia a dia. Posso citar como efeito colateral positivo a ação oxidante dele, que é extremamente benéfica ao corpo. Isso porque estimula a perda de peso de forma natural e, portanto, totalmente segura.

Ele é feito à base de cafeína e taurina, e também é rico em vitaminas e minerais. Além disso, tem a vantagem de não conter açúcar nem glúten. O VITAL 4K é um produto que vem em pó e é indicado para o preparo de um composto líquido, que vem no sabor morango e cranberry.

Cada pote do suplemento tem 300 gramas e ele rende, em média, 60 porções.

O VITAL 4K só pode ser adquirido em seu site oficial.  A notícia ainda melhor é que você tem preços promocionais comprando mais de uma unidade e o frete dele é gratuito para todo o Brasil. Além disso, esse suplemento também tem uma garantia de satisfação, no período de 30 dias. Esse é o prazo para que você possa pedir o reembolso do dinheiro que investiu, caso o resultado não te agrade nesse período. Ou seja, você só tem vantagens, afinal, não tem nada a perder com essa incrível garantia. Mas eu tenho certeza que você vai sentir os resultados do VITAL 4K muito antes de terminar esse período.

Existem vários depoimentos de clientes super satisfeitos. Várias mães relatam um aumento enorme de energia, que agora pode ser gasta brincando com os filhos e também indo para a academia.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

You cannot copy content of this page