🥇 Candidíase – Sintomas, Tratamentos e mais! Saiba tudo AQUI 🤔

A candidíase é uma infecção bastante comum. Sua causa está no grande crescimento do fungo Candida que, normalmente, aparece quando o sistema imunológico está fragilizado, ou então quando a pessoa está usando algum tipo de antibiótico.

Esse fungo está presente em todo organismo humano, no entanto, o sistema imunológico é capaz de evitar a sua proliferação excessiva. Entretanto, se o corpo estiver fraco ou sofrendo alterações hormonais, os fungos conseguem se reproduzir rapidamente.

A candidíase pode se manifestar por diversos motivos, e surge tanto nos homens quanto nas mulheres. Primeiramente, é preciso frisar que ela tem cura. Seu tratamento é feito com o uso de pomadas ou remédios que eliminam os fungos responsáveis pela doença, aliviando dessa forma os sintomas.

Além das regiões íntimas, a candidíase pode se manifestar na pele, na boca, na garganta, nas unhas, no sangue ou até mesmo nos intestinos.

Confira o vídeo que separei para você sobre o assunto:

Quais são os tipos de candidíase?

Candidíase vaginal

Essa é a mais comum e se manifesta em mulheres que estejam com o sistema imunológico mais fraco ou então com a flora vaginal desequilibrada.

Candidíase peniana

Esse é um tipo menos comum do que a candidíase vaginal. Na maioria dos casos, o fungo se reproduz quando o organismo está mais vulnerável.

Candidíase de pele

Esse tipo de candidíase pode aparecer devido ao atrito entre as peles. Ela causa pequenas lesões, que geralmente se manifestam em um local propício para o desenvolvimento de bactérias e fungos.

Candidíase de esôfago

Esse é o tipo mais raro de candidíase e acontece com predominância nos pacientes que apresentam baixa imunidade. É mais comum que surja em idosos e, em contrapartida, raramente se manifesta em crianças.

Candidíase oral

A candidíase oral pode ocorrer com crianças, idosos, diabéticos, adultos que fazem sexo sem o uso de camisinha e também pacientes que estejam passando por tratamentos que fragilizam o sistema imunológico.

Candidíase na gravidez

As mulheres grávidas acabam passando por mudanças nas partes íntimas. Essas mudanças aumentam a produção de lactobacilos e o PH vaginal se torna mais ácido. Essa acidez favorece o surgimento da candidíase.

Candidíase invasiva

Esse caso ocorre com pessoas que tenham um sistema imunológico enfraquecido.Pode se manifestar, inclusive, em recém-nascidos abaixo do peso e  geralmente se trata de uma infecção hospitalar.

Na candidíase invasiva, o fungo da candidíase acaba agindo na corrente sanguínea e pode afetar os órgãos. Se isso ocorrer, causa complicações graves e pode até mesmo evoluir para uma candidemia, que pode levar ao óbito.

Vale ressaltar inclusive, que mulheres e homens que nunca fizeram sexo também podem ter candidíase.

Quais os sintomas da candidíase?

Sintomas principais: Primeiramente, muita coceira na área genital, o surgimento de vermelhidão e inchaço na genitália, placas brancas na região vaginal ou na cabeça do pênis, corrimento branco que lembra leite talhado, dor ou queimação na hora de urinar e também durante o sexo.

Candidíase vaginal: Coceira excessiva na área vaginal; dor e surgimento de vermelhidão na área vaginal, corrimento vaginal branco parecido com leite talhado, dor durante o sexo.

Candidíase peniana: Coceira, ardência e inchaço na ponta do pênis,sexo doloroso, ardência ao urinar, feridas na pele do pênis, corrimento branco parecido com leite talhado,cheiro forte na região íntima.

Candidíase oral: Vermelhidão, ardência e desconforto dentro da boca, dor e dificuldade para engolir, surgimento de manchas brancas dentro da boca e na língua, rachaduras no canto da boca.

Candidíase de esôfago: Dor ao engolir, dores no peito, náuseas e vômito, dores abdominais, perda de apetite.

Candidíase na pele: Surgimento de vermelhidão na parte das dobras, pele escurecida na pele da região, com erosões e crostas, descamação da pele, coceira e queimação nas dobras, surgimento de líquidos nas lesões.

Candidíase invasiva: Febre, urina turva, dores de cabeça, vômitos, inflamação nas articulações.

Quais as causas da Candidíase?

Geralmente, o contágio da candidíase se dá nas relações sexuais feitas sem proteção, com uma pessoa contaminada. No entanto, existem outros fatores que podem facilitar esse contágio:

  • Tomar antibióticos, anticoncepcionais e corticoides frequentemente;
  • Possuir doenças como diabetes, HIV, HPV e lúpus, pois elas tornam o sistema imunológico enfraquecido;
  • Usar com frequência roupas apertadas ou molhadas;
  • Andar descalço ou compartilhar luvas;
  • Lavar a região íntima mais de 2 vezes ao dia;
  • Usar o mesmo absorvente por mais de 3 horas seguidas.

Como é feito o diagnóstico da Candidíase?

Os sintomas são bastante fáceis de identificar, entretanto, acabam se assemelhando a outros problemas genitais, como a vaginite, a herpes ou então a gonorreia.

Para que a pessoa possa confirmar o diagnóstico, é de suma importância consultar um médico especializado. Ginecologista, no caso das mulheres ou urologista, no caso dos homens. Além do diagnóstico, o médico também pode avaliar se existe alguma causa e indicar o tratamento que seja mais adequado para solucionar o problema.

Como é feito o tratamento de candidíase genital?

Primeiramente, saiba que a candidíase genital pode afetar homens e mulheres, e o tratamento para ambos é feito com pomadas antifúngicas.

Pomada para a mulher

As pomadas usadas para candidíase nas mulheres são as que tem como base o miconazol e o terconazol. No entanto, podem também ser utilizadas pomadas com antifúngicos semelhantes aos dessas substâncias.

Primeiramente, a área íntima precisa ser bem higienizada e as mãos precisam ser lavadas com água e sabonete neutro. Depois, basta aplicar a pomada dentro da vagina. Aliás, algumas pomadas já vem com um aplicador. É só cortar a ponta, inserir na vagina, apertar e tirar a mão com o aplicador. Caso não venha com aplicador, é necessário introduzir a pomada com um aplicador próprio que deve ser comprado na farmácia.

A aplicação pode ser feita com a mulher deitada com as pernas dobradas, sentada ou até mesmo em pé, com as pernas bem abertas. A pomada deve ser aplicada o mais fundo possível no canal vaginal.

Ademais, também, existem pomadas para aplicar na vulva e na região externa. O médico é que poderá indicar qual é a melhor pomada dependendo de cada caso.

Pomada para o homem

No caso dos homens,entretanto, o mais comum é a prescrição de cetoconazol ou de clotrimazol. Essas pomadas são aplicadas no corpo e cabeça do pênis, dando maior atenção para as áreas que estejam mais afetadas. Sempre higienizando, igualmente, as mãos e o pênis antes da aplicação.

No caso de homens que possuem uma parceira ou parceiro fixo e não usam camisinha, o médico, geralmente, indica o uso do cetoconazol como um lubrificante. Dessa forma, toda vez que for fazer sexo, basta passar um pouco da pomada no pênis para facilitar a penetração, sem causar lesões.

Eventualmente, o tratamento com pomada em homens e em mulheres, é feito junto com o medicamento via oral. O mais utilizado deles é o fluconazol.

Receita médica

Aliás, algumas pomadas não necessitam de receita médica para serem compradas. Basta solicitar na farmácia.

Atente-se aos alimentos que ajudam na proliferação do fungo da candidíase:

  • Álcool;
  • Tomates;
  • Pães e Carboidratos;
  • Uva-passa;
  • Leite;
  • queijos;
  • Açúcar.

É muito importante estar ciente e evitar o consumo desses alimentos caso esteja com essa infecção. Dessa forma você evita que ela se espalhe ainda mais e ajuda em seu controle.

Confira o vídeo a seguir, relacionado a esse tema, para aprender ainda mais:

Para mais conteúdo, clique aqui.

 

Leave a Reply